Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

27.7.11

A FELICIDADE - COMO FAZER PARTE DA TEIA DA VIDA




O mundo espiritual da Fonte Universal nada mais haveria de querer senão ajudá-los a se desenvolver espiritualmente - na felicidade, na harmonia e na luz. As extensões da Fonte tentam continuamente estender a mão prestativa para levá-los além desses embaraços em que vocês se debatem com adversidades no seu desenvolvimento espiritual, enquanto seguem no caminho rumo à perfeição. No entanto, só podemos ajudar ; não podemos obrigar. Primeiramente, vocês terão que querer chegar à perfeição e abrir a porta ao desejar isso. Só então vocês perceberão essa ajuda na forma de realidade palpável . Isso , por sua vez, lhes aumentará o sentimento de segurança e aprofundará a crença na realidade e na verdade do mundo espiritual ; no entanto , muitas vezes os seres humanos não prestarão atenção nenhuma aos espíritos celestes que estão em torno deles e, assim, não verão, não ouvirão, tampouco sentirão a presença dos que lhes prestam ajuda. Mesmo que acreditem em princípio na existência da Fonte Universal, não perceberão que isso exerce certo efeito sobre sua vida pessoal com todos os seus problemas. Desse modo,essas pessoas fecham a porta e talvez continuem trilhando o caminho errado. Tomar o rumo indevido começa às vezes por uma escolha aparentemente trivial ; mas quando mais a pessoa se afasta do ponto em que fizera sua opção, mais se desviará para um beco sem saída, onde será cada vez mais difícil voltar ao caminho certo.


Mesmo quando as pessoas amam o Absoluto Criador Incriado e querem o bem, elas com muita frequência não percebem nelas mesmas qual é o fator determinante no seu desenvolvimento amiúde é a raiz de todas as tendências nocivas da alma. Vocês, todavia não a reconhecem porque não estão inclinados despertar para a inspiração que advém dos espíritos divinos, pois sempre parece mais cômodo continuar na velha estrada. A consequência é a tristeza ou a insatisfação com a vida ; vocês não compreendem por que, mas muitas vezes essa é a razão, caros amigos e amigas.


É nossa tarefa dar-lhes pistas, despertá-los. Que todos vocês possam ouvir o que diz respeito a cada um pessoalmente - porém, até para isso a boa vontade precisa existir. Só quando vocês a sentirem é que poderão absorver e assimilar essas palavras.


Sempre que os seres hmanos se impõem uma meta - quer conscientemente, quer apenas emocionalmente - e essa meta é egoísta, eles costumam não ser capazes de realizá-la. Mesmo que a realizem, o efeito e a satisfação que advêm disso será pasageiro ; perderá o brilho, tornar-se-á superficial e, depois, se dissipará. Se vocês quiserem a felicidade só para si mesmos, não serão felizes. É mais provável que vocês digam, "Mas é claro que não queremos a felicidade só para nós. Vamos ficar muito contentes ao ver nosso próximo também feliz"; mas faz muita diferença se isso é apenas um pensamento ocasional, e um tanto superficial, formado a partir de certo sentido de dever, ou se o desejo lhes impregna todo ser. Cada um de vocês pode olhar para dentro de si para se certificar da profundidade desse desejo. Pois nesse aspecto vocês também podem se enganar ; nesse sentido, vocês também podem querer algo com a mente, mas uma outra parte da personalidade de vocês, a que chamos de eu inferior, impele as emoções numa direção bem diferente. Essa parte na verdade não se importa com a outra pessoa - não emocionalmente - e esse é o X da questão. Quase todos, a não ser que se esteja num nível bem inferior do desenvolvimento, teoricamente se sentirão felizes quando coisas boas acontecerem aos outros ; porém, até pessoas bastante desenvolvidas, quando honestas, às vezes identificam em si mesmas algum traço de inveja, o um indício de certa alegria ligeiramente maliciosa para a infelicidade alheia.


Com respeito a isso, até onde vai uma pessoa ? Vocês estão dispostos a desistir de algo pelo bem dos outros ? Perguntem a vocês mesmos ; "Queremos a felicidade pelo nosso próprio bem, ou esse aspecto ocupa um segundo lugar" ; vocês são capazes de voltar-se para a Fonte e dizer "É claro que não podemos enganar você, assim como não podemos nos enganar a nós mesmos. Na verdade, queremos ser felizes ; mas quando conseguimos essa felicidade, queremos conservá-la, tornando-a um elo. O que recebemos de você queremos trasmitir aos outros de alguma forma, ainda que tenhamos de fazer um sacrifício - talvez renunciar à satisfação do nosso ego. Por favor, mostre-nos de que podemos dar aos outros tudo o que recebemos de você". Se meditarem bastante sobre esse pensamento, até que ele se enraize na alma de vocês, até que se torne uma forma espiritual tão poderosa, que lhes impregne todo o ser no nível mais profundo dos seus sentimentos, vocês terão preenchidos as condições. Então, a lei espiritual particular poderá se manifestar por meio de vocês, que serão realmente felizes, justamente porque a felicidade não é mais o objetivo máximo de seus esforços. Ou seja, o "eu" desistirá da consciência de sua importância pelo bem do "tu". Então, buscarão a felicidade não apenas porque a querem ; pelo contrário, o objetivo será dar a felicidade ao outro, aos outros, e a própria felicidade será, por assim dizer, apenas uma estação intermediária.


A felicidade lhes será dada para que vocês possam transmiti-la. Então, vocês se tornarão um elo na cadeia, o único requisito pra conservar vivo e fluindo o rio da vida. Nesse sentido, ele nunca secará. Tudo o que for dado pela pessoa que serve na condição de elo será retribuído cem vezes mais. A Fonte sempre lhes mostrará como, de que forma, seu amor, conhecimento e felicidade poderão ser transmitidos aos outros, mas, primeiro, vocês devem ter a vontade de fazer isso. Na verdade, atualmente, amanhã, na semana que vem a todo dia vocês têm de tomar a decisão de estar prontos ; devem superar conscientemente essa resistência. Não a releguem ao inconsciente. Vocês devem tentar traduzir a boa vontade em ação. Assim, a lei espiritual pode começar a se realizar em vocês.


Que cada um de vocês pense agora sobre a bênção particular de que desfrutam ; ela pode ser a saúde, o espírito forte, ou a felicidade e segurança de um relacionamento amável. É diferente com cada um de vocês. Todos receberam um tesouro especial da Fonte. E quando vocês decidirem, "Não queremos ser mais o objetivo máximo, mas, em vez disso, queremos ser um elo na cadeia", ser-lhes-á mostrado como vocês podem transmitir o que receberam, e vocês também serão ricamente recompensados, pois essa é a lei.


Ao mesmo tempo, vocês não reconhecerão as dádivas e os tesouros que recebem. Isso é sempre um sinal de dessecação espiritual, e faz com que os dons que vocês possuem percam seu brilho porque a lei de dar e receber foi violada. Se vocês são um elo na cadeia, cada um dos seus donos resgatará o seu brilho, e a alegria e o prazer que vocês perderam lhes serão restituídos.


Dá-se com a felicidade, de um modo geral, o mesmo que se dá com os componentes dessa felicidade, os quais uma pessoa pode desejar : amor, força, saúde, liberdade - tudo. Independentemente do que a pessoa quer para o seu próprio bem, isso se dissipará, murchará ; as coisas buscadas pelo bem do outro, como um elo na cadeia, florescerão e darão frutos - para vocês mesmos e para o outro.


Atentem, por exemplo, para as muitas pessoas preocupadas com tornar-se livres. Elas evitam tudo que a pessoa possa limitar ; mas a mesma lei também se aplica aqui ; os que desejam a felicidade para o seu próprio bem ver-se-ão limitados no nível interior. Por outro lado, quem desejar a liberdade para se tornar um elo na cadeia, para levar a efeito alguma obra especial para o projeto de despertamento da humanidade, florescerá na liberdade sem se sentir limitado por dentro. Por dar energia para favorecer o desenvolvimento ascendente da consciência humana, essa pessoa será livre, não apenas no nível exterior, mas também interiormente. Quem quer que anseie pela liberdade por puro egoísmo, elevando-se acima até da Fonte e reclamando a liberdade quanto às leis espirituais, este se torna cada vez menos livre ; a liberdade fátua se transformará em servidão e, em última análise, a pessoa se verá agrilhoada. Os que se aliam à Fonte aumentarão continuamente sua liberdade e independência. Essa é a lei imutável que não pode ser violada. As leis universais foram criadas com sabedoria e amor, e os que se revoltam contra ela, por rebeldia ou ignorância - porque até agora não puderam compreendê-las ou porque não querem compreendê-las em razão de emoções nocivas - ficarão cada vez mais infelizes com esse cativeiro interior que eles próprios criaram.


Muitas pessoas que se revoltam contra a injustiças dos homens não podem compreender que a Fonte é justa, a despeito dos erros humanos, e que, no espírito, reina a justiça infalível. A justiça espiritual se vale da injustiça humana para realizar a justiça humana.


Isso pode parecer contraditório a alguns de vocês. Apesar disso, não é ; a equação tem igual importância. Vou dar-lhes um exemplo. Suponhamos que um criminoso que tenha cometido diversos crimes ficou impune todas as vezes. Ele se ri disso, tanto pela estupidez das pessoas, como pela falta de justiça, que parece estar a seu lado. Então, certo dia, ele é preso por um crime que não cometeu. Vocês acharão que é exatamente esse tipo de pessoa que vai gritar mais alto por causa da injustiça deste mundo. Ele ficou impune todas as outras vezes e agora, inocente, é obrigado a pagar. Quando mais obstinada é uma pessoa como essa, menos ela reconhecerá a grande justiça prevalecendo sobre a injustiça menor. Ele não quererá admitir isso ; mas é assim que ele está sendo testado. Pois seria fácil demais reconhecer a justiça espiritual com todas as suas ramificações se a ligação entre crime e castigo sempre fossem assim evidente. A imperfeição que os seres hmanos criaram para si mesmos deve ser o remédio, por assim dizer, com o qual eles podem resgatar a perfeição perdida.


Se o total justiça reinasse sobre a Terra - e isso, em si mesmo, é uma impossibilidade, de vez que a imperfeição veio a existir a partir do livre-arbítrio e tem de advir por meio dele - então seria simples demais para vocês, humanos : a Terra não seria um lugar de provações, e não haveria sentido esforçar-se para ter uma consciência é a graça máxima, para a qual a porta deve ser aberta pela própria entidade. Assim, vocês são testados qanto ao fato de estarem o não inclinados a ver mais longe, mesmo que isso signifique desistir da obstinação, do rancor, do orgulho e de outras inclinações negativas. A magnitude e a glória da criação da Fonte está exatamente no fato de que a imperfeição é usada como um meio para conseguir a perfeição, de que a injustiça humana é usada para realizar a justiça divina.


Ora, o exemplo que usei é grosseiro ; não obstante, de uma forma ou de outra ele se aplica a todo mundo. Se vocês realmente querem descobrir se isso ocorre no seu caso, a verdade lhes será revelada, embora, evidentemente, não seja fácil encarar a si mesmo de modo tão franco. Vocês muitas vezes têm de pagar por algo que não cometeram - porém, aquilo por que vocês realmente estão pagando está enterrado no passado. A verdade só pode ser descoberta por meio da evocação da força de vontade durante a meditação. Mesmo que o ato pelo qual vocês têm de pagar agora tenha sido numa vida passada, a revelação poderá ser-lhes dada, contanto que vocês sigam esse caminho do desenvolvimento e da purificação. As introvisões úteis são dadas pelo céu como uma consequência de esforços honestos, para a sua humildade e boa vontade.


Também pode acontecer que vocês não sejam obrigados a dar a razão de uma série de transgressões menores. O mundo do espírito está inclinado a esperar e a ver se vocês concluirão acerca de si mesmos que algo na personalidade de vocês precisa melhorar ; mas se vocês não sondarem nessa direção, o efeito de todos os desvios negligenciados se abaterá sobre vocês, por assim dizer, como que num golpe ; vocês terão de pagar de uma vez todas as pequenas coisas. Isso pode tornar mais fácil o despertar de vocês para o fato de que vocês têm de mudar algo em si mesmos. A essa altura, a atitude de vocês será testada uma vez mais. Será que vocês vão dizer : "Nunca fizemos nada errado que justifique tudo o que nos está acontecendo agora", ou acreditarão que a Fonte não pode ser injusto e, portanto, começarão a examinar tudo o que em vocês ser revelado ? Essa é sempre a pergunta, e a resposta é muito importante para saber se vocês estão passando ou não no teste ; ela determinará o sentido do desenvolvimento de vocês.


É uma graça especial - e escolho de propósito essa palavra, quando vocês podem pagar inteiramente pelas violações que cometeram quanto à lei espiritual na mesma vida e não na seguinte, já que é muito mais fácil perceber os fios de ligação e, assim, reconhecer a justiça máxima, mesmo quando ela vem indiretamente. Essas experiências farão sentir que existe um terreno seguro sob os pés de vocês e reafirmam sua confiança permanente na Fonte. Mas, como disse, a graça do reconhecimento lhes pode ser dada mesmo que o que vocês pagam remonte inteiramente a uma encarnação anterior, contanto que vocês estejam absolutamente determinados a optar pela consciência de si mesmos e pela purificação. Dessa forma, será mais fácil a vocês harmonizar a relação que têm com a Fonte. E a harmonia com a Fonte dá origem à felicidade. Digo-lhes tudo isso para que vocês possam pensar sobre suas dificuldades e descobrir se estão pagando por algo qe fizeram nesta vida o nma vida anterior. Seja o que for, vocês ainda podem descobrir a semente de tudo em vocês; ela deve ser um erro especial que tem de ser reconhecido e com o qual é preciso lidar.


Quando os seres humanos deixam o corpo e penetram o domínio do espírito, a maior parte do que vocês chamam de inconsciente se abre e se torna acessível. Nenhum de vocês, nem mesmo os que já avançaram nessa senda, tampouco os que se encontram verdadeiramente no estado da cura têm a menor idéia da realidade desse inconsciente, que com tanta frequência se acha dividido em correntes e atividades opostas, em contraste com a mente consciente. Alguns dos que estão em processo de cura podem ter tido um vislumbre dele. Deparar estas correntes e tendências antes inconscientes dá a impressão de ter encontrado uma pessoa completamente estranha qe leva a sua própria vida. Requer trabalho, disciplina e treinamento sentir estas estas correntes e reconhecer de modo exato o que elas são. O encontro com o estranho é um sinal de grande progresso ; vocês têm toda razão em se regozijar. A primeira batalha foi vencida, o primeiro passo rumo à unificação de sua personalidade foi dado.


É um grande engano acreditar que, se vocês não vêem as correntes subterrâneas, o efeito delas é menos grave. Vocês sabem atualmente que todos os pensamentos e sentimentos criam formas espirituais da realidade superior, mesmo que vocês não as possam ver. Essas formas têm efeitos de longo alcance : alcance em círculos que sempre se dilatam, as ações criam as reações, e isso de novo tem consequências, de modo que disso advém ma longa reação em cadeia. Vocês podem controlar algumas das manifestações mais exteriores dessa longa cadeia, mas isso não basta. As tendências da alma perturbada não podem percorrer um curso apropriado enquanto não se penetre fundo em sua origem no inconsciente.


A mente consciente quer o bem e quer agir corretamente ; uma parte do inconsciente, o ser superior, também se esforça para ascender. Em cada ser humano, porém, uma outra parte da personalidade almeja o que é mau e falso - no entanto, esse mal o falsidade não precisa ter a feição de um delito ; tudo depende do desenvolvimento da pessoa. Os traços negativos de uma pessoa mais desenvolvida pesam tanto quanto as tendências criminosas de um ser de desenvolvimento inferior. Exigências irrefletidas e impossíveis podem causar duras dificuldades a essa pessoa, por assim dizer. Essas exigências não podem ser satisfeitas, em parte porque não são passíveis de compreensão, em parte porque vão de encontro ao desejo do ser superior. As tendências opostas entram em conflito com a alma e a esgotam, criam a desarmonia e por vezes a doença. Acima de tudo, impedem o desenvolvimento espiritual, ou pelo menos prejudicam o desenvolvimento total. Portanto, nunca é demais chamar-lhes a atenção quanto a vocês se dedicarem à descoberta do inconsciente : familializarem-se com ele, tornem-no consciente na meditação, orações, em todo o empenho de vocês. Sem isso, não pode haver progresso verdadeiro, e vocês terão de viver a experiência da manifestação livre e natural das suas tendências inconscientes quando deixarem o corpo. A essa altura, o conflito deverá ter início. Isso criará certo desapontamento, porque as pessoas, enquanto não encaram a si mesmas, acreditam que são muito mais desenvolvidas do que na verdade são, e crêem que apenas os seus atos contam ; no entanto, o sentimento delas também é um ato que, por sua vez, tem consequências palpáveis. Além disso, o desenvolvimento da personalidade leva muito mais tempo e é muito mais difícil de se realizar no mundo do espírito. A Fonte organizou a vida sobre a Terra de tal modo que a sua ascensão espiritual se acelera no ambiente da imperfeição, na diversidade dos estágios de desenvolvimento ; no entanto, amiúde ocorre que as encarnações são mais usadas do que o estritamente necessário para corrigir tendências imperfeitas e irracionais ; algumas vidas terrenas no futuro poderiam ser evitadas por meio de um compromisso mais forte com o desenvolvimento no presente.


Que vocês sejam levados ao Absoluto Criador Incriado inteiramente , de modo que o caminho que vocês têm de percorrer lhes seja mostrado passo a passo. A Fonte é uma doadora generosa, meus caros. Vocês compreenderão isso quando perceberem que o que lhes sucede por meio da Fonte é mais maravilhoso do que qualquer coisa que possam imaginar. A dificuldade inicial está em apenas confiar-se ao Todo. Não, o problema não é dar algum bem material ; isso seria muito mais fácil, muito mais cômodo. Vocês têm de se dar, pois, se puderem dar-se da maneira certa, poderão dar a todos com quem entrem em contato ; contudo, antes que possam se dar, vocês têm de se conquistar. Não podem dar o que não têm.


Poucas pessoas têm a posse real do seu verdadeiro ser, porque não se conhecem suficientemente bem. Nessa condição, acham-se mais ou menos perdidas quanto a si mesmas. O grau em que, no que concerne ao sentimento, a pessoa rejeita as imperfeições nela mesma é o mesmo grau em que ela não detém a posse do seu ser. Então, não se pisa em terra firme. Quase todos dentre vocês, seres humanos, ainda são escravos de suas torpezas e de seus sentimentos negativos. Só aceitando a si mesmos é que vocês podem ter controle sobre essas faltas e, portanto, sobre si mesmos. Eis como têm início a transformação e a purificação ;todavia, por mais livres que sejam exteriormente, vocês estão cativos enquanto se afastam de cada imperfeição e de se expor exteriormente. Como escravos, vocês não são senhores de si mesmos nem podem dar-se. A consequência desse estado é que dependem muito deste ou daquele acontecimento exterior, e , por isso, não podem sentir harmonia. Está só podia ser criada quando não dependem mais das coisas que estão além do seu controle. Os que se descobriram nessa senda mais bela, a estrada da luz, não precisam mais dar nada especificamente. Essas pessoas podem se dar inteiramente, não apenas a um ente querido, mas também a toda situação na vida em que a Fonte as colocou. Podem dar-se com toda a alma e com o todo o seu ser.




"A GRATIDÃO É UM SENTIMENTO DE AMOR QUE ELEVA O ESPÍRITO E NOS UNE A FONTE UNIVERSAL".


"SE QUISER ENCONTRAR SUA FELICIDADE NA TERRA , DEVE COMEÇAR A ESQUECER AS OFENSAS. PERDOE A TODOS PELO MAL QUE LHE FIZERAM".


"LEMBREM-SE DE QUE NÓS NÃO ESTAMOS SOZINHOS. AO NOSSO LADO, HÁ SEMPRE UM ESPÍRITO DE LUZ A NOS INSPIRAR".



"SOMOS LIVRES PARA FAZER O QUE QUISERMOS E PARA CUIDAR DE NOSSA FELICIDADE. ISSO É UMA CONQUISTA E ELA SÓ DEPENDE DE DE NÓS".


----

Sem comentários:

Enviar um comentário