Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

30.5.13

obras de Omraam Mikhaël Aïvanhov

 
 
"É preferível não ter o hábito de olhar aquilo que declina, o pôr-do-sol, a queda das folhas no outono... É claro que o sol a pôr-se é um espetáculo magnífico e é natural ficar a admirar todas aquelas cores que se fundem umas nas outras. E quando as folhas caem das árvores no outono e são levadas pelo vento, fica-se tomado por uma sensação de agradável melancolia, pensa-se no passar do tempo... Por que não?
Mas, se quiserdes ser realmente visitados pela fé e pela esperança, ide antes olhar aquilo que nasce, aquilo que desabrocha... Depois de terdes olhado para as folhas a cair, no outono, será que prestais atenção ao eclodir dos novos rebentos e das novas flores na primavera? É nesse período que a natureza vos dá algo de precioso. E, se sentirdes necessidade de vos banhar numa atmosfera pura, vivificante, saí de manhã, o mais cedo possível, para contemplar o nascer do sol."


Para consultar no site das Edições Prosveta o pensamento do dia paginado, assim como as outras obras de Omraam Mikhaël Aïvanhov: www.prosveta.com.
 
 
 
 
 "Vós podeis compreender imensas coisas ao meditardes perante uma rosa! Contemplai-a, ligai-vos ao seu espírito, falai-lhe como a um ser vivo, pedi-lhe que torne a vossa alma semelhante a ela, que a impregne com as suas quintessências para que ela se torne também uma flor no jardim de Deus e possa ser motivo de regozijo para as entidades celestes que gostam de vir à terra, pois as entidades celestes regozijam-se quando descobrem flores – almas puras e luminosas – por onde passam. E ocupam-se delas, protegem-nas, para as tornarem ainda mais belas.
Que mistério continua a ser uma rosa! A sua cor é a do amor espiritual; a sua forma, a expressão da harmonia perfeita; o seu perfume, o da pureza. Mas quantos daqueles que têm roseiras no seu jardim ou que ornamentam as suas casas com “bouquets” têm realmente uma ideia do que as rosas representam? Por que é que eles não procuram, através delas, o caminho do verdadeiro amor, o amor que não aprisiona, o amor que liberta...?"

Para consultar no site das Edições Prosveta o pensamento do dia paginado, assim como as outras obras de Omraam Mikhaël Aïvanhov: www.prosveta.com.
 
 
 
 "As crianças têm uma ligação com o mundo invisível; pensai nisso quando encontrais ou vos ocupais de uma criança. Pensai também que essa criança vos é enviada para despertar em vós algo de delicado, de poético, de espiritual... Junto de cada criança está um anjo da guarda especialmente encarregue de velar por ela, pois o Céu não põe as crianças só sob a proteção dos seus pais.
Há uma das ordens angélicas que está particularmente encarregue de cuidar das crianças, é a dos Elohim, na séfira Nétsah. E se estes anjos da guarda veem que vós também estais atentos em relação às crianças, que quereis protegê-las do mal, que pensais no despertar da sua alma, dar-vos-ão as suas bênçãos."


Para consultar no site das Edições Prosveta o pensamento do dia paginado, assim como as outras obras de Omraam Mikhaël Aïvanhov: www.prosveta.com.
 
 

1 comentário:

  1. "Não vês que o olho abraça a belza do mundo inteiro? (...) É a janela do corpo humano, por onde a alma especula e frui a beleza do mundo, aceitando a prisão do corpo que, sem esse poder, seria um tormento. (...) Ó admirável necessidade! Quem acreditaria que um espaço tão reduzido seria capaz de absorver as imagens do universo?
    O espirito do pintor deve fazer-se semelhante a um espelho que adota a cor do que olha e se enche de tantas imagens quantas coisas tiver diante de si." (Leonardo da Vinci)

    Sorrisos,
    Amptalla

    ResponderEliminar