Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

26.11.09

Os 10 Mandamentos - Jesus por Vassula



http://www.tlig.org/pgmsg/pgindex.html

OS DEZ MANDAMENTOS
Rodes, de 5 a 29 de Agosto de 1990





Nota de Vassula:
Aconselho todos quantos lerem estas páginas a procurar compreender bem o sentido daquilo que Deus nos diz. São muitos os ensinamentos destas expressões simbólicas.


OS DEZ MANDAMENTOS

- Senhor?

- Eu Sou. Apoia-te a Mim, pensa no Meu Amor. Caminhei sozinho, na Via da Cruz; dos homens do Meu Povo, nenhum estava Comigo. Odiavam-Me, sem qualquer motivo. Fui preso à força e a pretexto do direito. O sofrimento e a humilhação foram o preço da Minha Vitória. Tomei sobre Mim as vossas culpas e permiti que as próprias mãos que Eu Mesmo criei Me batessem e Me desfigurassem; mas será justamente por estas Chagas que vós sereis curados.. Por isso, bendizei aqueles que vos perseguem; não os julgueis; bendizei-os e rezai por eles.

Hoje, com as Lágrimas nos Olhos, Eu digo-vos: são muitos os que se portam como Meus inimigos e como inimigos da Minha Cruz. De todos quantos pregam o Meu Evangelho, são poucos aqueles que trabalham Comigo e pelo Meu Reino.

Toda a Minha Lei se resume num só Mandamento: AMOR. Se tivessem observado a Minha Lei e examinado diariamente a sua forma de proceder, teriam descoberto que não vivem segundo os Meus Mandamentos. E, se me dizem: "Em que é que nós não observamos os Vossos Mandamentos? Como poderemos ensinar os Vossos Mandamentos, se Vós dizeis que os não seguimos?", a Minha resposta não poderá ser outra: vós não os seguis porque vos falta o amor: a Coroa dos Meus Mandamentos é o Amor. Amar significa viver segundo os Meus Mandamentos. Não sejais como Caim, que Me não tinha amor e cortou o pescoço de seu irmão, simplesmente por inveja espiritual...

Quando compreendi a intenção de Deus: comentar os Seus Dez Mandamentos, tive receio de não estar em condições de anotar tudo.

- Oh! Meu Deus! Certamente, não estarei em condições de fazer tudo isto sozinha!

- E quem te disse a ti que deverias fazer todo esse trabalho sozinha? Anotarás cada uma das palavras que Eu te disser. Não tenhas medo; se quiseres, poderei ditar-te pouco de cada vez.

- Senhor, fazei segundo a minha capacidade!

- Tu esqueces-te de que a Minha Omnipotência pode muito bem compensar a tua incapacidade. Vem... participa na Minha Obra, para ganhar almas. Compreendes a Minha Sede?

Eu estou sedento de almas, sedento da vossa santidade, sedento da vossa reconciliação. Meus queridos filhos, Eu estou sedento de tudo aquilo que é a Minha Própria Pessoa e o Meu Reflexo. Eu estou ansioso por devolver-vos a vossa divindade; Eu estou sedento de um Regresso de Amor. Estou sedento de renovar a vossa fonte original e a vossa aliança com o Meu Santo Nome, a vossa fonte original, que brota do Meu Sublime Amor. Tenho sede de adoração. Mas olhai para aquilo em que vos transformastes, olhai para o que tendes feito!

Oh! Era! Deixaste de Me adorar e, muito pelo contrário, multiplicaste os teus falsos deuses. Não obedeces aos Meus Mandamentos; não, não cumpres a Minha Lei. Era de miséria, em que te transformaste! Raramente Me invocas para Me adorar; já não Me procuras por amor e nem sequer Me honras, oferecendo-Me os teus serviços.

Tenho-te chamado, em todos os dias da tua vida, para lembrar-te Quem é o teu Pai Celeste e para Quem deverias virar-te; mas o teu coração não Me escolheu a Mim, e tão pouco Me escolheu o teu espírito, na medida em que preferiste cortar o cordão umbilical que Nos une e Nos faz um só, para acabares por decretar as tuas próprias leis e te definires a ti mesma como: (uma era) sem Deus. Dominada pela vaidade, queres considerar-te igual a Mim. Agora, dizes: "Eu sou como Deus e sento-me no Seu Trono, porque a Minha sabedoria amontoou grandes riquezas e conquistou uma grande autoridade, no mundo".

A tua habilidade, no comércio, é tal, que uma verdadeira multidão de nações segue o teu exemplo. Sim, realmente seguiste o conselho da antiga serpente, que tão astutamente levou os teus antepassados a comer o fruto proibido, garantindo-lhes que seriam como Deus (Gn3, 5). Pensaste, assim, que os teus olhos se abriram; mas, na realidade, ficaste cega e, até hoje, lutas, para cortar esse Cordão Umbilical que te dá Vida e Santidade, pensando encontrar, assim, a liberdade; e, afinal, o que encontras é a Morte.

Oh! Era de miséria! Estás em vias de servir a Loucura, em vez da Sabedoria; serves o dragão, em vez de servires o teu Santíssimo. Não obedeces aos Meus Mandamentos; não, não observas a Minha Lei, a Lei que Eu Mesmo te havia dado. E pões-Me continuamente à prova.

A tua era, Minha filha, é culpada de graves impiedades, porque não cumpre a Minha Lei. É indiferente aos Meus Mandamentos, nos quais poderá encontrar a Vida, se os cumprir. Tem desviado nação a nação de cada um dos Meus Dez Mandamentos, acrescentando a blasfêmia à rebelião. De acordo com o império do dragão, a besta negra (Ap 13, 1), com a segunda besta (Ap 13, 11), isto é, o falso profeta (Ap 16, 13), instalaram estrelas blasfemas em cada colina e debaixo de toda a árvore frondosa, para dominar o mundo e apagar a pequenina luz que ainda resta. Em cada uma das suas sete cabeças, a besta fez ídolos, que representam os seus próprios deuses. Por poder do dragão, esses ídolos ocupam altos postos. Depois, ainda na mira de ocuparem postos de alto comando, indicaram sacerdotes da sua laia, que hoje mesmo exercem um tal sacerdócio, no próprio coração do Meu Santuário. Eles não Me adoram, mas fingem fazê-lo. Apresentam-se revestidos de Sumo Sacerdote 1 , adorando e servindo a própria besta e o seu produto, que aliás é conforme com o mundo. Adoram falsos deuses inanimados, justamente como os seus pais o haviam já feito, no passado. Minha filha, eles zombam da Piedade e rejeitam os Meus Mandamentos. Vão ensinar todas as nações a adorar a imagem do homem mortal 2 , uma imitação sem valor, em vez da Minha Glória Eterna...

Ah! Que fardo eles 3 são para Mim! Pelo poder 4 que o dragão lhes conferiu, eles chegam ao cúmulo do seu espírito vingativo e do seu ódio implacável, fazendo uma guerra aos santos e a todos quantos não são da sua laia e que se recusam a adorar a estátua 5 da besta.

Por isso, Eu Mesmo te digo: Benditos aqueles que crêem em Mim e Me adoram. Benditos aqueles que Me seguem. Benditos aqueles que acreditam que a Minha Promessa está para se cumprir, porque, sobre eles, sobre as suas frontes, será impresso o Meu Suspiro de Amor. Em verdade vos digo: Se um homem Me serve, deve seguir-Me.

Oh! Era! Não tenhas medo de regressar a Mim; regressa a Mim, enquanto é tempo, porque o Meu Dia está perto e tu, como te atreverás a enfrentá-Lo?

Está escrito: Não terás outros deuses, além de Mim. Não seguirás outros deuses, os deuses dos povos que vos odeiam. Mas os homens têm transfigurado o primeiro Mandamento de Meu Pai, declarando abertamente a sua liberdade, com os meios e estímulos das bestas negras, sobre cujas cabeças cairá pesadamente o sangue de muitos.

Não invoqueis o Santo Nome de Deus em vão: é o Mandamento seguinte. Arrogantes nações estão agora a atacar o Meu Santo Nome, povos para os quais Eu acabo por não significar nada. As suas bocas estão cheias de palavras blasfemas, mas estão prontas para adular outros, quando nisso vêem alguma odiosa vantagem. Amaldiçoam o Meu Santo Nome, ao empenhar-se nas discussões; blasfemam contra a Minha Deidade e a Minha Santidade. E aqueles que hoje exercem funções, na Minha Igreja, mas estão ao serviço do poder da besta, gabando-se do conhecimento que têm da Minha Lei, são justamente aqueles que invocam o Meu Nome em vão. São aqueles que batem com a porta do Reino dos Céus na cara dos homens, não entrando eles mesmos e não permitindo a entrada, àqueles que desejariam entrar. Pregam contra o roubo, enquanto eles mesmos Me roubam as almas. Proibem o adultério, enquanto eles mesmos o cometem, uma vez que seguem a besta negra e lhe são fiéis. Têm a pretensão de desprezar os ídolos, enquanto saqueiam o Meu Santuário. Deste modo, se esta geração assim blasfema o Meu Santo Nome e d'Ele se serve tão futilmente, é por causa da permissividade, impregnada de vício, que lhes é imposta, com abundância, precisamente por aqueles que se vestem de um modo bem ridículo, com vestes negras 6 . A sua intenção é destruir as raízes da santidade e da justiça e levar ao seu máximo a falta de respeito para com a Lei. Geração... No Meu Regresso, terei de dizer: "Acaso não ficou um só homem justo, ninguém que Me compreenda, ninguém que Me procure?". Pedi-vos que vos lembrásseis de santificar o dia de sábado 7 ; mas vos, pelo contrário, tende-lo dedicado à impureza e manchado com prazeres repugnantes e práticas, com que desonrais o vosso corpo e o vosso espírito, pois tendes abandonado a Verdade Divina por uma mentira, e adorais e servis criaturas, em vez de Me servirdes a Mim. Tudo tendes feito, isso sim, para que Sodoma e Gomorra pareçam quase irrepreensíveis, comparadas com as vossas impurezas. Em verdade vos digo que, nesse Dia, Sodoma e Gomorra serão tratadas com muito menos dureza do que vós. A maior parte de vós não respeita o Dia de Sábado; não, vós não o respeitais, não cumpris a Minha Lei...


Dizem as Escrituras: "Honra teu pai de todo o teu coração, não esqueças os gemidos da tua mãe. Lembra-te de que não terias nascido sem eles e faze por eles o que eles fizeram por ti" (Sir 7, 29-30). E vós deveis cumprir este Mandamento: Honra teu pai e tua mãe. Por que razão tantos de vós ficais surpreendidos por tão poucos cumprirem este Mandamento? Teorias loucas e malvadas têm levado estes Meus filhos a adorar obras vazias, ocas, enchendo a sua alma, desde a mais tenra idade, de um espírito de indolência. Muitos pais não deram a seus filhos esta Fonte inesgotável de Meu Espírito. A Sabedoria chamava-os, dia e noite, mas esta geração fechou-Lhe a porta e os vossos filhos foram-se afastando, dia a dia, e cada vez mais, do Caminho que conduz a Mim.

Todo aquele que, velho ou jovem, Me reconhecer como seu Deus, refletirá a Minha Imagem e, por amor, obedecerá a seus pais e honrá-los-á, como se Me obedecesse e honrasse a Mim; e, assim, esta virtude refletir-se-á sobre os seus próprios pais.

Mas tudo aquilo que está de acordo com o mundo tem depravado estes filhos, em vez de os fazer vir a Mim. Falta o amor. Muitos pais lamentam-se da desobediência de seus filhos, enquanto eles próprios se comportam exatamente do mesmo modo, Comigo. Poderão eles realmente afirmar que têm virtude, paciência e compreensão em abundância? Se tivessem realmente essas virtudes, também os seus filhos teriam a virtude da obediência e honrariam os seus próprios pais. Mas Eu digo-vos: os espíritos desta geração estão vazios, e é justamente por isso que as trevas se apoderaram deles por completo; é que a idéia de se tornar filósofo é mais importante, a seus olhos, que a Minha Glória Eterna. Assim, a sua falta de santidade é consumada pela paixão e, desde o início da sua juventude, desonram o seu próprio corpo. A vossa geração desprezou os Meus Mandamentos e substituiu-os por imitações blasfemas e, hoje mesmo, da boca da besta, saem expressões malvadas, para obscurecer os espíritos dos vossos filhos e conduzi-los, como vítimas, diretamente ás fauces do leão, levando as suas jovens mentes à adoração da primeira besta e a servir os deuses feitos pela mão do homem, dando-lhes, assim, a honra e o respeito que Me pertenciam a Mim.

Em verdade vos digo: para os rebeldes que se recusam a aceitar os Meus Mandamentos como seus guias, preferindo antes a depravação, para esses, finalmente, haverá o fogo.

Oh! Bem-aventurados os humildes de coração: esses alcançarão a perfeição. Por isso, vos digo: não sejais rebeldes ao Temor do Senhor.

Tu sabes que te proibi de matar, geração! Se vós vos dizeis Meus e vos proclamais parte da Minha Igreja e pregais contra o homicídio, então, por que matais? Tereis porventura a pretensão de afirmar que tendes razão e insistireis na vossa inocência, diante de Mim, no Dia do Juízo, quando a verdade é estardes a acumular homicídios de filhos, ainda antes do seu nascimento?

Do Céu, vejo cenas aterradoras. Ah! Quanto sofro, ao ver como o seio que forma esse filho o rejeita e o atira para a morte, sem um nome e sem um pequeno lamento sequer. O seio que o formou já nem dele se lembra. A esses, Eu digo: Poderás afiar a tua espada; mas essa mesma arma que tu preparaste te matará. Agora, tu não estás grávida, mas por injustiça. Concebeste malícia, darás à luz mentira. Cavas um profundo poço e tu própria cais na fossa que abriste! A tua malícia cai sobre a tua cabeça; a tua violência cair-te-á na fronte (Sl 7,16-17). E vós 8 , vós que tendes a fama de Me serdes fiéis e de estardes firmemente unidos ao Meu Nome: Eu conheço-vos a todos muito bem. Sim, sois considerados seres vivos e prósperos, enquanto, pelo contrário, o não sois; vós estais mortos e já em estado de decomposição. Arrependei-vos! Tinha-vos confiado inúmeras almas; mas o demônio negociou convosco, com o seu ouro e prata. Sim, sim! Eu sei como viveis agora: viveis como chacais 9 , em tocas escondidas 10 , essas mesmas tocas pelas quais Eu Mesmo farei passar uma larga e aberta estrada. Cairei inesperadamente em cima de vós e mostrarei a vossa nudez; e, quando viver o Dia, não vos permitirei comer da Árvore da Vida.

Ouvi, pois, atentamente: Vós pregais contra o homicídio, enquanto matais o Meu Espírito. Vangloriais-vos da Minha Lei e desobedeceis-Lhe, na medida em que não compreendestes o mistério do Meu Maná escondido. Não; vós não compreendestes os Meus Alimentos Miraculosos, e nem sequer o mistério da Minha Transfiguração. Prometi-vos que vos manteria em vida até ao Fim dos Tempos, como Meu Maná Celeste. Eu disse à Minha Igreja de Pérgamo: "Ao que vencer, darei Eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, na qual estará escrito um novo nome que ninguém conhece, a não ser aquele que a recebe" (Ap 2 17).

Hoje, ofereço-vos esse Maná, reservado para os vossos tempos, um Alimento Celeste, um Alimento do Meu Espírito, para os vossos espíritos esfomeados; derramo o Meu Espírito, em toda a Sua plenitude, para cumular o vosso deserto interior, e ofereço-vos o Meu Maná Celeste, gratuitamente, porque ele É o alimento dos pobres...; mas vós não compreendestes... e por isso vos recusastes a comê-Lo e não permitis aos outros que O comam. Eu já escrevi na "pedrinha branca" o Meu Novo Nome que apenas será conhecido pelo pobre. Vós afirmais que sois humildes e pobres, enquanto, pelo contrário, não sois, nem humildes nem pobres. O vosso espírito como que reina, por entre as riquezas de Satanás.

Eu sou o Soberano dos reis da terra e pedi-vos que não cometêsseis atos impuros e adultério. O adultério encontrou uma nova definição, por parte de Satanás, e assim perdeu o seu significado, tanto entre os eclesiásticos como entre os leigos. A Minha Paciência com o vosso pecado chegou agora ao fim. Àqueles 11 que têm procurado os poderes blasfemos de Satanás e os põem bem à mostra, quais bandeiras, para fazerem desaparecer a Minha Divindade, a Minha Santidade e o Meu Santo Sacrifício, Eu digo: Se o Meu Nome é blasfemado pelos ímpios, é culpa vossa. Vós tendes manchado o Meu Santuário, ordenando homens perversos, com paixões degradantes. Como sujos que estão, nenhum deles Me teme. E, assim, se os ímpios hoje cometem adultério e o consideram tão natural, isso deve-se ao grande permissivismo, na Minha Igreja, concedido segundo as sugestões da besta, cujo fim é falsear a Verdade.

Como é possível esquecerdes tão facilmente que os vossos corpos são membros do Meu Corpo? Desejaria ver-vos isentos de toda a perversão, uma vez que os vossos corpos são templo do Meu Espírito Santo. Eu, vosso Deus, desejaria ver-vos viver santamente, pois Eu sou Santo.

Criação! Reconhecendo-Me como teu Deus, tu estarias em condições de reconhecer a Minha Lei e, assim, na disposição de A seguir. Mas muitos de vós não fostes capazes disso e, agora, os vossos cadáveres estão espalhados por esse deserto... Eu não vos mando pecar; então, por que vos servis da vossa liberdade de um modo que acaba por ser uma verdadeira cilada para a vossa alma? Pedi-Me que vos perdoe, porque, de outro modo, estareis perdidos.

O matrimônio deve ser honrado e santificado. Eu sou o Senhor e chamei-vos para uma vida de devoção, de paz, de amor e de santidade: chamei-vos a Mim, para sempre. Chamei-vos para vos prometer em casamento à Minha Ternura e ao Meu Amor; e, enquanto vós não compreenderdes que sois Meus, e Meus verdadeiros enamorados, não deixareis de pecar e cometer adultério contra Mim. Por amor do Meu Santo Nome, não deixarei de Me servir de todos os meios para vos trazer à razão, mesmo que tenha de arrastar-vos para o deserto e lá vos poder, então, manifestar o Meu Sagrado Coração e as Suas Insondáveis Riquezas, a fim de que compreendais a nudez e a miséria da vossa alma. E, então 12 , à maneira de um rolo, vos desenrolarei todo o Meu Conhecimento, para que renuncieis ao vosso pecado.

Eu tenho o poder de vos curar; vinde, pois, e arrependei-vos!
O Meu Espírito Santo pede-vos que não roubeis. Se dizes que és Meu, se conheces a Minha Lei e proclamas estar na Verdade, então, por que te não ensinas tu a ti mesmo, (tu que te ordenaste padre e tens ordenado outros 13 ), a não roubar?! Mas tu deixaste-te comprar e, às escondidas, tens seguido a besta, que te ensinou a desfraldar estandartes de anarquia. Tu és do mundo e Eu tenho muito em que te condenar. A tua língua proclama orgulhosamente que fazes grandes coisas, coisas boas, enganando mesmo os eleitos, com essa tua máscara de cordeiro. Mas Eu digo-te: Tu não Me enganas a Mim, porque sei que, sob a tua máscara de cordeiro, escondes uma horrível catástrofe para a humanidade, tal como o mundo ainda nunca viu: o teu fim é abolir o Meu Sacrifício (Dn 12,11) e substituí-Lo pela Iniquidade e pela Mentira. Proclamas ser Profeta, para desacreditar os Meus próprios profetas. Não tens medo de ver o teu nome irradiado do Livro de Vida, uma vez que tudo aquilo que fazes é roubar-Me milhões de almas, condenando-as à morte?

Hoje, os teus milagres impressionam muitos; e muitos mais impressionarão ainda, no dia em que te desembaraçares dos Meus profetas, matando-os (Ap 11, 7) com a tua própria espada. Agora, estás armado até aos dentes, para lhes fazer guerra, porque o seu testemunho te incomoda os ouvidos, e mais ainda a sua obediência aos Meus Mandamentos. Eles não te seguiram e tão pouco seguiram a besta: foram-Me fiéis e jamais consentiram a uma mentira que lhes passasse pelos lábios (Ap 14, 5); estes são os Meus Abéis. Aos olhos do mundo, aparecerás como vencedor; mas a tua alegria durará muito pouco, porque, como um raio, farei, isso sim, que a Minha Justiça te abata. Eu mesmo descerei, para uma vez mais, soprar a vida neles (Ap 11,11), elevando-os, diante dos teus próprios olhos, como colunas de Luz, no Meu Santuário... e, então, o Céu abrir-Se-á e ver-Me-ás; e, se Me perguntares: "Por que razão estão manchadas as Tuas ricas vestes e de cor carmesim? Por que motivo é vermelha a Tua veste e as Tuas roupas como as do que pisa no lagar? "(Is 63,2-3), então, Eu Mesmo te responderei: "No lagar, pisei Eu, sozinho; e, do Meu Povo, ninguém estava Comigo. Pisei-os com desprezo; esmaguei-os com ira. Eles jamais deixaram de Me desafiar e provocar. Eu vim para apagar, da face da terra, todas as doutrinas e leis humanas, que são um alimento venenoso para todos vós e que vos foram impostas à espada, afim de se profanarem a Minha Divindade e a Minha Santidade. E esta será a primeira batalha do Fim (dos Tempos).

Eu Sou: O Cavaleiro Majestoso (Ap 19,11-13); Eu Sou: O Verbo. Se esta terra se lamenta, se definha pela dor, e as suas árvores não dão fruto e as suas folhas murcham, é porque não obedeceis à Minha Lei. Acaso vos não disse Eu Mesmo: Não darás falso testemunho? E, contudo, no coração do Meu Santuário, onde se encontra o ferro da lança 14 , onde, entre os Meus Abéis, estão também os Cains, nem sequer este Mandamento é cumprido. Os sacerdotes designados por Caim são agora enviados aos quatro cantos da terra, não para darem testemunho de Mim como o Ressuscitado, nem do Meu Sacrifício, mas para condenar a Minha Palavra, macaqueando as Escrituras e ensinando a todas as nações um Falso Cristo, sob um falso ecumenismo, dando ao mundo uma porção de Racionalismo e de Naturalismo, um alimento profanado: uma Mentira. Eu vo-lo digo: esses não sairão vitoriosos, nem reinarão jamais: a Justiça triunfará!

Eu não te deixarei nunca prosperar, uma vez que sei muito bem quem tu és, e sei como, pelo poder do dragão, tu designas os teus padres, pondo-os em postos altamente colocados, para subjugar, sem dó nem piedade, os Meus próprios padres e assim conseguires os teus fins. Eu te o digo: o tempo está quase cumprido. Arrancar-te-ei do teu alto trono, para te fazer cair aos pés dos Meus sacerdotes, dos Meus santos e dos Meus anjos; e far-te-ei reconhecer que tu és um escravo da besta...

Depressa, bem depressa, virei a vós como um ladrão, inesperado, e destruirei a Mentira, o vosso Falso Cristo, e restaurarei a Verdade. Depressa virei, para fazer fracassar essa falsa imagem que estais a fazer de Mim, obrigando todas as nações a honrá-la (Ap 13,16). Não, vitoriosos é que vós não sereis nunca!

Filhos e filhas que Me pertenceis, vós que errais, sem meta, nesse deserto, regressai a Mim, arrependei-vos! Não pequeis mais. Sei que, muitas vezes, destes um falso testemunho por falta de amor; mas, por causa da vossa hostilidade contra Mim, não estáveis sob a proteção do vosso pastor, que vos teria ensinado os Meus Preceitos. Contudo, apesar da vossa arrogância e hostilidade contra Mim, grito-vos: Eu amo-vos! E o Meu Perdão já vos foi concedido. Voltai a Mim, tais como sois, e Eu vos revestirei com a Minha Divindade; restituir-vos-ei a vossa divindade, por amor do Meu Santo Nome.

Quereis dar o vosso testemunho? Dai testemunho do Meu Grande Amor e da Minha Grande Misericórdia. Quereis dar testemunho? Dai testemunho em Meu Nome: Jesus Cristo, Filho Bem-Amado de Deus e Salvador. Amai-vos uns aos outros como Eu vos amo. Alegrai-vos, todos vós, a quem foi dado o Meu Maná escondido, e que já recebestes o Selo do Meu Amor, na vossa fronte.

Do Céu, Eu Mesmo vos mandei que não cobiçásseis os bens do vosso próximo, nem a sua mulher. Dos leigos aos sacerdotes, também este Mandamento é desprezado. Eu manifestei o Meu Amor por toda a criatura da terra, com o Meu Sacrifício; e, através deste Sacrifício, dei-vos a Vida Eterna e a Minha Mensagem de Amor. Ora, tantas vezes, muitos de vós pregais o amor, o perdão, a humildade, a tolerância, a santidade e, no entanto, hoje mesmo estais dispostos a matar, sempre que não conseguis o que desejais. Continuais a lançar-vos, mutuamente, setas envenenadas, por Eu vos não ter dado, também a vós, aquilo que dei ao vosso próximo. Desde o tempo de Meu Abel até hoje, se repete continuamente este pecado. O primeiro homem a desejar os bens de seu irmão foi Caim. Oh! Mas quantos mais Cains existem hoje? Quantos mais Esaús? Motivado por nada mais que uma simples conveniência, Esaú renunciou ao seu direito de primogenitura, caindo na apostasia. Por que não seguis o exemplo de Abel e sois santos? Amar é viver santamente e segundo os Meus Mandamentos.

A ti, que Me louvas, noite e dia, e, apesar disso, desejas os bens do teu próximo, Eu peço que te arrependas! Se Me perguntares: "Mas como é possível que eu deseje os bens do meu próximo? Eu, que consagrei todos os meus bens, a minha vida e absolutamente tudo a Vós, como poderei desejar esses bens?", Eu responderei: O teu espírito deseja o espírito do teu próximo, essas mesmas graças que Eu próprio dei ao seu espírito. O demônio armou uma cilada à tua alma: não caias nela! De onde vêm as lutas, as batalhas entre vós, na Minha Casa, senão particularmente da inveja espiritual? Caim desejava algo, não o conseguiu e, assim, acabou por matar Abel. Esaú desejava algo e renunciou ao seu direito de primogenitura para obtê-lo. Vós tendes uma ambição que não conseguis satisfazer e, então, ignorais ou fingis ignorar a felicidade do vosso próximo para o entristecerdes; ou estais mesmo dispostos a matá-lo. Em verdade te digo: se, no fundo do teu coração, há inveja ou uma ambição egoísta, não tentes desculpar-te, não procures cobrir a Verdade com mentiras, pois, onde quer que encontres inveja e ambição, encontrarás também discórdia, hipocrisia e tibieza.

Não continues a pecar! Arrepende-te! Não te deixes influenciar por aqueles que são considerados como falsos profetas e que, deste modo, são membros da morada de Satanás. Não os ouças. Depressa Eu Mesmo descerei ao meio de vós, no Meu Trono; por isso, decide-te a arrepender-te, enquanto é tempo.

Vem, tu que estás ainda indeciso e hesitas entre o bem e o mal; tu que te atreves a entrar na casa do teu vizinho para enganar mulheres carregadas de pecados, seduzidas por toda a espécie de paixões, as quais estão sempre a aprender, sem nunca chegarem ao conhecimento da Verdade (2 Tm 3, 6-7).

Reconhece quanto és de lamentar e não leves a mal as minhas repreensões. Compreende quanto Eu te amo, trabalha pela Minha Glória e não olhes, nem para a tua esquerda nem para a tua direita; porque, se olhares para a tua esquerda, verás lobos devoradores, prontos a saltar-te em cima, para te reduzir a pedaços; e, se olhares para a tua direita, verás uma fossa, cavada para se te fazer cair nela.

Sê, pois, feliz, geração, com aquilo que te dei e partilha, como Eu Mesmo partilho contigo. O Meu Fogo está iminente e, ah!... muitos de vós sereis apanhados de surpresa, porque a vossa era não crê. Eles não Me adoram, não esperam e não Me amam. A vossa geração substituiu a Verdade e os Meus Mandamentos por idéias blasfemas. O Amor falta, entre vós; não viveis uma vida de amor e nem sequer compreendestes o que significa: "O Temor da Senhor é o princípio do Sabedoria". Se Me temerdes, podereis alcançar a Perfeição; se Me temerdes, Eu inebriar-vos-ei como Meu Doce Vinho e saciar-vos-ei com os Meus Frutos. Se Me temerdes, vivereis em Paz. Se Me temerdes, a Sabedoria virá até à vossa porta. Se Me temerdes, obedecereis com fervor aos Meus Mandamentos, sem Lhes mudar uma só vírgula.

Por isso, recomendo-vos a todos que não vivais em falsidade de coração; penetrai a vossa alma com a Minha Graça Divina, até que seja tempo; arrependei-vos, enquanto é tempo. Voltai a Mim, enquanto é tempo. Não acumuleis pecados sobre pecados.

Ai daquelas almas obstinadas que fecham os ouvidos a estes Meus últimos avisos. Que fareis, então, no Meu Regresso? Como já é sabido, Eu sou Fiel e Verdadeiro (Ap 19,11); e Eu Próprio vo-lo digo: A Justiça triunfará.

Minha filha, não estejas espantada; não estejas admirada por tudo aquilo que te fiz escrever, na medida em que foi predito que, nestes vossos dias, a Minha Igreja iria ser entregue justamente por um dos Meus, tal como Judas, e a sua apostasia viria mesmo do seu interior; que Eu viria a ser atraiçoado, precisamente, por aqueles que partilhavam das Minhas refeições, por aqueles que tinham relações Comigo, que bebiam e comiam Comigo.

Mas, agora, bem depressa, tudo aquilo que está encoberto será manifesto; e aquilo que Eu disse em parábolas e em metáforas se porá a claro. Revelarei aos pobres os Meus Provérbios e as Minhas Parábolas. Antes que passe esta geração, com o Meu Poder e a Minha Glória, arruinarei o falso profeta. Tudo aquilo que dizem as Escrituras deve cumprir-se, até ao último jota; e este é o motivo pelo qual Eu escrevi tudo isto, a fim de que, depois de examinadas estas Mensagens, todos vós reconheçais o selo da vericidade em toda a sua letra e que estas São mesmo as Minhas Próprias Palavras, transmitidas a todos vós por Minha Graça. Eu Mesmo vim reavivar esta vacilante chama de amor, antes que o falso profeta a apague de todo...

Jesus chora...

É verdade: estou a chorar.

Ele está alojado na Minha Casa e, em vez de Me oferecer perfumados dons e sacrifícios, substitui-os com todas as formas de mal que lhe são oferecidas pelo Maligno: impureza, promiscuidade, injustiça, desobediência à Minha Lei, corrupção e embriaguez, com o sangue dos Meus profetas, os Meus próprios...


Sem descanso, a sua boca lança gabarolices e blasfêmias para os quatro cantos da terra. Falsas bençãos e verdadeiras maldições saem dessa boca.

Eu conheço-o muito bem, conheço-o profundamente; e por isso te digo: ele não mais alcançará o lugar de repouso.

Eu, o Senhor, dar-te-ei, Minha filha, visões daquele que traz sobre si o sangue de muitos, e mesmo daqueles 15 que o adoram. Está de sobreaviso, rezando continuamente, para teres a força de permanecer, com fé, junto de Mim.

Escuta-Me: Os pecados desse Rebelde chegaram ao Céu e provocaram toda a Minha Justiça, acompanhada de uma Infinita Dor, na Minha Alma, por ter de os condenar, a ele e a todos os da sua raça.

Meu Pai criou-os com alegria e grande Amor e Eu amei-os e sacrifiquei-Me a Mim Mesmo para redimir, não apenas os justos, mas também os injustos; Eu dei a Minha Vida por eles. Mas ele e o seu séquito, pelo contrário, revoltaram-se contra Mim, com plena consciência do naufrágio da sua própria fé...

Jesus chora, de novo...

...e da sua rotura com a Minha Aliança, para sempre...

O seu fim é alterar as Escrituras, desde o princípio até ao fim; e, da Minha Palavra, Verdade, Sabedoria e Linguagem da Minha Cruz, fazer um tambor ribombante, uma simples teoria racional, uma teoria filosófica, macaqueando a Sabedoria e, com tais e tão vazios ensinamentos, assim alimenta uma verdadeira multidão, condenando-a à morte.

Com a sua vangloriosa boca, ele macaqueia a Boa Nova, a Minha Ressurreição e toda a Minha Divindade. Ah! O tempo do teu comércio está a acabar. Os negociantes que fizeram comércio contigo e te forneceram mercadorias da melhor qualidade serão afundados e ficarão horrorizados com a sua sorte.

Minha filha, lê Ezequiel 28:

"... Orgulhoso, tu disseste: Eu sou um deus que tem assento em trono divino, no coração do mar. Enquanto tu não és senão um homem e não um deus; Em teu coração, consideraste-te igual a Deus. Sem dúvida que tu és mais sábio do que Daniel, nenhum mistério te permanece obscuro. Foi por tua subtil inteligência que adquiriste fortuna e amontoaste ouro e prata, nos teus tesouros. Por teu engenho comercial, acrescentaste as riquezas e o teu coração ensoberbeceu-se... Já que, em teu coração, te julgas igual a Deus, vou lançar contra ti estrangeiros, os mais brutais de todos os povos, que puxarão da espada, contra os esplendores da tua sabedoria e mancharão a tua glória. Far-te-ão descer à fossa, e morrerás como um perdido, no coração do mar. Dirás tu, ainda diante do teu carrasco: Eu sou um deus, ao passo que tu não és senão um homem (e não um deus), na mão do teu assassino!... Eras o distintivo de modelo de perfeição, cheio de Sabedoria, de uma beleza perfeita; estavas no Éden, jardim de Deus", no coração do Meu Santuário, mas, "com o aumento do teu comércio, o teu interior encheu-se de violência e de pecados... Arruinaste a tua sabedoria, por causa do teu adorno; lancei-te por terra e tornei-te espetáculo dos reis. Pelas muitas faltas e desonestidades em teu comércio, profanaste" o Meu Santuário" (Ez 28, 2-18).

Lê, agora, Apocalipse 18.

Agora, a sentença está para ser pronunciada para este mundo. Agora, o príncipe deste mundo será destruído depressa.

A segunda besta, isto é, o falso profeta, o "sumo sacerdote", a lança, os chacais, são todos um só. É aquele que se armou até aos dentes, para fazer guerra à Minha Lei 16 , e aos Meus profetas 17. Ele e os da sua laia são os chacais que Eu Mesmo vos mencionei nas Minhas Mensagens anteriores. Estou cansado dele e de todos os da sua laia, mesmo que Me não dê prazer algum o punir. Queria redimi-los, adopando-os como filhos Meus, mas eles deixaram-se comprar por ricos comerciantes, que irão também cair com eles. Sente a Minha Dor, sente a Minha Pena, sente o Meu Sofrimento. Estes são idólatras do dinheiro...

- Meu Deus, vinde repousar, no coração dos Vossos Abéis, daqueles que Vos amam verdadeiramente. Talvez sejam poucos, não muitos; mas são os Vossos santos que suportam provações. Eles são o povo que Vos ama; são aqueles que têm constância e fé; são os Vossos companheiros; são as Vossas primícias que não mais permitiram a qualquer mentira que saísse dos seus lábios. Ofereço-Vos todos estes, para que Vós possais repousar neles...

- Colocarei a Minha Cabeça no coração dos Meus filhos devotos (os santos da vossa era). Vem; ama-Me; consola o Meu Coração e repara por aqueles que privam nações inteiras do Meu Amor, construindo um muro entre Mim e os Meus filhos.

Eu nunca privei uma só alma do Meu Amor.

Reza sem descanso, Minha Vassula; muitos serão purificados com as orações; muitos serão limpos com os sacrifícios e o jejum. Não adies, que o tempo urge. Bendiz-Me ainda mais; apaga as iniquidades do mundo, dando-Me e mostrando-Me ainda mais amor. Ah! Vassula, Minha filha, compraz-Me, dizendo estas palavras:


"Jesus, ensinai-me a amar-Vos ternamente;
dai esta mesma graça àqueles que não Vos amam e não
conhecem o Fogo Ardente do
Vosso Sagrado Coração.
Amen".



--------------------------------------------------------------------------------
1 cf. Mensagem de 30 de Janeiro de 1989
2 Um falso cristo
3 Deus revelou-me o seu nome
4 Poder obtido pela pujança das missas negras
5 Um falso cristo
6 A seita da maçonaria
7 Deus entende o domingo
8 Aqui, Jesus dirige-Se ao falso profeta, mascarado de anjo (Ap 13, 11; 16, 13)
9 Aqueles que, uma vez fiéis, se deixaram depois vender a Satanás e seguem a Besta
10 As lojas maçônicas
11 Jesus refere-Se àqueles que adoram a Besta
12 Jesus disse isto em tom majestoso
13 O sequaz da besta, o falso profeta
14 O falso profeta
15 Cf. Mensagem do dia 3.9.1990
16 Figurada por Moisés (Ap 11, 1-3)
17 Figurados por Elias (Ap 11, 1-3)


http://www.tlig.org/pgmsg/pgm550.html

Mensagens selecionadas
http://www.tlig.org/pgmsg/pgindexr.html

Site:
http://www.tlig.org/pgmsg/pgindex.html

....

****************************************************************
***********************************************************
******************************************************
E eu continuo garimpando as pepitas do Ouro da VERDADE.

Sem comentários:

Enviar um comentário