Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

10.1.12

O CRIADOR REAL E A IMAGEM DO CRIADOR - MAORI MOJAVE - Andromedalive






O CRIADOR REAL E A IMAGEM DO CRIADOR

Ninguém pode deixar de abordar a questão da existência do Criador. Esse Ser existe realmente ? Como e onde posso encontrá-Lo ?  A existência do Criador é tão frequentemente questionada e a Presença Divina é tão raramente experimentada na alma humana devido à imagem distorcida do Criador que a maioria dos seres humanos conserva dentro de si.

O FALSO CONCEITO DO CRIADOR
A criança vive seu primeiro conflito com a autoridade ainda na mais tenra idade. Também aprende que o Criador é a autoridade suprema. Não admira , pois , que projete suas experiências subjetivas com a autoridade sobre as fantasias que alimenta acerca do Ser supremo. Decorre daí que chega a uma conclusão errônea sobre o Criador , conclusão essa que a acompanha inconscientemente até a idade adulta.
A criança vivencia todos os tipos de autoridade. Quando é proibida de fazer alguma coisa que aprecia muito , sente a autoridade como hostil. Quando a autoridade dos pais é condescendente , experimenta-a como benigna. Se houver predominância de um desses tipos de autoridade na infância , a reação a essa predominância se transformará numa atitude inconsciente com relação ao Criador. Em muitos casos , porém , a criança tem experiências de ambos os tipos. Nesse caso , será a combinação dos dois tipos de autoridade que formará a sua imagem do Criador. Na medida em que uma criança sente medo e frustração , na mesma medida ela sentirá , inconscientemente , medo e frustração com relação ao Criador. O Criador , então , será sentido como uma força punidora , severa , e muitas vezes até arbitrária e injusta com a qual se deve lutar. Sabemos que vocês não pensam de modo tão consciente como a descrição que fazemos. Mas , no caminho , é mister que cada um descubra as reações emocionais que não correspondem aos conceitos conscientes que tenha sobre qualquer assunto. Quanto menos o conceito inconsciente coincidir com o consciente , maior será o choque ao se perceber a discrepância existente.
Praticamente tudo aquilo de que a criança mais gosta é proibido. Tudo o que lhe dá mais prazer é proibido , em geral para seu próprio bem ; a criança não consegue entender isso. Acontece que os pais também agem assim movidos por sua própria ignorância e medo. Grava-se então na mente infantil que tudo o que causa mais prazer está sujeito ao castigo do Criador , a autoridade mais elevada e mais rigorosa.
Além disso , é forçoso que você se depare com a injustiça humana ao longo de toda sua vida , tanto na infância como na idade adulta. De modo muito particular , se as injustiças forem perpetradas por pessoas que representam autoridade e que , portanto , são inconscientemente associadas ao Criador , ficará fortalecida sua crença inconsciente na injustiça severa do Criador. Tais experiências intensificam seu medo com relação a Ele.
Tudo isso forma uma imagem que , se analisada adequadamente , transforma o Criador num monstro. Esse Criador que vive na sua mente inconsciente , na verdade se parece mais com um demônio.
Em seu trabalho de autotransformação , você mesmo precisa descobrir até que ponto tudo isto é verdade no seu caso individual. Sua alma está impregnada de conceitos errôneos desse tipo ? Quando uma impressão assim entra no campo da consciência de um ser humano em crescimento , em geral não há compreensão de que esse conceito do Criador é falso. Então a pessoa afasta-se completamente do Criador e não quer que se descubra nenhuma parte do monstro que paira na sua mente. A propósito , com freqüência esse é o verdadeiro motivo do ateísmo de muitas pessoas. O afastamento , porém , é tão errôneo quanto o extremo oposto , que consiste em temer a um Criador severo , injusto , pretensioso e cruel. A pessoa que inconscientemente mantém uma imagem distorcida do Criador teme com razão essa divindade e recorre à adulação para obter favores. Você tem aí um bom exemplo de dois extremos antagônicos , ambos igualmente falsos.
Examinemos agora o caso de uma criança que experimenta uma autoridade benigna mais do que o medo e a frustração de uma autoridade negativa. Vamos supor que pais superprotetores satisfaçam todos os caprichos da criança. Eles não incutem nela o senso de responsabilidade e assim essa criança pode fazer praticamente tudo que quiser. Observado superficialmente , a imagem do Criador que resulta de uma situação dessas está mais próxima do verdadeiro conceito do Criador  - misericordioso , “bom” , amoroso , indulgente. Isto induz a personalidade a pensar inconscientemente que pode passar despercebida aos olhos do Criador , que pode enganar a vida e evitar a própria responsabilidade. Para começar , uma criança assim conhecerá muito menos medo. Mas , como a vida não pode ser burlada , essa atitude errônea produzirá conflitos , e o medo se produzirá por uma reação em cadeia do ato errôneo de pensar , sentir e agir. Uma confusão interior surgirá , visto que a vida real não corresponde ao conceito e à imagem do Criador indulgente que está no inconsciente.
Podem coexistir muitas subdivisões e combinações dessas duas categorias principais na mesma alma , e o desenvolvimento alcançado em encarnações anteriores , nesse sentido em particular , também influencia a psique. Por isso , é muito importante , descobrir qual é a sua imagem do Criador. Essa imagem é básica e determina todas as outras atitudes , imagens e padrões ao longo de toda a existência. Não se deixem enganar por suas convicções conscientes. Antes , procurem examinar e analisar suas reações emocionais com relação à autoridade , a seus pais , a seus temores e expectativas. Através delas irão progressivamente descobrir o que sentem a respeito do Criador , e não o que pensam sobre Ele. Toda a escala entre os dois pólos opostos de pais “monstros” a superprotetores reflete-se na imagem que você tem do Criador , desde a desesperança e o desespero até a auto-indulgência , a rejeição da responsabilidade diante de sua própria vida e a expectativa de  um indulgente.

 A DISSOLUÇÃO DA IMAGEM DO CRIADOR
Põe-se agora a questão da dissolução de uma imagem assim. Como você pode dissolver essa imagem , como desfazer uma conclusão errônea como essa ? Primeiramente , você precisa estar plenamente consciente do conceito errôneo. Em segundo lugar , você deve orientar adequadamente suas idéias intelectuais. É da maior importância compreender que a formação apropriada do conceito intelectual não deve se sobrepor ao conceito emocional falso remanescente. Isso apenas causaria supressão. Perceba que os conceitos errôneos até aqui suprimidos , precisam expandir-se com clareza no interior da consciência. Formule o conceito correto. Em seguida , compare os dois. Você precisa avaliar constantemente o quanto se desvia emocionalmente do conceito intelectual correto.
Faça isso calmamente , sem pressa interior ou raiva contra si mesmo pelo fato de suas emoções não seguirem seu pensamento tão rapidamente quanto você gostaria. Dê-lhes tempo para que se desenvolvam. A melhor maneira de fazer isso é observar e comparar constantemente o conceito errado e o certo. Perceba que suas emoções necessitam de tempo para ajustar-se e também observe a sua resistência à mudança e ao desenvolvimento. O eu inferior da personalidade humana é muito astuto. Fique atento.
As injustiças do mundo muitas vezes são atribuídas ao Criador. Se você está convencido da injustiça , a melhor atitude é examinar sua própria vida e perceber nela como você contribuiu para e mesmo provocou acontecimentos que , pelo menos , parecem totalmente injustos. Quanto mais você compreender a força magnética das imagens e a força irresistível de todas as correntes psicológicas e inconscientes , melhor você compreenderá e experimentará a verdade destes ensinamentos , e mais profundamente estará convencido de que não há injustiça. Descubra a causa e o efeito de suas ações interiores e exteriores.

O CRIADOR NÃO É INJUSTO
Se , para conhecer seus próprios defeitos , você empregar metade do esforço que faz para descobrir as deficiências alheias , você perceberá a ligação com sua própria lei de causa e efeito e será suficiente este fato para libertá-lo , para mostrar-lhe que não existe injustiça. Bastará isto para comprovar-lhe que não é o Criador , nem o destino , nem nenhuma ordem cósmica injusta que determina que você deva sofrer as conseqüências das limitações das outras pessoas. Você verá que foi a sua ignorância , seu medo , seu orgulho e egoísmo que direta ou indiretamente atraíram para sua vida tudo aquilo que você não deseja. Encontre esse elo oculto e você verá a verdade. Você perceberá que não é presa das circunstâncias ou das imperfeições das outras pessoas : é você mesmo que verdadeiramente cria sua vida. As emoções são forças criadoras poderosas , porque seu inconsciente afeta o inconsciente das outras pessoas. Esta verdade é da mais alta relevância para a descoberta de como você atrai os acontecimentos de sua vida , bons ou maus , favoráveis ou desfavoráveis.
Experimentando isto , você pode dissolver a imagem que faz do Criador , quer você tenha medo do Criador porque acredita viver num mundo de injustiça e receia ser vítima das circunstâncias sobre as quais não tem nenhum controle , quer rejeite a responsabilidade por si próprio e espere que um Criador indulgente e complacente viva a vida por você , decida por você e o alivie de seus sofrimentos auto-infligidos. A percepção de como você causa os efeitos de sua vida dissolverá toda essa imagem do Criador. Este é um dos pontos decisivos.

O VERDADEIRO CONCEITO DO CRIADOR
O Criador é. As leis do Criador são feitas de uma vez por todas e , por assim dizer , funcionam automaticamente. Pense no Criador como sendo , entre muitas outras coisas , vida e força de vida. Pense no Criador como uma corrente elétrica dotada de inteligência suprema. Essa “corrente elétrica” está aí , em você , ao seu redor , fora de você. Depende de você saber usá-la. Você pode utilizar a eletricidade com objetivos construtivos , até mesmo para a cura , ou pode empregá-la para matar. Isso não torna a corrente elétrica boa ou má. Você a faz boa ou má. Essa corrente é um aspecto importante do Criador e é a que mais nos toca.
Este conceito pode levantar a questão de se o Criador é pessoal ou impessoal , inteligência diretiva ou lei e princípio. Por interpretarem a vida com uma consciência dualista , os seres humanos tendem a acreditar ou na personalidade ou na impessoalidade do Criador. E todavia o Criador é ambos os aspectos. O aspecto pessoal do Criador , porém , não significa personalidade. O Criador não é uma pessoa que resida num certo lugar , embora seja possível ter uma experiência do Criador pessoal no interior do eu , pois o único lugar em que o Criador pode ser procurado e encontrado é no interior , e em nenhum outro lugar. Exteriormente ao eu , a existência do Criador pode ser deduzida a partir da beleza da Criação , através das manifestações da natureza , pela sabedoria acumulada por filósofos e cientistas. Mas essas observações se tornam uma experiência do Criador somente quando sua presença é sentida , em primeiro plano , interiormente. A experiência interior do Criador é a mais extraordinária de todas porque contém em si todas as experiências que se possam desejar.
Esta vivência de uma sensação tão particular pode ser chamada de sensação cósmica. A sensação cósmica não é uma compreensão teórica ou uma sensação sobre o Cosmos. Trata-se , sim , de uma verdadeira sensação física , mental , emocional e espiritual que envolve a pessoa toda. Não podemos descrever essa experiência adequadamente devido às limitações da linguagem humana.
A experiência cósmica não separa mais o sentimento do pensamento. Ela é uma unidade de sentimento e pensamento. É muito difícil imaginar isso quando nunca se teve uma experiência dessas. Mas alguns de vocês podem ter tido um lampejo ocasional. A unicidade é total. É uma experiência de bem-aventurança ; a compreensão da vida e de seus mistérios , um amor todo-envolvente , um conhecimento de que tudo está bem e de que não há nada a temer.
No estado de sensação cósmica você experimenta a imediação da presença do Criador dentro de você . A imediação dessa presença inacreditavelmente poderosa , de início chega a ser chocante. A sensação boa é chocante. É como se , literalmente , um choque elétrico percorresse todo seu sistema. Por isso , o ego-personalidade precisa tornar-se suficientemente forte e saudável para poder aclimatar-se às elevadas vibrações da presença interior do Criador. Então você vivencia essa manifestação como sua realidade eterna , como seu estado eterno , como sua verdadeira identidade.
Ao perceber-se nesse estado , você se dá conta da maneira mais profunda , de que sempre conheceu o que agora descobre. Você apenas afastou-se temporariamente do estado de sensação e de saber , de experimentação e de percepção da vida como ela é realmente.
É natural que esta descrição seja extremamente limitada , porque as palavras não conseguem transmitir a experiência. No momento , o que você pode fazer para ter uma idéia dessa realidade é rezar para ter condições de provar um pouco do seu sabor. Abra suas faculdades interiores , seu Eu Superior , para a compreensão de um nível mais elevado.

AS ETERNAS LEIS DIVINAS
O amor do Criador não é pessoal apenas pela Sua presença na alma humana , mas também pelas leis divinas , pela própria existência dessas leis. O amor aparentemente impessoal presente nas leis que são – compreenda o que está implícito nas palavras “que são” – mostra-se claramente no fato de que são feitas de tal modo a conduzir o homem à luz e à bem-aventurança , independentemente do quanto ele se desvie delas. Quanto mais você as viola , mais se aproxima delas pelo sofrimento que a violação inflige. Esse sofrimento fará com que você tome nova direção , num ponto ou outro. Alguns mais cedo , outros mais tarde , todos chegaremos a perceber que somos nós mesmos que determinamos nossa miséria ou nossa bem-aventurança. Este é a amor da lei – este é o “Plano da Salvação”. O desvio da lei é o próprio remédio para curar o sofrimento causado pelo desvio e , portanto , é ele que o conduz para mais perto da meta : a união com o Criador.
O Criador deixa que você se desvie das leis universais , se você assim o desejar. Você é feito à semelhança do Criador , significando que é totalmente livre para escolher. Você não é obrigado a viver na bem-aventurança e na luz , embora possa , se quiser. Tudo isso expressa o amor do Criador.
Quando você tiver dificuldade em compreender a justiça do Universo e da própria responsabilidade na sua vida , não pense no Criador como “Ele” ou “Ela”. Antes , pense no Criador como o Grande Poder Criador à sua disposição. Não é o Criador que é injusto ; a injustiça é causada pelo uso errado da corrente de energia  à sua disposição. Se você começar com base nessa premissa e se meditar sobre ela e , ainda , se de agora em diante você tentar descobrir onde e como abusou nesciamente da corrente de poder em você , o Criador lhe responderá.
Se descobrir a causa e o efeito em sua vida , você não faz idéia do que essa descoberta significará para você. Quanto maior a resistência inicial a ela , maior a vitória. Você não pode imaginar o quanto ela o tornará livre e seguro. Você compreenderá a maravilha da criação dessas leis que , com a corrente poderosa da vida , lhe permitem agir à vontade na criação de sua própria vida. Isto lhe dará a confiança e o conhecimento profundo e absoluto de que você não tem nada a temer.
O Universo é um todo do qual a humanidade è uma parte orgânica. Experimentar o Criador é perceber-se a si mesmo como parte integrante desta unicidade. Entretanto , em seu estado de desenvolvimento interior atual , a maioria dos seres humanos apenas consegue experimentar o Criador sob o duplo aspecto da consciência espontaneamente ativa e da lei automática. Na realidade , esses dois aspectos formam uma unidade interativa.
O aspecto da consciência espontânea é o princípio ativo , que em termos humanos é chamado de aspecto masculino. É a força da vida que cria ; é energia potente. Essa força de vida permeia a criação inteira e todas as criaturas. Ela pode ser usada por todos os seres vivos conscientes.
O aspecto da lei automática é o princípio passivo , receptivo , a substância da vida ou aspecto feminino , que o princípio criador modela , forma e influencia. Esses dois aspectos , em conjunto , são necessários para criar todas as coisas. Elas constituem as condições da criação e estão presentes em cada forma criada , quer se trate de uma galáxia ou de uma simples engenhoca.
Ao falar do Criador , é importante compreender que todos os aspectos divinos são reproduzidos no ser humano , que vive , e cujo ser repousa sobre as mesmas condições , princípios e leis como os pertencentes à Inteligência Cósmica. Ambos são o mesmo em essência , diferentes apenas em grau. Auto-realização , pois , significa ativação do potencial máximo do Criador em si próprio.

O CRIADOR ESTÁ EM VOCÊ E CRIA POR SEU INTERMÉDIO
Como inteligência deliberada , espontânea , orientadora , o Criador não age para você mas através de você , estando em você. É muito importante que você compreenda essa diferença sutil , mas decisiva. Neste sentido , quando seu enfoque do Criador é errôneo , você vagamente espera que o Criador atue por você , e se ressente dos inevitáveis desapontamentos ; a partir disso , você conclui que não há Criador. Se alguém pudesse entrar em contato com uma divindade exterior , poder-se-ia logicamente esperar que essa divindade agisse pela pessoa. Mas esperar respostas exteriores ao eu significa orientar-se para a direção errada. Quando você entra em contato com o Criador no interior do eu , as respostas devem chegar e , o que é mais , você as perceberá e compreenderá. Tais manifestações da presença do Criador no interior do eu demonstram o aspecto pessoal do Criador. Elas demonstram inteligência ativa , deliberada , orientadora , sempre em mudança , e renovada , adaptada em sabedoria infinita a qualquer situação. Essas manifestações expressam o Espírito do Criador através do espírito do ser humano.
Quando descobre a si mesmo e , consequentemente , conhece o papel que desempenha na criação de seu destino , você realmente se encontra. Você não é mais orientado , mas é o mestre da sua vida. Não sendo mais dominado por forças que não compreende , você pode deliberadamente utilizar esses poderes de modo mais construtivo , expressar mais o que há de melhor em você , expandir-se para potenciais cada vez maiores , acrescentar mais à vida e , como conseqüência , extrair dela o melhor.
Você deve descobrir esse poder e a liberdade de controlar sua vida por você mesmo. Se a vida o forçasse ao seu verdadeiro direito inato para livrá-lo do sofrimento , você jamais seria uma criatura livre. O próprio sentido de liberdade implica que nenhuma força ou coação pode ser usada , nem mesmo para resultados bons ou desejáveis. Nem mesmo a maior de todas as descobertas no caminho de sua evolução teria qualquer significado se você fosse compelido a experimentá-la. A decisão de orientar-se para a direção que lhe propiciará a verdadeira liberdade e energia interiores deve ser deixada a cada indivíduo. Quando aprofundada , a autodescoberta – primeiro no nível mundano , também chamado psicológico – deve conduzir à percepção de que você é mestre do Universo na exata proporção em que é mestre de si mesmo. Este autocontrole depende de um autoconhecimento pleno da profundidade e extensão dos conceitos que sua mente é capaz de abranger.
Por ser criado à imagem do Criador , você também deve criar. Você faz isso o todo o tempo , quer o saiba quer não. Você cria sua vida , seu destino , suas experiências. Cada pensamento , cada reação , cada emoção , intenção , ação , opinião e motivação é um processo criador. Quando alguém está dividido em contradições e conflitos entre motivações mutuamente excludentes , quando se flutua entre reflexos automáticos cegos e a ação deliberada , o resultado de tudo isso é criação da própria pessoa . Idéias , intenções , pensamentos , vontade , sentimentos e atitudes expressos por seres conscientes são as maiores forças do Universo. Isto significa que o poder do espírito é superior a todas as outras energias. Se esse poder for compreendido e utilizado de acordo com sua lei inerente , ele suplantará todas as outras manifestações de poder. Nenhum poder físico pode ser tão forte quanto o poder do espírito. Visto que o ser humano é espírito e inteligência , ele é intrinsecamente capaz de dirigir toda lei automática , cega. É através dessa capacidade que verdadeiramente podemos experimentar o Criador.
Quando você , deliberadamente , entra em contato com o seu Eu Superior , que contém todos os aspectos divinos , e pede orientação e inspiração , e quando você experimenta o resultado deste ato interior , você saberá que o Criador está presente em você. Assim , que cada qual descubra a imagem distorcida que tem do Criador , descubra qual a imagem que se interpõe no caminho de sua experiência do Criador como a sensação cósmica total e bem-aventurada que é na realidade. Abram-se para ela.
Possam estas palavras que lhes dirigimos trazer paz à sua alma , à sua vida. Permitam que elas penetram em seu coração. Permitam que sejam um instrumento que os liberte das ilusões. O mundo do Criador é um mundo maravilhoso e tudo o que existe é motivo de alegria em qualquer plano em que vivam , sejam quais forem as ilusões ou padecimentos que temporariamente suportem. Permitam que estes sejam um remédio para vocês ; que tudo o que lhes acontecer seja para que possam desenvolver-se com vigor e alegria.

SHAUMBRA e NAMASTÊ !!! 

Sem comentários:

Enviar um comentário