Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

7.7.11

O Poder da Entrega (2002)




O Poder da Entrega 1 Parte (2002)

André Louro de Almeida





Na fase em que o planeta entrou, nesta fase em que o planeta entrou, a maior necessidade, o trabalho mais precioso, aquilo que é ainda considerado raro, a maior  necessidade do planeta neste momento, é de seres com um nível de entrega ao seu próprio núcleo cósmico, com um nível de entrega até hoje desconhecido ou extremamente raro.
A maior necessidade deste planeta, neste momento, passa pela activação, em nós, desta ampola dourada de sinceridade absoluta, de sinceridade progressiva, porém tendendo para o absoluto de sinceridade total, passa pela entrega deste consciente, pela entrega desta vida afectiva, pela entrega desta vida mental,  pela entrega desta vida opinativa, pela entrega desta vida laboratorial, errática, experimental, pela entrega total do ser, ou das partes do ser que respondem à liberdade individual, das partes do ser que correspondem ao livre arbítrio, passa pela entrega total do ser ao seu nível Cósmico.
Esta ampola existe dentro de ti! Este campo está lá, nos níveis profundos do nosso ser, esperando para ser invocado, chamado à superfície da consciência. Vivido.
 E, a maior necessidade do nosso Planeta, neste momento, não  é o que tu fazes ou o que tu não fazes; não é o que tu dizes ou não dizes; não é o que tu vives ou não vives; nesta etapa do desenvolvimento da nova Consciência Planetária, a Energia não está mais interessada no que o indivíduo faz ou não faz. Nem no que ele pensa ou não pensa. Nem no que ele diz ou não diz. A energia está interessada, não em possuir os teus actos ou o teu pensamento, ou a existência dialéctica... A energia, neste momento, não está interessada nisso.
A energia, esta Força descendente, esta Força que está começando, de uma forma virulenta, a penetrar nas regiões superiores da percepção humana, esta Força não está interessada nos actos, nem no pensamento do ser. Isso era uma fase que terminou nos anos 80. Hoje, a Força, a Energia Cósmica descendente está interessada em ti! Ela vem para instalar-se no Centro de Comando do Ser. Ela não está mais interessada em dourar, em colorir, em purificar alguns actos em alguns momentos. Ou enobrecer algumas franjas da cultura humana. Ou purificar alguns sectores da tua vida. Isso é velho! A energia não está interessada em purificar sectores da nossa vida! Em resolver coisa humana... A energia não está interessada em jardins à volta do Templo, na periferia...
A Energia, hoje, desce para te possuir! Ela está interessada em ti!

É este o Único ponto que falta conquistar! Porque nós temos milhões de seres com qualidades espirituais belíssimas desenvolvidas. O planeta tem milhões de seres, milhões de seres de boa-vontade, o planeta tem milhões de indivíduos que se deslocam para servir, num certo grau. Existem vastos sectores de seres trabalhados, afinados, limados, como se dizia antigamente. Que limaram as suas arestas. Existem milhões de seres que têm qualidades desenvolvidas num grau belíssimo. Estas qualidades, estes atributos, não servem de nada, se o ser não faz o único passo, que permite o Divino ancorar na humanidade! Que permite o Divino instalar-se. E esse passo, é este ser, este ser que é uma síntese do tempo, é uma síntese da história, é um produto extremamente sofisticado do esforço evolucionário, esse passo é este ser aprender a despossuir-se. A não mais querer possuir-se a si mesmo. A não mais se exercer, no sentido existencial, e permitir que essa região em que o velho comando existia, seja oferecida, doada,  como uma taça completamente limpa, para a descida da FORÇA! Para a descida do FACTO! Para a descida do COMANDO CÓSMICO DO SEU PRÓPRIO SER.
Então, tu podes ter um indivíduo com imensas qualidades humanas, e, esse indivíduo, ser totalmente inútil do ponto de vista do trabalho nos próximos anos. Porque ele fez todo o trabalho na periferia do seu ser, mas  ainda não fez a única coisa necessária, o único trabalho que permite que uma Energia Superior ancore nesta dimensão. Que é o trabalho de ele se oferecer integralmente! Não oferecer actos! Não oferecer momentos! Não oferecer uma sala lá em casa! Não dedicar um livro, não dedicar um momento, uma vibração... Não, isso é velho!
Enquanto eu ofereço partes do meu ser, eu estou fora da corrente descendente. Eu não apanho o Comboio Galáctico. Para que eu possa começar a relacionar-me com o programa de transição planetária, eu tenho que não mais oferecer actos, momentos, ideias, estados... Eu tenho que ME OFERECER A MIM! Como uma Noiva! A Energia não está interessada no que o indivíduo pode dar. Nem no que o indivíduo acha que pode dar. A Energia está interessada no que o indivíduo acha que não pode dar! É nisto que a energia está interessada! É este Centro de comando, este Núcleo Central, a que um indivíduo se chama Eu, este Centro, este Sacrário, este Ponto é que necessita de ser conquistado pela Força descendente. Pelas Turbinas Cósmicas de Origem. Pelos Geradores Originais.

Hoje, o trabalho é de ancoragem do Divino, o trabalho é de fixação dessa oitava superior; porque, quando Ela desce, simplesmente organiza, em nível subatómico, a nossa realidade. Mas Ela não pode violar a consciência terrestre! Esse Facto, Macrocósmico, descendente, que neste momento está a abater-se em esfera sobre toda a Terra, essa Ave Branca, radical, que está a tomar conta do processo humano (aquilo a que antigamente se chamava a Era do Espírito Santo), esse factor, Ele não vem para violar a consciência humana... Ele não pode contornar o nosso livre arbítrio; Ele não pode ignorar a liberdade que Ele próprio concedeu...
E neste momento, a operação está no ponto de atrair as várias camadas de resposta à Luz descendente; porque a humanidade responde por camadas; e há cinco ou seis grandes grupos de resposta a essa Força Luminosa, hoje. Desde os impermeáveis, isto é, aqueles que são refractários pura e simplesmente à descida da Força, até àqueles que já são a própria Força em movimento. Isto funciona por camadas.
E, a etapa em que se está hoje, é a de activar, acelerar, ACORDAR aqueles seres que são Programa, para o campo vibratório que lhes corresponde! TU ÉS PROGRAMA! PROGRAMA CÓSMICO SUPERIOR! Tu és vazo de uma intenção Divina extremamente clara, límpida, penetrativa, transformadora! Eu sou isso, nos níveis Superiores do meu ser. Porque, quando eu entro aqui, nos níveis humanos eu sou tudo, menos isso. É a nossa experiência. Mas, o que eu sou em nível humano, não diz absolutamente nada do que eu sou em nível superior.
E, hoje, o varrimento de instrução não se fixa mais no nível humano do ser. Esse varrimento visa activar em nós, por um olhar todo compassivo, por um olhar todo amoroso, por um olhar de mãe, o nível Cósmico de consciência.
Nós não estamos mais em etapa de limar arestas. Nós estamos em etapa de auto-revelação. De ruptura de véus. De transformação do ser, a partir do Poder Interno, impactando sobre as bainhas existenciais à periferia. Este é o ponto. E esta invocação do teu nível Cósmico, do teu nível Superior, é feita através de um Olhar, imensamente compassivo, que vem de dentro. E este processo de activação passa por o ser conseguir receber por dentro, o Olhar que o seu próprio Espírito emana. Quando eu puder olhar para mim, não com os meus olhos alfa-ómega, mas com os meus olhos ómega-alfa, isto é, com o meu olhar que vem do Espírito Supremo para a evolução, com esse nível do ser que já é Rei... Porque há um nível no teu ser que já é Rei; há um nível do teu ser que plana, domina, limpa, e, esse nível lança um olhar sobre os outros níveis do ser. Esse nível lança um olhar... Ele lança uma proposta de relação, Ele lança o Amor através desse olhar. Realmente, tu estás a ser observadopor dentro, pelos Níveis Superiores do teu ser.
E, este trabalho de axialização, este trabalho de remoção do velho, este trabalho de circulação da Luz em nós, de despertar, de activar e fazer circular o teu grau Luz oculto, passa pelo indivíduo saber enfrentar o Olhar Total que vem de dentro. Aquilo, a que se chamava antigamente, o Tribunal da Consciência. Este olhar que vem de dentro, hoje, é como uma Mãe. Já foi como um Pai. E já foi como um Filho. E agora é como uma Mãe. Isto significa que estes Olhos, que tentam Olhar através de nós, vindos de dentro, eles atravessam as camadas psíquicas do nosso ser, e portam, como se tem dito nos últimos encontros, uma compaixão implacável. E este Olhar, esta Presença, Ela pede uma resposta. Ela pede alinhamento.
Quando se fala de que a transformação da Consciência Terrestre, hoje, necessita principalmente de um novo nível de entrega, isto significa que há uma Sinceridade a conquistar. Claro, que há muitas expressões alternativas para isto. Mas neste momento não me ocorre outra. Uma Sinceridade Estelar. Uma Sinceridade Supraterrestre. Uma Sinceridade Orbital.

Em nível de Consciência Orbital, vocês continuam a ser aqueles Glóbulos de Luz azulada, que se reuniram em conclave com o Operador Planetário, e aceitaram revestir-se de substância terrestre por Amor. E essas belíssimas Almas, em conclave com o Operador Planetário, com o Mestre responsável pela Ascensão da Terra - Samana / Jesus, todos estes seres foram levados à presença desse Ser, à presença dessa Turbina Espiritual. E estes Glóbulos de Luz, estas Centelhas de azuis, foram levadas ao Manto, ao Centro de influência dessa Turbina. E essa Turbina mostrou-lhes... Ela mostrou-te, quando tu eras esse Glóbulo de Luz azul, há 70 ou 80 anos atrás, Ela mostrou-te a Nova Terra! Ela disse:
Nós, os Pensadores Supremos pensámos um Novo Planeta. E o Planeta que nós pensámos é isto.
Então, tu pudeste ser levado, momentaneamente, ao Planalto dos Nirmanakayas, ao Planalto dos contemplativos Divinos, que é um sector da Hierarquia extremamente avançado, que faz ponte com a Hipófise do Sistema Solar. E, por momentos, tu pudeste ser levado a esse Planalto, rompendo totalmente o horizonte do Tempo, rompendo o horizonte do Espaço e pudeste ver o que Eles construíram por contemplação Pura!
E estes Nirmanakayas, que são um estado de desenvolvimento da Consciência Superior, estes Operadores do Sonho, além do espaço e do tempo, Eles construíram já um Novo Planeta. Até ao mínimo detalhe! A nova organização electromagnética dos náutilos, daquelas conchas em espiral, já está pronta. A nova organização bioquímica das células cerebrais do Novo Homem já está feita. O novo sangue, que contém, não apenas ferro mas ouro, e muito menos sal e muito mais sílica, a nova fórmula sanguínea  que é rica em ouro e sílica (nós vamos perder ferro e sal e vamos ganhar ouro e sílica), este novo sangue, esta nova fórmula sanguínea está pronta. A nova arquitectura está pronta. O novo casal está feito. A vibração está criada, está tecida nos planos superiores. O novo sorriso, a nova criança, a nova mente, o novo afecto... não o velho afecto, o novo sentimento... paletas de sentimento que nós não conhecemos hoje!
Há coisas que se podem fazer com o corpo astral que nós nunca fizemos! O nosso corpo astral, nos níveis superiores, nos níveis profundos, permanece um desconhecido. Permanece um mistério... E, há um novo sentimento oculto nesse nível astral superior, dentro de nós. A nova mãe, o novo pai , tudo isso está pronto nos planos internos. O novo sistema nervoso, os novos chakras, os chakras supracraniais, toda essa civilização de amor, de ternura e de vitalidade Cósmica, está realizada! Os Nirmanakayas amaram-na, sonharam-na, pensaram-na, propuseram-na ao Logos Solar, foi aceite, foi energizada por Anjos de Fogo, e... existe! E essa matriz civilizacional superior está pronta! Agora, Esse Grande Ser levou-te até lá, e Ele abriu a cortina do limiar espaço-temporal terrestre... Abriu essa cortina e Ele disse-te:
Este é o Novo Mundo! Esta é a Nova Terra! Esta é uma Terra em que a Presença conquistou o Sacrário. Em que a Shekhina voltou ao Sacrário. Em que a presença Divina voltou ao ponto em nós, ao trono em nós...
E nesse horizonte de beleza indizível, Ele mostrou-te a Nova Terra!...

Samana tem levado milhões de Glóbulos de Luz azul, Centelhas Divinas, Mónadas e Almas, à presença da arquitectura do Novo Mundo. Do Novo Aparelho Planetário.
E isto feito, isto realizado, o que é que acontece no nível da Alma? Ela é inflamada pela Paixão do Futuro. Por isso, nós, hoje, somos bombas-relógio de Paixão. Não a paixão vermelha. Essa está feita. Essa já está. Nós somos bombas-relógio de Paixão azul-cobalto, nós somos bombas-relógio de futuro. Nós vimos!! Nós vimos o que Eles fizeram, o que Eles construíram nos Planos Superiores  deste Sistema Solar para o nosso Planeta! Tu viste o Novo Poema Planetário! Tu tiveste acesso às Chaves de Ouro da Nova Terra! Pode ter sido um lampejo, podem ter sido segundos. Mas isto é uma realidade que, nos níveis internos, é completamente pragmática. Tu vens com um Mandato! E este mandato, que é construído nos planos internos, ele não é construído de fora para dentro, sabes, como uma proposta  que tu vais pensar... Este mandato acontece, porque tu te apaixonas pelo Futuro Profundo! Porque tu te apaixonas pela Obra de Samana ou Sananda ou Jesus. Tu apaixonas-te pela obra dos Nirmanakayas! Tu realmente te Apaixonas!... É necessário um nível de Paixão muito profundo...
E, pelo poder do Amor à Nova Terra, por uma inflamação toda abrangente que aconteceu no âmago das nossas Almas, em que Elas disseram Sim à construção de um novo Planeta, Elas vieram...
Mas o que acontece, é que tu, realmente, és uma bomba-relógio de futuro. Uma bomba-relógio de Paixão, pela Construção de um Novo Planeta.
E, a fase em que nós estamos, é uma etapa de reactivar a Memória Orbital. Quem eras tu, vinte anos antes de nasceres? Qual foi o contrato? Porque, para eu estar nesta dimensão, eu tenho que assinar um contrato. Para eu poder me alinhar com uma dimensão, não basta o karma, apenas. Além do karma, eu preciso de ter uma lei, eu preciso de ter uma tarefa. Tu és portador do livro do teu karma e de uma tocha, de uma chama que te liga a esse pensamento para a Nova Terra. E, neste momento, nós estamos a ter essa Memória Profunda, essa Memória Cósmica tornada evidente.

Nós estamos numa etapa, em que o Avatar Grupal está a despertar. Neste momento encontra-se na Terra um Grande Avatar. E, o seu poder está distribuído por cerca de 144.000 servidores, capazes de ancorar o segundo Raio Solar. Isto significa, que o Sol irá abraçar a Terra, como nunca antes abraçou. A Terra, que antes da vinda do Cristo se encontrava fora da Aura de influência Solar, (a influência era mínima), com a vinda do Cristo tornou-se tangencial. Isto é, a Aura Psíquica da Terra, o anel não-passa Terrestre tornou-se tangencial à Aura de influência Solar. E, com a Ascensão da Terra a uma nova dimensão, a Aura da terra intersecciona-se. Torna-se secante. Intersecciona-se com a Aura Solar.
O que é que isto significa?
Que o poder do Amor irá gritar através das pedras! Isto é, o poder do Amor Solar irá usar, até mesmo o Kundalini Planetário para, em ramificação, em árvore, exprimir-se através dos reinos! Quanto mais através do homem! O Novo Amor não vem apenas de cima como uma revelação transcendente, mas vem de baixo, das pedras, como o outro Ser dizia!... Vem, até mesmo, através da estrutura atómica! A matéria, os minerais, o reino vegetal, os reinos vão começar a exprimir essa serpente dourada que vem do Sol!... E, para que a Terra possa ancorar uma nova voltagem de Amor... - porque o Amor que nós conseguimos gerar em nível humano não serve. Esta boa-vontade não serve. Este Amor humano não serve. Nunca houve tanta boa-vontade neste planeta! Mas isso não está a resolver a situação planetária! Está a adiar certas clivagens, certas fendas...
O que nós precisamos, aqui, é de um ser que conquistou uma Sinceridade para com o Olhar Profundo, para com o Olhar que vem de dentro, esse Olhar que diz, Entrega-te a Mim! Esse Olhar que diz claramente, A partir daqui, só Eu posso guiar este veículo... Tu não tens como... Esse Olhar transparente, que, dentro de ti, emerge à superfície da consciência e diz, Eu posso te assimilar e transformar...
E, o que é terrível nesse Olhar transparente? É que o Olhar transparente exige de nós uma transparência equivalente. E esse é o ponto. Nós não temos uma cultura de transparência. Nós temos uma cultura de meias verdades. E o problema é que a cultura de meias verdades, uma cultura de verdades adaptadas, uma cultura na qual a Energia se adapta à forma, na qual a vida serve qualidades para manter uma forma, na qual a vida é obscurecida pela aparência, na qual a vida é obscurecida pela forma... Esta é a nossa cultura! Nada de novo. Bom, isso terminou. Neste momento, não há como passar a ponte senão através da Verdade Toda! A Luz Integral! O problema não é eu canalizar um Mestre Ascenso. O problema é eu canalizar-me a mim mesmo! É eu permitir que a Luz Integral, Toda a Luz que EU SOU, passe através desta estrutura, desta pequena e frágil estrutura humana. Esta é a proposta. É permitir que a Luz Toda atravesse o teu ser!
Porque, o que nós fazemos o tempo todo, é escolher Luz como quem está num bouffet. Isto é, tu vais adaptando, limitando, seleccionando, adaptando o facto oculto à tua forma... E acontecem coisas belas... Mas isto é sempre Luz entrevada! Nós somos responsáveis por Luz entrevada, porque nós seleccionamos a Luz! Nós filtramos a Luz! Nós negamos a Luz! Nós traímos a Luz! Nós rejeitamos  a Luz Integral! Nós temos medo da Luz! Nós temos pânico de quem nós somos nos níveis superiores! Ou não temos? Bom, haverá quem não tenha. Mas a média, mesmo nos 144.000, hoje, que são os que vão poder ancorar o Novo Raio, essa onda de Amor-Sabedoria vinda do Sol, que tem doze pontos para ancorar na Terra – as doze cidades de Luz, estes 144.000 ainda estão numa fase sonolenta e, se acontece um flash um pouco mais directo, eles já ficam um pouco em transe!... E isto está chegando a um ponto, em que um ser precisa de se sentir com orelhas de burro, quando nega a sua própria Luz interior!

Porque, se tu ancoras o que tu és nos planos internos, todos os teus rancores são expulsos em 4,5 segundos. Quer dizer, não podem continuar ali. Todos os teus impasses, todos os teus bloqueios, todos os teus... o que é isso tem a ver com a Luz? Mas eu preciso de descobrir esta dilatação, que a Sinceridade Profunda gera no meu interior.

Notem: Este Avatar Grupal, os 144.000, estes seres não vieram para viver vida humana. Parece que vieram, durante uma fase. Mas não vieram para viver vida humana. Tanto assim, que vivem vida humana e sentem-se vazios. Porque, tu tens seres que vivem vida humana e não se sentem vazios. Esses são os seres que vão despertar na etapa posterior, a partir de 2008 a 2012. Agora, os que hoje sentem vida humana, vivem vida humana e sentem-se completamente vazios... Quando nada que vem de fora produz nada, tu estás a ser activado em nível Cósmico. Quando o que vem de fora, já não mais provê alimentação energética, nesse momento, claramente estás a receber as injecções de Fogo vindas da tua Mónada.  Tu começas a não conseguir fingir que vieste em tarefa.
A etapa em que nós estamos, é uma etapa na qual estes 144.000 estão a despertar, a ser trazidos para os seus postos, a ser conectados com as suas correntes, a sair do nível, O que é que eu vim fazer?, Quem sou eu?, O que é que eu estou aqui a fazer?... Sabes, aquele nível, em que a pessoa compra vinte livros por semana... 
A etapa em que nós estamos, é uma etapa em que estes 144.000 estão a sair desse nível e a encontrar  o seu Programa Interno.
E o que é, neste nível, encontrar Programa Interno?
Primeiro, eu tenho que conquistar esta Sinceridade Absoluta perante o meu nível Cósmico. Primeiro eu tenho que conquistar uma Sinceridade desconhecida. Porque o Divino ancora em nós na proporção da forma como nós devolvemos o olhar transparente. E, eu preciso desta Sinceridade, sem a qual a Força não desce.

Então, quando nós nos interrogamos: Porque é que eu não sinto Energia? Porque é que eu não me sinto activado? Porque é que aquilo tudo são lindos contos de fadas? Porque é que aquilo parece tão distante? Porque é que todo o processo Espiritual me parece longínquo? Porque é que isto me parece virtual? Porque é que Deus continua a ser uma ideia para mim?

Porque o Ser não está olhando para dentro de si, com a qualidade com que é olhado de dentro de si. Eu preciso de trabalhar a transparência com que eu me olho a mim mesmo. Se eu não tenho uma cultura de Verdade-Toda, eu tenho que conquistar uma Verdade com isto aqui. Este é o único problema que eu tenho nesta etapa. E é impossível trabalhar com correntes de Cura Planetária mais potentes, se este fusível não está lá. Porque Eles, neste momento, estão activando a rede Melchizedeck. Estão a despertar os selos que activam o campo morfogenético da Grande Instrução Cósmica neste Planeta. Até hoje, Ela teve que se manter recolhida, porque a voltagem da humanidade não permitia a presença das Escolas de Mistério.
Activação da rede Melchizedeck, significa libertar o Poder. Nós não estamos, agora, a falar de Amor, nem de Luz. Estamos a falar de Poder. Libertar o Poder que foi ancorado pelos pontos das várias redes, das várias malhas, que as Cavalarias Espirituais do passado e que as Fraternidades e as Confrarias Esotéricas do passado activaram. Cada polo Espiritual da Terra, tanto os conhecidos como os menos conhecidos, todas essas regiões estão a ter os seus selos abertos. E elas funcionam como convectores de Luz, capaz de alterar a química cerebral. Porque, como esses amplificadores se situam no Plano Etérico, (eles não estão apenas no Plano Divino, nem no Plano Espiritual, nem no Plano Monádico... estão no Plano Etérico, estão muito próximo do Físico.) eles estão muito próximo do físico, eles têm um tremendo Poder sobre tudo o que é físico. E, à medida que Eles estão activando, de há anos para cá, a rede Melchizedeck, que tem no Plano Etérico os pontos de ancoragem nestes locais, a química cerebral está a ser alterada. Porque o campo electromagnético da Terra é mutado.

Continua...

André Louro

Veja a segunda parte aqui:

............................................................................



O Poder da Entrega 2 Parte (2002)




Se o campo electromagnético  muda, o comportamento nos casamentos dos fósforos dentro das nossas células altera-se também. Começa a haver mutações químicas e bioquímicas. E, essas mutações equivalem a colocar a Humanidade Inteira numa espécie de dimensão três e meio, - como nós temos dito nos encontros. Isto é, nós já não estamos na terceira dimensão. Ainda não estamos na quarta. Mas, devido ao varrimento electromagnético da rede Melchizedeck, todos os nossos sensores estão na dimensão três e meio.
O tempo linear está a ser desactivado pela rede Melchizedeck. E, por esses condutos, está a entrar o Tempo Um. O Tempo Eternidade. O Tempo Esférico. A Sincronia. Nós estamos a sair da diacronia e estamos a entrar na sincronia. Gradualmente. Mas o tempo, como nós o conhecíamos, morreu. Não existe mais. E, esta percepção de que o tempo está a desaparecer, e que nós temos dezasseis horas onde antes tínhamos vinte e quatro, é um resultado directo da activação da rede Melchizedeck. Porque o tempo não está fora de nós. O tempo linear está numa percepção nossa. Nós temos um instrumento, uma consciência, que percepciona tempo. Que processa tempo. E processa tempo, de uma forma. E acumula as memórias do processamento do tempo. Não sei se vocês já repararam, que não é só o tempo que está a ir embora. A memória também. Ou seja, neste momento estão a desaparecer duas realidades extremamente poderosas neste Planeta: O Tempo e a Memória. A memória está a ser desactivada. O tempo linear está a ser desactivado. Isto é o que significa dimensão três e meio.
À medida que essa rede Melchizedeck ganha potência, ela está libertando o ser humano do registo temporal linear e está a criar um novo órgão, um novo campo de percepção subtil, para o tempo uno. Mais tarde, nós vamos trabalhar em formas de trabalhar o tempo. É um bocado cedo. Mais tarde vamos trabalhar em formas de parar o tempo. Que é o que uma Catedral faz. Que é o que uma Estação Templária faz. Que é o que um Altar Solar faz. Existem formas de tu, simplesmente, parares o tempo. Isto significa que, para ti, passam horas e, quando tu te levantas de novo, passaram dez minutos. Do ponto de vista do velho tempo. Claro, que tu não paraste o tempo! A tua percepção do tempo é que se alterou completamente! Nós estamos a fazer um trânsito da percepção hipofisiária - Ajna, para percepção pineal, ligada ao oitavo chakra. A pineal não está ligada a nenhum dos chakras comuns; está ligada directamente ao oitavo, nono, décimo primeiro, décimo segundo chakras. E, esse outro tempo, essa outra realidade, na proporção em que a minha conexão com a matriz Melchizedeck se vai aperfeiçoando, esse outro tempo vai entrando em mim. Eu tenho a percepção desse outro tempo. E durante algum tempo, nós vamos ter uma percepção híbrida do tempo. Isto é, nós vamos ver o tempo hipofisiário e vamos sentir o poder cada vez mais evidente da presença do tempo pineal. Ou seja, do tempo tal como ele é sentido no centro da cabeça. É outro Tempo!

À medida que esta rede Melchizedeck é activada, os 144.000 são atraídos para os seus postos de radiação. A instrução que estes operadores, que estes 144.000 vão transmitir, não é uma instrução verbal. Pode ser. Mas não é essencialmente, predominantemente, uma instrução verbal. Não é, por exemplo, o que eu estou aqui a fazer. Isto também é velho. A instrução que esses 144.000, na proporção em que eles são activados, por responderem à matriz Melchizedeck, essa instrução é por Radiação. Trata-se do impacto directo de um ser activado num campo superior, para dentro da percepção colectiva que está ligada ao antigo campo vibratório. É um processo de Radiação. Tal como o tempo está em mutação, até mesmo a Instrução está em mutação. Isto significa, que estes 144.000 vão ser levados a pontos, geográficos inclusive, em que têm que apenas  aprender a ficar completamente quietos. Porque o Faça-se, já não é humano. O Faça-se, o Fiat, vem da matriz Melchizedeck. Isto é, a matriz vai utilizar 144.000 Espelhos, para produzir mutação na Consciência Planetária. E, o operador precisa de ficar na Fé, de que ele é habitado pela Luz. E, simplesmente, permitir que a Luz aconteça!...
Donde que, o nosso trabalho hoje, é um trabalho de aceitar totalmente o que nós somos. Não comprar mais medo. Eliminar o poder do medo. Superar o poder do medo. Porque, na proporção em que esta Massa Luminosa desce, o medo recua. O medo é, justamente, a entidade que ocupa o vazio do Divino, quando o Divino está ausente. Então, nós temos nos próximos anos, um vasto diálogo entre o medo e o Divino, na esfera subjectiva da humanidade.

E da matriz Melchizedeck, a parir de 2008 / 2009 passa-se à matriz Crística. E, não há como suportar a matriz Crística, se eu não tiver esta Sinceridade Cósmica, Oculta, Secreta, trabalhada.
A matriz Melchizedeck é uma matriz de Instrução Planetária avançada. A matriz Crística não é uma matriz de instrução. Chama-se matriz, porque é um varrimento de Força com poder sobre a consciência colectiva. Mas em termos ocultos, isto são jactos de Força.
Então, felizes aqueles que estão insatisfeitos! Felizes aqueles que se aborrecem com tudo! Felizes aqueles que perderam a vontade de brincar às casinhas! Felizes aqueles que aspiram ao horizonte do futuro! Felizes aqueles que se lembram do olhar de Samana em nível orbital, quando a promessa da Nova Terra foi revelada! Felizes aqueles que não conseguem encaixar em nenhum molde e em nenhuma fórmula velha! Felizes aqueles que rejeitam a velha disciplina e amam a nova disciplina! Felizes aqueles que se sentem totalmente comprometidos com o Centro do seu Ser! Que é concêntrico com o Centro da Humanidade! Que é concêntrico com o centro Planetário! Que é concêntrico com o Sol! Felizes esses, os que estão comprometidos com o Centro!
E, olha, nós vamos precisar de muita coragem, para passar da meia verdade à Verdade completa!
Agora, nesta transparência, tu não estás te tornando transparente perante nada abaixo do Divino! Por isso, aquilo que no princípio parece difícil, porque é um exercício de sinceridade que vai para além da nossa escala, à medida que a coragem penetra no teu ser, (e de onde vem essa coragem?), à medida que a coragem penetra no teu ser, tu começas a ficar frente a frente com o teu Ser Interno. Porque o método, hoje, está nessa dor que o indivíduo sente. Essa dor é método Hierárquico de Instrução. O método está, em que o indivíduo faz algo pela quinquagésima vez, que ele antes de fazer já sabia que não era por ali, mas ele faz porque ele é um autómato, é um automático, é um ser que não tem vida de Fogo, não tem vida de Oração, não tem vida de percussão contra as suas próprias inércias, então ele cai no jogo da coisa velha... E vai rejeitando, rejeitando...
Esse desconforto é o Ser Psíquico a falar connosco. É o  Psíquico a dizer pela milionésima vez, ouve o que eu tenho para te dizer! Vive numa subcorrente de consciência mais vasta! Renuncia às ondas na superfície do lago! Vai ao fundo do oceano! Vai ao profundo do oceano! Aceita a tua vastidão interior!...

Porque, se a matriz Melchizedeck é uma matriz de tracção, a matriz Crística é uma matriz de transfiguração. O segundo Raio, o Amor-Sabedoria, Ele encontra-se, hoje, acumulado numa alta voltagem, em torno da Terra. A Terra não tem carência de Amor. A Terra tem carência de furos hertzianos, entre onde está o Amor e a nossa vida aqui. Tem carência de canal. O Amor que neste momento voa sobre a Terra é avassalador!
E quando se falava na segunda vinda do Cristo, o que se está a falar, antes de mais nada, é na aproximação desse Raio Solar de Amor-Sabedoria à órbita terrestre. Esse Raio, ao se aproximar da órbita terrestre sofre/sofrerá uma defracção em doze. E, cada um desses doze aspectos do Cristo irá ancorar num ponto no Planeta. Portugal tem a tarefa de ancorar um doze avos da potência Crística universal! Há uma criança para chegar... Mas não vamos contar com um bebé num berço, outra vez...
O país onde tu te encontras, é um dos doze pontos planetários, onde um doze avos do Cristo irá ancorar. E aqui, o indivíduo lúcido preserva-se de fazer especulações. É aqui que o indivíduo lúcido se abstém de fazer especulação. Mas, a activação dos receptores já começou. Alguns desses receptores são arquitectónicos, outros são geográficos, e outros são individuais. Isto significa que a temperatura de Portugal vai começar a subir.  E que a população vai ser composta, cada vez mais, por pontos brilhantes no meio de um mar de inércia.
Portugal sofre de inércia criadora. Porquê? Porque é um país (é um país  de Peixes), que só poderá criar em nome do Espírito. Em que a tarefa, é uma tarefa de ancoragem de uma Frequência Cósmica Superior. E de que a prova, em Portugal, é uma prova muito límpida! Ou o ser entra na inércia mais completa, ou o ser transforma-se num Fogo. Num Fogo Vivo! Porque é que a inércia está tão presente em Portugal? Porque é que nós temos esta camada de Saturno em cima de tudo em Portugal? Justamente para gerar o seu oposto: Urano. Para gerar o oposto da inércia. Isto é, aquele tipo de ser, que é revolução permanente. Quando eu compreender o que é que significa isto - revolução permanente em nome do Espírito, eu começo a entrar em fase com o Programa Superior para esta região do mundo. Então podemos falar, finalmente, de Porto-Graal! E deixar para trás Portugal. E os servidores, em Portugal, estão profundamente conectados com o segundo Raio, o Raio de Amor-Sabedoria.
E, à medida que tu vais assumindo a tua Luz total, à medida que tu deixas de rejeitar partes da Luz que és, e corres o risco de assumires a tua função no Avatar-Grupal, isto é, assumes o grau Avatar que te está destinado, começas a ser ligado à Escola de Mistério de Portugal, que se chama Lis. E que é uma Escola, que tem a sua sede principal a vários quilómetros de profundidade na região de Tomar: A Civilização Intraterrena de Lis. Que emanou  Nuno Álvares Pereira. Que emanou Santa Isabel.

Estes Glóbulos de Luz, ligados à Energia de Jesus e à Energia do Cristo, estão começando a perder dúvidas. Estão começando a perder bagagem. Estão começando a emagrecer existencialmente. Estão começando a entrar em Síntese. Síntese significa mais vibração com muito menos dispersão. Síntese nasce do Foco e o Foco nasce do Amor à tarefa. Aqui está uma palavra que vai ser muito trabalhada nos próximos tempos: Foco. Foco é esta capacidade de gerares um raio laser em ti que corta, que secciona, que te liberta da consciência planetária velha. Que te eleva para fora, que eclipsa a consciência planetária velha e te coloca em contacto com a nova.
Então, finalmente: Nós tivemos uma etapa entre os anos 50 e os anos 60, em que se trabalhou o despertar da sensibilidade Espiritual. Em que a Energia procurava despertar as pessoas, para além do cubo em que elas viviam. E isso equivale, de alguma forma, aos Jardins do Templo. Há um perfume, tu persegues esse perfume e chegas a um jardim.  E esse jardim é totalmente familiar e, ao mesmo tempo, totalmente misterioso. Misterioso e familiar, ao mesmo tempo. E esta etapa de atracção para o jardim do Templo terminou em meados dos anos 60, e começou a etapa de instrução e informação preparatória. Ela começou em meados dos anos 60 e terminou por volta dos anos 80, 85. A instrução preparatória diz respeito a reintroduzir o que no pensamento do Ocidente faltava. Há um completar da consciência do Ocidente. Isto corresponde à etapa do Átrio.  Ou seja, já não estávamos no Jardim do Templo; já estávamos no Átrio. Estava a haver uma instrução preparatória: ouvimos falar de reencarnação, de vidas passadas; ouvimos falar de que as mãos curam; ouvimos dizer que Jesus esteve no Oriente. Tudo coisas dos anos 60 até aos anos 80. Entre 85 e 2000,  entrou-se na etapa de informação avançada. A informação preparatória já estava dada. Entrou-se numa etapa de informação avançada. Começou-se a falar na  Divindade no Homem. A Energia Espiritual começou a evidenciar-se pelo que Ela é. Isto é, a adaptar-se menos e a evidenciar-se mais. Nestas primeiras duas etapas até aos anos 80, isto é, a etapa de despertar da sensibilidade  espiritual e a etapa de informação preparatória, a Energia Espiritual adaptava-se à forma. Ela reduzia-se para ser ouvida. Ela adaptava-se à forma. E depois, entre 85 e o ano 2000, nós entrámos na etapa de informação avançada. A Energia começa a não se adaptar à forma. Ela começa a dizer: Eu já te contei estórias de encantar suficientes!...
A energia começou, em 85, a deixar de nos embalar, a deixar de nos perfumar, a deixar de nos incensar e começou a acordar-nos. Depois dos anos 80 até ao ano 2000, entrámos na etapa de informação avançada. Então a Energia começa a fazer descer os véus e diz: Olha, não te queria incomodar, mas é melhor ires te preparando, porque eu vou te dominar completamente... Eu vou te transfigurar, vou-te absorver... Isto não é informação que pudesse ser dita nos anos 50. E esta etapa de informação avançada corresponde à Nave do Templo. Tu já não estás no Átrio e muito menos no Jardim. Tu estás na Nave. Tu estás a atravessar a espinha dorsal do Templo.

Agora, a etapa de informação avançada terminou!!  Isto é, se por acaso, por exemplo nos Encontros de Belém, nós continuarmos a lidar com uma informação sobre os níveis Divinos do nosso ser, sobre a construção da Merkabah, do Corpo de Luz, e sobre a união com Centros Intraterrenos ou a activação da parte de nós que corresponde à Confederação Intergaláctica, - porque há uma parte do teu ser que está nas Naves, hoje, agora! Se nós continuarmos a falar sobre isto, é por um processo de providência. Porque, realmente, nós, neste momento, a partir de 2000  até 2008, entrámos na etapa de Activação Energética directa. Trata-se de ser Energia Viva! Eu não sei, o que é que em nós vai sobreviver a esta Alquimia. Nós vamos entrar numa etapa de Alquimia! De fixação de uma Energia Superior directamente em nós! E essa etapa, já não é o Jardim do Templo, já não é o Átrio, já não é a Nave. É o Altar! Então, esta etapa Altar, em que o ser já está perante o Altar, e nós temos duas posturas perante o Altar: Ou estamos do lado de cá do Altar e somos da Congregação, ou estamos no Altar e somos Sacerdotes/Sacerdotisas. E, é aqui que está o ponto. Ou eu fico do lado de cá do Altar,  continuo a Congregação, ou eu torno-me Sacerdote, em nível Profundo. Passo para o outro lado. Eu começo a ancorar a Totalidade da minha Energia. Porque depois de 2008/2009 até 2012/2015 nós entramos na etapa de transfiguração. E, aí, nós temos aquilo a que se chama o Sacrário. 

Então vocês sigam esta sequência:
Anos 40-60, Jardins do Templo. Anos 65 a 80, Átrio. Anos 85 a 2000, informação avançada, Nave. De 2000 a 2008/2009, Altar. De 2009 até 2012/2015, Sacrário.
Primeiro veio o despertar para a sensibilidade Espiritual. Depois vem a instrução preparatória; depois vem a instrução avançada. 
Neste momento estamos na etapa do Fogo que está queimando o que não pertence à tarefa. E, a partir de 2008/2009/2010, vocês vão ver a vossa máscara humana cair no chão. Então, é muito importante eu não estar apegado a nada que está a ser levado pela corrente. Porque, se eu me apego a algo que está a ser levado pela corrente, o que é que achas que vai acontecer? O indivíduo é levado pela corrente. Tu entras em Sacrário, quando não há um átomo neste mundo a que tu estejas apegado. E não há um átomo neste mundo que tu não ames servir. Que tu não queiras servir. Esta é a vibração do Sacrário. Para que a máscara caia e para que a transfiguração aconteça, eu tenho que ter renunciado à minha imagem. Até mesmo à minha imagem sublimizada. Eu tenho que não ter apego nem mesmo por essa máscara. Eu tenho que ter a coragem de não ser nada. Para que o Outro possa ser tudo. Este é o problema a partir de 2009/2010.
Agora, o problema é entrar no Fogo e deixar-se queimar o que não pertence. E permitir que esse Fogo se vá espalhando e se vá activando em nós. Ele está a começar a fazer uma onda ao longo da coluna vertebral e está a expulsar registos históricos na coluna vertebral, de forma a deixar o pilar de Luz totalmente límpido para a passagem da corrente de Metatron e Michael a partir de 2010. Ora, a corrente Metatron e Michael são as correntes que nos ligam à matriz Crística. Melchizedeck está a aumentar o Fogo e a queimar o velho em nós. A partir de 2010, esta coluna que vai desde a medula oblongata  até ao cóccix, - medula oblongata: Mória; região torácica: Jesus; Cóccix: Seraphis Bay, S. Germain, - para usar os nomes antigos. Nenhum deles tem estes nomes actualmente.
E, este pilar tem que ficar límpido, sabes? Vocês tentem visualizar um pilar totalmente transparente. Este pilar tem que ficar límpido! É preciso que não circule por esta coluna vertebral nada torcido. Nada inventado pelo homem.
A presença da Luz neste momento, Ela progride exponencialmente. Nós não estamos em tempos normais! Nós não estamos em tempos de curvas doces, nem de progressões suaves. Eu preciso de redimensionar um pouco a Nave em que eu vivo. O Planeta Terra está em mutação acelerada. E, quando se diz que em 2010 o pilar de Luz deverá estar limpo, de forma que a corrente Michael/Metatron possa começar a descer, à medida que isso começar a descer, produz transfiguração. Sacode, não mais vibrações e agregados vibratórios espúrios no teu campo vibratório; sacode principalmente a máscara. Isto é, a persona. O lado humano do ser. Produz uma transfiguração.
E para que é que serve essa transfiguração? Porque em 2012 começam-se a abrir os Portais entre as dimensões... E Eles são feitos, também, de Pedras Vivas. Não apenas de engenharia interdimensional. Mas de Pedras Vivas, também!

Não tenhas medo! Não olhes para trás! Não tenhas medo! Émuitomuito belo, aquilo que nos espera à frente!

Porque Esse que vem para te buscar, sabes, tu percebes que não és digno nem de beijar-lhe os pés. E, contudo, Ele é uma parte de ti mesmo. Muitos de nós mal conseguirão olhar para os pés dele. Quanto mais para Ele! Esse que nos vem buscar, tanto em nível Interno, sob a forma do nosso Mestre Interior, como através do Raio de Amor Profundo que irá ancorar em Portugal, como através dos veículos de Luz ligados a Jesus, que se irão estabilizar na região do Iocatão no Novo México, na região de Palengue... Esse que nos vem buscar é como o Universo Inteiro sem memória... É Luz Original!
Agora, nós precisamos de varrer a casa... Porque Ele vem! E vem de uma forma que quebra tudo! Quebra a nossa linguagem... Um dia nós vamos ficar mudos... Um dia nós vamos tentar falar e não vamos conseguir... Um dia nós vamos tentar reinventar a linguagem e não vamos conseguir... Isso é o poder do Raio. É o poder do Amor, é o poder de Jesus. Ou o poder de Samana, como quiserem. E, quando isso vem, tu sabes que vem porque a linguagem quebra.

Bom, eu gostava de agradecer a qualidade com que vocês contribuíram para o trabalho e... até breve. Obrigado. 

André Louro

Belém, 15 de Março de 2002


....

Sem comentários:

Enviar um comentário