Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

16.3.09

O MEDO - Mensagem de Kryon através de Lee Carroll

Mensagem de Kryon através de Lee Carroll
Santa Fé, Novo México, dia 22 de novembro de 2008

Saudações, meus queridos, eu sou Kryon, do Serviço Magnético.

Há um giro neste lugar, porque de um momento atrás até agora, muitos de vós estais a dar permissão para o impossível. Tendes que sair de vossa percepção tridimensional. Há um homem, ou um homem e um anjo? O que é isto? Poderia ser que neste momento há uma comitiva que vem a este lugar e muda a mesma energia ao redor dos assentos? Ou há alguém fingindo?

Há aqueles aqui que não acreditam nisto. Não crêem que isto está acontecendo. Eu gostaria de dizer o que eu sempre digo: meus caros amigos, não estais em julgamento diante de Deus. Podeis pensar o que pensais, mas com livre arbítrio o nosso amor por vós é o mesmo.

É o mesmo! Eu sei o que sois nesta noite. Eu quero falar aos quatro de vós que duvidam que isto está acontecendo. Eu quero que somente por um momento, vasculhai as vossas almas. Apesar de que não credes nisto, eu vos pergunto: o que realmente vos trouxe até aqui? Há uma semente sendo plantada durante todo este dia, inclusive neste momento, nesta sala, um instrumento.

Se quereis saber mais, o podeis. Há uma semente sendo plantada que diz: meus queridos, queridos curandeiros que sois e que tendes sido, a razão pela qual sentis o que tendes sentido é que dois de vós, dos quatro, já estivéreis aqui e fizestes isto, muitas vezes. Dois de vós, dos quatro, já sentastes na cadeira, assim como o meu parceiro, e já falastes a audiências, exatamente como ele. Não quereis tomar parte de nada disto. Não acabou bem! Foi difícil! Vindes com o carma de temer a iluminação, mas ainda assim estais aqui. Ide entender essa!

Os outros dois, velhas almas, estais simplesmente cansados disto. Vós não quereis fazer isto novamente. Eu vos digo que não precisais fazer isto de novo, mas poderíeis considerar ser amados por Deus? Poderíeis considerar, só por alguns minutos, fazer absolutamente nada e deixar Deus lavar os vossos pés? Concordaríeis? Então sairíeis. Vós não precisais dizer a ninguém que mudastes nem que sentistes algo. Ficaria entre vós e mim. Vós vos permitiríeis ser amados? O resto permitirá que isso aconteça!

O que a comitiva faz quando chega a um lugar como este é suavizar. Se vós tendes corações amolecidos, então sabeís que isto é real. Eu sei quem está aqui. Não digo sempre isto, porque nem sempre a sincronicidade está presente, mas há alguns de vós que perdestes seres humanos amados muito recentemente e eu quero vos dizer que acabastes de lhes dar permissão para aparecerem. E eles estão aqui! Estão aqui na forma que quereis vê-los aqui. E por alguns momentos, neste período de transição, deixais que eles estejam convosco e sentem nos vossos colos e talvez até deixem uma ou duas mensagens.

Há muito acontecendo aqui. Há aqueles nesta sala que são os ancestrais desta área. Olhai no espelho! As vossas faces não são indianas. Não importa. Elas foram! E sois atraídos de volta a esta área. É gostoso, não é? Nós dissemos isto antes: vós sois vossos próprios ancestrais. Seguramente sabeis disso! Guardiões e servidores da terra, até mesmo em tempos modernos! Guardiões e servidores da Terra! E vossas crianças e netos também o serão. Podeis sair deste plano e voltar num novo gênero, uma raça diferente, e sereis atraídos de voltar para esta área e o fareis novamente. Guardiões e servidores da Terra, e sabeis do que eu estou a vos falar. Não sentís isso? Não estou a falar a todos vós, mas estou a falar àqueles que precisam saber disto. Eu falo a verdade. Eu vejo dentro. Eu vejo o akash. Sabeis disto também! É um grupo eclético, o que viria até aqui. Se os humanos tivessem o tempo de entrevistar uns aos outros! Vós diríeis, “ah, nós somos bastante diferentes! Os lugares em que nascemos, de onde viemos, são tão diferentes!”. Cinco de vós são de outros continentes, mas ainda assim estão aqui e vós sentais aqui. O que vos junta num tempo como este, num lugar como este? Eu vos digo isto: família! O que vos traz juntos é a sincronicidade que o meu parceiro estava a comentar. Não é um acidente que os integrantes deste grupo sentam uns com os outros. Vós sentastes uns com os outros antes em diferentes lugares, em tempos diferentes. Vós podeis até mesmo dizer que alguns de vós são os originadores da espiritualidade humana no planeta Terra e vós sabeis quem sois também, porque pensais fora da caixa, pensais além de serdes humanos, até mesmo além de serdes pedaços de Deus. Fizestes a pergunta “o que é a vida?”. Entendeis que sois muito mais grandiosos que qualquer um possa saber; oh, não como um ser humano, mas como uma entidade do Universo.

Quantos de vós começastes a pensar sobre o fato de que se sois pedaços de Deus, vós sempre fostes e sempre sereis? É um círculo de tempo sem uma ruptura. É bastante tempo! Não podeis conceber algo que sempre foi. A mente humana não tem a capacidade de conceber algo que não tem princípio. Bem, vós sois isto! 4 bilhões de anos atrás, se tivésseis visto a Terra, não a teríeis reconhecido, mas estivestes lá. 4 bilhões de anos antes disso, não teríeis reconhecido o espaço, mas estivestes lá. 4 bilhões de anos antes disso, não teríeis visto o Universo, mas estivestes lá. E tendes querer perguntar, “o que mais eu fiz que possa ser significante?” Que tal a própria criação deste Universo? Que tal a maneira pela quals as galáxias foram postas? Que tal aquele duplo buraco negro que está no meio de vossa galáxia? Sabeis que estivestes lá e tivestes algo a ver com o seu posicionamento: gravidade, magnetismo, luz.

A ciência observa estas coisas hoje e diz, “tem que haver uma sincronicidade! Tem que haver uma inteligência! Estamos a ver coisas que jamais poderiam ter acontecido acidentalmente!” “Desenho inteligente”, dizem. Estão certos! O que eles (os cientistas) não sabem é que são a inteligência por trás disso. E assim é, meus queridos, que sentais num lugar como este, almas velhas que não sabem a sua idade, pedaços de Deus que realmente não sabem que são Deus, mas com intuição, isto sôa verdadeiro.

Deixai este ser um tempo de aprendizagem. Eu desejo comentar, neste momento, algo que outros possam ouvir. Não é somente para vós que sentais nesta sala, mas para todos aqueles que estão a escutar e a ler. Eu vejo os ouvintes. Eu vejo os leitores. Num estado quântico, eu sou. Com os potenciais que podem ocorrer, eu sou. Portanto, o potencial dos vossos olhos e ouvidos nesta página estão diante de mim e são conhecidos por mim, queridas almas. Fora da visão prévia desta sala ou de qualquer das coias que não estão aqui, fora a do quadro de tempo desta sala, eu vos vejo. Viestes ao lugar certo, porque eu quero vos dizer que o medo predomina. Eu falo agora não somentes àqueles neste país, onde eu sento, mas a todos aqueles cujos olhos estão aqui e cujos ouvidos escutam: há bastante medo!

Medo é o assunto nesta noite .Vamos falar sobre ele! Vamos falar sobre ele porque é incerto – não é verdade? - o tempo no qual viveis. Muitos de vós estão paralisados e impressionados acerca do que está diante de vós, do que chamais “finanças”. E isso está a mudar. Vós vistes o passado e não sabeis o que o futuro vos trará. Vós tendes medo. É compreensível, porque afeta o vosso jeito de viver, a vossa habilidade de cuidar de vossas famílias. “O que acontecerá em seguida: tereis um emprego, um carro, uma casa? Todas estas coisas parecem materialistas, mas geram medo. Deixai-me ser claro quanto a isto: viveis em uma sociedade onde estas coisas trabalham para vós e são necessárias. O Espírito entende que ides trabalhar e que precisa da troca do vosso trabalho por remuneração para pagar a vossa comida, aquecimento e resfriamento; para que movais adiante, para que crieis as vossas crianças, para que simplesmente possais estar uns com os outros, requer-se essas coisas na sociedade nas quais estais. Não é materialístico para vós fazer parte da cultura e sobreviver nela. Deus observa isto, honra o processo, e sabe quem sois.

As coisas cambiam e mudam. Há sete anos atrás, e até mesmo depois disso, eu vos disse acerca destes tempos; até mesmo neste país eu falei do potencial de que a vossa base financeira iria sucumbir por causa de integridade, e agora estais nisso. Eu vos dei informação, que até mesmo o meu parceiro falou antes, que estes tempos, tão duros como são, não durarão tanto tempo como os que predizem estas coisas afirmam, porque vós tendes algo que não podeis medir: esperança. Vós tendes algo que é intangível, que não podeis pôr na equação: percepção, expectativa, intuição, motivação; todas estas coisas irão trazer esta situação a uma conclusão mais rapidamente do que pensais, mas por enquanto há medo. O que é medo? Tendes que ouvir isto: medo é a ausência do amor de Deus! Tendes que saber disto! Aqueles que ouvem e lêem, talvez até mesmo alguns nesta sala, podem estar aprisionados nele - agora, mais tarde, em circunstâncias que até mesmo eu não posso imaginar, nas quais vós vos poríeis - medo.

Há aqueles que consideram o medo como o grande balanceador e equalizador da humanidade. Vós consignais a ele uma energia. Estais errados! Eu vou vos dizer o que o medo é. O medo é a ausência de Deus! Isso é o que ele é! É um buraco no qual caís, porque tirastes Deus de vossas vidas. Cada ser humano tem livre arbítrio para remover Deus de sua vida e pô-lo lá de volta em qualquer momento que o queira. Nada é permanente em absoluto. O libro arbítrio é dessa maneira. Algumas vezes aqueles que estão a começar a encontrar aquele lugar de espiritualidade, de iluminação, vão e vêem, para frente e para trás, entre entendimento e escuridão; não há nada errado convosco, se isso é o que está a acontecer! Eu gostaria de dizer que aqueles que encontram a luz acham difícil permanecer nela, porque não é o seu estado natural, mas se torna, o quanto mais permaneceis na luz, o seu estado de ser; então a luz sois vós, vos afeta, vos tornais luz e sois a luz!

Há aprendizado! Medo não é um poder! Medo é a ausência de poder! “Kryon, como pode ser que nós o sentimos como algo poderoso?” Vós vindes como que temos chamado - e sempre chamamos – livre arbítrio sobre a luz e a escuridão na dualidade. Estas coisas, que são temerosas e dramáticas num ser humano desequilibrado, estão sempre lá num piscar de olhos e sempre estarão enquanto fordes humano. Abençoado é o ser humano que se sente tanto no amor de Deus que a jarra está sempre cheia e então nunca está vazia e essa coisa chamada dualidade, medo, desequilíbrio e drama nunca o pode tocar, porque a jarra está sempre cheia. Entendeis o que eu vos digo? Agora sabeis a resposta de como sair do medo.

Eu irei fazer algo que normalmente não faço. Eu vos darei coisas físicas que podeis fazer. É sobre conexão! Se as vossas jarras estão cheias, não estareís desequilibrados. “Kryon, eu sinto que sou um trabalhador da luz e o tenho sido por um longo tempo, mas às vezes eu tenho medo!” Deixai-me dizer como isso funciona. Eu não quero que vos culpeis. Queridos seres humanos, isto é tão típico: que aquelas jarras, de vez em quando, desequilibram-se, porque são tremidas um pouquinho, e o amor de Deus transborda; então estão um pouco vazias e a escuridão vôa para dentro do vazio das jarras. Há vazio. Há desequilíbrio. Há drama. Há medo e pânico, porque não tendes o que estáveis acostumados a ter. O que fazeis? Eu vos digo isto, somente abrí a torneira e enchei a jarra. Fazei isto a partir da fonte que está sempre cheia. Isso é o que é duro para o ser humano! Isso é o que é difícil!

Há um ser humano nesta sala que canalizava. Ele pensa que a entidade que canalizava lhe deixou. Meu querido, o meu parceiro te olhou diretamente nos teus olhos e te disse a verdade: o amor de Deus tem aumentado em tua vida. Tu tens te mesclado com esta energia. Mudai a estação, e ela voltará. Ela voltará num jeito diferente. Ela fluirá de um jeito diferente. Isto irá ser sentido como tu, mas não o será, porque será vós dois. Deveis saber, querido senhor, que passaste nos testes e que o amor de Deus está contigo. Não temais o que aconteceu. Ninguém te abandonou. Precisais saber disso!

É fácil ter medo! “O que deu errado?” E alguns de vós tendes medo quando sentís uma mudança, não entendendo o que eu acabei de dizer àquele que está aqui. Quando fordes através de mudanças as coisas serão sentidas diferentemente. Em algumas vezes aquela jarra é balançada um pouquinho. Algumas vezes o amor transborda. Alguma vezes há um buraco, um pequeno buraco, e nesse buraco há desequilíbrio, medo, drama. Deixareis que tomem conta de vós ou enchereis o copo outra vez? Aqui estão alguns conselhos; alguns passos, se o desejais. Nós raramente damos passos. Estes são passos tridimensionais, porque Deus não vos quer em medo.

Número um. Imergis no amor de Deus! Visualizai, se for preciso, que estais a nadar na piscina com os anjos e com Espírito, com Verdade Universal, nadando tanto que vós nunca estareis secos, mas sempre estareis molhados com o amor de Deus. Imergis no amor de Deus! Não deixeis nada vos emergir dessa imersão, não importa aonde ides nem o que aconteça convosco nem onde estais. Permenecei imergidos. Há aqueles que acreditam que isto seria apenas aplicável em meditação, para pontos onde seríeis espirituais. Vós aprendeis isto nesta sociedade, que há um dia para adorar e outros quando não adorais. O quão 3-D de vós! Vós sempre adorais! Vós sempre estais imergidos no amor de Deus! Vós adorais a idéia mesma de que sois Deus! Vós cantais canções pelo fato de que nunca estais sós. Esse é o primeiro passo.

Número dois. Apoia-vos no inato! Isto significa que a nível celular todas as vossas células sabem melhor. É o vosso intelecto que diz que tendes problemas. Vossas células sabem melhor. Perguntai à vossa estrutura celular. Se falais consigos mesmos e acreditais em coisas tal como kenesiolosia, que há uma inteligência inata em vossa estrutura celular, usai-a! Perguntai a ela se tendes problema. Ela irá vos dizer que sois pedaços de Deus, que não precisais temer e que apesar de que não sabeis os potenciais do que está diante de vós, o que quer que esteja diante de vós, tudo está bem! Não estais aqui para sofrer. Escutais-me? Não estais aqui para sofrer. Não é o plano! O plano é por integridade no sistema bancário! Esse é o plano! Durante o processo vós sobrevivereis. “Kryon, por que Deus se importaria com os bancos?” Não é difícil. É parte de vossa cultura. É o que vós chamaríeis “aumentar as rodas”de vossa realidade. Há que haver integridade lá! Novamente nós dizemos estas coisas para que tenhais calor e estabilidade, para que possas ir aos lugares em que precisais estar, para que vos sintas confortáveis, autoconfidentes, para que crieis a vossa própria realidade, e o sistema bancário é parte disto. Tem que ser. Há tantas outras coisa que pensais estar fora do interesse de Deus. Deus está interessado na integridade dessas coisas e isso é o que tendes feito. Vós vos movestes para dentro disso a partir da marca onde ele estava, não é verdade? Não temais isso! Esse foi o número dois.

Número três. Esmurrai o vosso intelecto. Não o deixai tomar controle. Oh, há um lugar para o intelecto e não é em vossa vida espiritual. Há um lugar para o intelecto! Ele é a habilidade humana para pensar alto e livremente além das coisas que pensais que deveis ponderar e até mesmo para pensar sobre a vida mesma e o sentido de quem sois, mas não o deixai vos levar para fora do amor de Deus. Esmurrai-o, se for preciso; senão, ele tomará controle e vos dirá: “há uma razão para se ter medo!” Ele vos dará o ABC do sistema bancário. Se isso não for o suficiente, precisais apenar ligar a tv e eles vos dará o resto. Deus não está no vácuo sobre estas coisas. Deus sabe o que fazeis todos os dias, o que pensais aonde ides, como exercitais o vosso amor pelos demais, os vossos julgamentos, os vossos objetivos, sonhos, prazeres, medos. Por isso eu posso falar deste jeito convosco, irmãos, irmães, porque eu vivo a vida convosco. Eu sou um pedaço de Deus, assim como vós. Nós estamos ligados para sempre. Este foi o número 3.

Número quatro. Amai a vós mesmos. Maternalizai vós mesmos. Chamai a criança interior. Todas estas coisas precisai fazer para chegardes a um lugar que é confortável, como um velho sapato, se o precisais, para saber que estais bem. Não há nada como a criança interior. Ela frequentemente responde a um tempo em que o ser humano não tem preocupações. Lembrai-vos desse tempo? Então o demandai, pegai-o, sede-o e fazei-o. Funciona!

Todas estas dicas são ações que podeis tomar; somente algumas. Se vos encontreis cercados pelo medo e todas estas coisas não funcionam e são um pouco esotéricas demais, então chamai os vossos amigos. Nós não queremos que temais. É contagioso, não sabeis? É contagioso em ambas as direções. A luz é contagiosa, isto quer dizer que quando estiverdes cercados por aqueles com alegria e luz, que não estão temerosos, as vossas jarras são enchidas. Deixai-me perguntar isto, queridos seres humanos: tendes medo hoje? Estão as vossas jarras cheias? Então sois amigos, não sois? Como vos sentiríeis se atendessem a um telefonema e alguém está em apuros? Escutaríeis e diríeis, “eu te envio luz”? Ou diríeis “deixai-me ir até a tua casa! Deixai-me sentar ao teu lado e segurar a tua mão!” Quantos de vós faríeis isso? Quebraria um paradigma? Seria confortável? Deixai-me dizer algo: estes tempos são diferentes! Talvez, só talvez, isso é o que deveis fazer! Livre arbítrio, mas se segurais luz e alguém está sem luz e procura a vossa ajuda - eu vos digo isso – podeis encher a sua jarra. Não precisais lhes dar razões nem os salvar deles mesmos; tudo o que precisais fazer é estar de pé ao lado deles e a vossa luz brilha sobre a deles e a consciência deles começa a relaxar. Mais tarde eles dirão “obrigado por ter me salvado! Se não fosse por ti, eu não sei o que eu teria feito!” Isso é o que vós sois! Há aqueles escutando que precisam escutar isso. Verdadeiramente precisam.

O segundo item de ação. Saia de vossas zonas habituais. Se vos encontrais com medo, ide a lugares que normalmente não visitaríeis. Fazei coisas que normalmente não faríeis. Isto irá mudar a vossa percepção e vos dar sincronicidade que não podes planejar. Irá vos porá em lugares em que não estaríeis e isso é válido. Dêem ao cérebro humano uma variedade de coisas para escolher, mudem o status quo, tira-vos do limbo do vazio e do medo em que estais, porque o limbo do vazio e do medo em que estais conta que tudo seja habitual para poder trabalhar. Esta é a coisa mais difícil que uma pessoa com medo ou com depressão fará, não é verdade? Sair de casa, porque tudo o está dentro dela diz “eu preciso permanecer dentro e aguardar!” Então não saís. Levantai-vos, saiam de vossas zonas habituais e façam algo diferente. Eu raramente dou a seres humanos itens ou ações deste jeito, mas eu simplemente vos dei alguns dos melhores.

E o último. Alguns de vós não entendereis isto. O que é real para vós? O amor de Deus deve ser real para vós! Nada mais! Este é o maior: confrontai a realidade. Tenhai a coragem de mudar as vossas vidas e sabei que o podeis porque vós criais a vossas próprias realidades. Vós tendes o corredor em vossas mãos. Ele não tem nenhum controle sobre vós e podeis levantar os vossos narizes sobre ele. Vós podeis dizer ‘Oh, Kryon, tu não sabes os problemas da minha vida!” Oh, sim, eu sei!!!! Eles gritam para que ameis Deus! Eles gritam para que saia de vossos hábitos! Ele grita para que levanteis os vossos narizes sobre o que está ao vosso redor e aparenta ser tão temível e horrível! É apenas um papel de tigre, porque sois pedaços de Deus. Esta é a lição do dia. Poderia ser mais clara?

Estais de pé num tempo e num lugar que mesmo Espírito não profetizou. Queridos seres humanos, mudastes a realidade do vosso planeta. Vós o conduzís a um lugar que é potencialmente cheio de paz e trabalhareis neste quebra-cabeças nesta vida e na próxima. Não queríeis escutar isso, não é verdade? Vós voltareis. Isso é o que fazeis. Essa é a razão de vossa chegada. Há antigos aqui que virão a suas próximas vidas, até mesmo enquanto o meu parceiro ainda estiver vivo, como índigos, as crianças da nova consciência. É lindo, o sistema que está aqui. É lindo o que tendes feito pelo planeta. Nunca houve um tempo, desde que eu vim a este lugar que chamais Terra, com o meu parceiro, que é mais potencial para a luz.

Para nós é duro partir. É duro para nós pegar as bacias das lágrimas que nós temos enquanto lavamos os vossos pés. É duro partir. Esta é uma dispensação que permitis nestes tempos em que Espírito pode falar a vós em pessoa, uma a uma, como temos feito. E os quatro que não acreditam, podeis acordar agora e sair com o mesmo número de anjos que todo mundo tem. Vós sois pedaços de Deus, mesmo que não acrediteis nisto.

E assim é! Kryon

Tradução: Marcus V. Pinheiro de Castro

Fonte em Inglês: http://www.kryon.com/

---

Sem comentários:

Enviar um comentário