Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

13.3.11

A verdadeira oração



A verdadeira oração
A verdadeira oração é um estado de completa serenidade interior, e nele entrareis quando não mais vos envolverdes com qualquer solicitação que vos chegue. Tamanha há de ser vossa dedicação a esse caminho que dele não devereis tirar a vista nem por um momento, pois tantas são as forças que tentam levar-vos que bastará um momento de distração para enveredardes por alguma das trilhas laterais que vos distanciam da Meta.
Se quiserdes chegar a essa Morada Interna, tão pura que apenas será por vós percebida quando não mais a puderdes macular, observai vossa bagagem e dela aliviai aquilo que mais pesa e que mais pó e sujeira possam juntar, para prosseguirdes com a parte de vós que corresponde em qualidade ao destino ao qual vos dirigis.
E as tarefas vos são dadas à medida que as puderdes cumprir; serão maiores se fordes capazes de suportar maiores tribulações, e menores se vossa fé, doação e amor forem pequenos. Pois não há, para aqueles que se oferecem para viver em nome da Lei, resistências e provas que os impeçam de prosseguir. E quanto maior o amor que tiverem à vida interior, mais poderão suportar provas e afirmá-la diante do mundo, pois ela os fará fortes e essa firmeza é que será, aos olhos incrédulos, a comprovação da sua existência.
Se não estiverdes prontos para deixar que seja feita a Vontade Superior através de vós, tereis uma vida adequada a uma entrega parcial. Mas se há em vós capacidade para uma entrega total, a Vontade se fará. Se tiverdes de padecer, padecereis; não com sofrimento, mas com um sentido de plenitude por saberdes estar cumprindo o que do interior vos é pedido. Podemos dizer-vos que não há alegria terrena que suplante a paz desse estado.
Ao Reino não se chega por força ou por empenho alimentado pelo orgulho e pela vaidade humana. O caminho do espírito é o caminho dos puros, dos simples e dos humildes, daqueles que sabem que nada podem por si próprios e que nada de verdadeiro têm a não ser a própria Consciência. É o caminho dos que, no silêncio do recolhimento, voltam-se para o Absoluto: seja feita a Vossa Vontade!
Mesmo que vos sintais agraciados por essa Vontade, deveis saber que nada tendes, e que por isso a divina consciência nada cobra de vós. Se verdadeiramente chegardes a conhecer esse Amor, apenas com vossa entrega podereis retribuir o muito que vos é dado.
Assim, é também importante que saibais receber e que, com humildade, não vos deixeis afligir por não terdes com o que demonstrar o quanto sois gratos. Se realmente o sois, aquilo que de vós irradiará em paz e plenitude será o que, de mais valioso, podereis fazer do que vos é dado.
Cuidai também para não fechardes as portas ao que vos é trazido pelo espírito, pensando que não o mereceis. Em vez de verdadeira humildade, vereis que essas atitudes são filhas da soberba, consequência de achardes que primeiro deveis estar prontos, em lugar de vos entregar e permitir que aprontem em vós o que ainda está por fazer.
Extraído do livro “Das Lutas à Paz” - Trigueirinho
Editora Pensamento
Págs. 203 a 204

O estudante e a oração
Certa vez um estudante, movido por um impulso que não lhe deixava outra escolha senão obedecer, manteve-se por um período em permanente estado de oração. Várias vezes durante o dia emergia espontaneamente do seu interior a necessidade de sentar-se em quietude e ofertar-se às energias condutoras do despertar planetário.
Por um motivo desconhecido, nesses momentos de oração impessoal surgia em seu interior uma coligação com os que sofrem. Esse estudante acolhia a dor desses seres como sua, tendo presente que, quando se é tocado pela Luz, ela revela que tudo é passageiro.
Até que esse processo de oração se firmasse, não lhe era interiormente consentido falar disso com ninguém, mesmo porque ele não tinha plena consciência do que estava ocorrendo. Em cada instante em que podia desligar-se das atividades externas, brotavam-lhe aquelas orações; percebia que não lhes deveria criar nenhum obstáculo. Parecia-lhe importante estar simplesmente inteiro naquela atitude de entrega e de serviço.
Em meio à situação planetária atual, já bastante crítica, os aspirantes a uma vida superior, desejosos por servir, deparam-se com a própria limitação; têm de encarar sua incapacidade humana, para depois reconhecer a condução divina e entregar-se totalmente a ela.
Na verdade, nenhum ser tem condições de chegar à Luz e ao serviço pelo que dispõe como homem. Ao empreender essa busca deverá reiteradamente confirmar sua fé e confiança unicamante em Deus. São Francisco de Assis, diante do jogo de forças negativas que emergia na Ordem religiosa por ele formada, repetia uma frase do profeta Jeremias que diz ser maldito aquele que no homem põe sua fé.
A maioria dos seres humanos tem ainda fortes laços com a matéria e consequentemente com o mal; porém, uma única gota de Vida verdadeira que caia no árido terreno da existência terrestre pode atuar profundamente tornando mais próximo o tempo em que esse terreno se transformará em solo fértil aos impulsos criativos do espírito.
Extraído do livro “A Criação (nos caminhos da energia)” - Trigueirinho
Editora Pensamento
Págs. 63 a 64


........................................................................
A oração é um instrumento que nos aproxima de Deus.
Orar é abrir-se para esse encontro, é permitir que Deus participe de nossa vida. Essa participação não traz somente benefícios próprios, mas também amplia seus efeitos a todo o planeta.

Oremos:
Senhor, que Tua vontade se faça; que Tua obra se cumpra.

Fortalece nossa devoção, aumenta nossa entrega,
esclarece-nos sobre o caminho. Nós Te erigimos
dentro de nós como o Mestre supremo a fim de que
Te tornes o Mestre da Terra inteira.

Nossas palavras são ainda ignorantes: ilumina-as.
Nossa aspiração é ainda imperfeita: purifica-a.
Nossa ação é ainda impotente: torna-a efetiva.
Senhor, esta Terra geme e sofre.

A sombra é tão grande que apenas Tu podes dissipá-la. 

Vem, manifesta-Te para que Tua obra se cumpra.



---

Sem comentários:

Enviar um comentário