Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

30.6.13

Asul 27.06.13 - Fusão das Redes de Almas


Clique aqui para fazer o download.




Saudações! Bem, eu sou o Asul, orientador da Equipe Nazcan que acompanha esta Rede de Consciências. Então, acho que já faz um tempo que eu não converso com vocês, né? Vamos então conversar um pouco.

Movimentos muitos interessantes estão acontecendo neste momento. Como talvez vocês estejam sabendo, as almas em encarnação tanto quanto as almas não mais encarnadas, mas ainda ligadas de alguma forma à experiência de sacralização deste planeta, estavam sendo organizadas em 12 Redes: 7 até o fim do ano passado e com a ativação, aqui nesta dimensão, dos novos 5 Centros Planetários, então 5 novas Redes foram ativadas também.

Isto se refere à organização inteligente da Luz, que é espontânea. Sempre que uma face da Divina Mãe se revela no planeta, as almas que com esta face possuem uma afinidade, uma ressonância vibratória, instantaneamente atendem e se organizam em torno deste facho de Luz. Isto só afeta indiretamente a experiência aqui na encarnação, mas isto pode ser percebido pela afinidade que vocês aqui demonstram ou sentem com diversas correntes que hoje servem como veículos da Instrução para a humanidade, vamos dizer assim.

O importante movimento que está acontecendo agora e, que, bem, é uma das pautas do Concílio em Ibez este ano, é que estas 12 Redes começaram enfim o seu processo de Fusão. Bem, isto pode parecer muito abstrato, isto pode parecer muito distante e pode parecer que tem muito pouco a ver com a experiência aqui. Mas à medida que esta fusão vai acontecendo, a organização da expressão material também vai se modificando. Isto é um grande passo e isto é o cumprimento também de uma antiga profecia, que antes do fim seria ouvida e falada apenas uma língua.
Muitos tentaram adaptar isto ao funcionamento social e tentaram criar uma língua universal, é claro que isto aqui nunca vai acontecer. A língua única de que se fala nas profecias não é uma língua de comunicação humana, mas é a língua de comunicação da alma.

Se vocês forem olhar para o mundo hoje, para os diversos grupos que são reflexos e expressões destas Redes na superfície, vocês vão perceber que todos estes grupos estão se afinando numa mesma nota, que todos estes polos de Instrução estão começando a se integrar e a partilhar uma mesma linguagem, voltados para um mesmo ponto, com uma mesma Intenção. Isto acontece aqui como reflexo do início da fusão destas Redes, no nível da própria alma.
Bem, isto é maravilhoso, isto é maravilhoso. Porque, eu lembro que numa conversa anterior no grupo, eu falei para vocês que vocês deviam começar a se abrir para aceitar e integrar as outras Redes, as outras formas de Instrução, que vocês começassem a parar de criar parâmetros: “isto está mais, isto está menos, isto está mais perto ou mais longe da verdade”.
Nenhuma palavra, nenhuma Instrução é a Verdade, compreendam. A Verdade não é conceito, a Verdade não é pensamento racional e lógico. A Verdade é a Essência da Vida, a Verdade é a própria Vida. A Verdade não pode ser encapsulada num livro, não pode ser expressa num pouquinho de palavras e nem num ‘muitão’ de palavras, não.
 A Verdade é apenas, a Verdade não precisa de portador, a Verdade não precisa de arauto, a Verdade fala si mesma, a Verdade fala na experiência. É para esta Verdade informe, ilimitada e eternamente Pura que todas as Redes se voltam hoje, que todas as expressões destas Redes no planeta se voltam hoje. Todos os grupos estão sendo visitados pela Mãe Divina e estão sendo convidados a se abrir para o único propósito, para o único propósito digno de atenção e intenção nestes dias; e isto não é a salvação, este propósito não é a purificação dos pecados, este propósito não é a dissolução do carma.
O único propósito digno de atenção e intenção hoje é que vocês vivam sua Natureza Divina. É que vocês realizem sua Essência Una. Este é único propósito, este é o único Serviço.

Bem, isto então, claro, representa em longo prazo, um relativo longo prazo, porque as modificações são - como que se diz aqui? - são progressivas, porque aqui existe ainda um tempo linear, então haverá também modificações progressivas na forma como a Equipe acompanha esta Rede, esta Rede Agni. As mudanças provavelmente não serão percebidas num primeiro momento, mas uma destas mudanças é que a Instrução que vem através da Equipe Nazcan então se torna cada vez mais universal e mais integrativa também. Não que seja necessário modificar alguma coisa na forma como a Instrução é passada, mas sim que a Instrução será aceita mais universalmente também pelas outras Redes. Isto significa um processo que se inicia de intercâmbio, de partilha, e isto, claro, prefigura na matéria a fusão das Almas.

Então, hoje vocês receberam ai novamente um convite da Mãe Divina. E hoje ela consagrou várias almas como Bodhisattvas. Bodhisattvas são Budas da Compaixão, não é mesmo? Isto faz parte de um símbolo da religião budista, não é? Se eu não estou enganado...
Mas um Bodhisattva quer dizer muito mais do que uma divindade, muito mais do que um ser realizado. O verdadeiro Bodhisattva é aquele que, tendo realizado aqui a consciência de sua plenitude, abre mão de retornar imediatamente a esta plenitude para acompanhar seus irmãos e irmãs no processo de revelação desta mesma plenitude.

Bem, vocês olham para o planeta hoje, tem muita gente desencarnando, tem muitas almas vivendo esta revelação e instantaneamente se retirando da experiência, porque cumpriram a sacralização da sua matéria, da sua porção de matéria. Bem, tem alma se retirando pelas portas aparentes da morte, mas não se enganem, estas almas não estão vivendo a morte comum, é apenas que quando esta Luz se revela de uma vez no corpo esta região (no peito) é siderada, ou alguma aqui na cabeça também é siderada: ou o pericárdio se abre produzindo então um aparente infarto ou então a própria estrutura cerebral é alterada radicalmente e ai parece que há um... Como que se chama?

Participante: Um AVC.

Isto, estas coisas de cabeça. Então, é uma aparente morte. O que estas almas vivem é ascensão instantânea sem o corpo. Outras almas hoje estão se retirando através da ascensão com o corpo, pela evacuação. E ai nós temos algumas Famílias, vocês sabem, responsáveis por este serviço: Pleiadianos, Arcturianos, Vegalianos, Sirianos... São Famílias que podem atuar neste nível físico mesmo e acompanhar estas almas num processo de evacuação. Raros casos estão acontecendo já, também, de imortalização da forma. São processos maravilhosos, mas já estão começando a acontecer, porque os Reinos da Terra já estão se fundindo e nada impede que o seu corpo, ou que o seu corpo (apontando para os participantes), ou que o corpo de qualquer um de vocês, após ter sido calibrado pela ação da Luz Vibral, do Fogo de Liberação, seja simplesmente, como se diz? Não é transportado a palavras, mas... transladado para o Reino Primevo. Isto é o caso do arrebatamento, se não me engano no Apocalipse se referem a esse processo por este termo.

Então vocês percebam, vocês estão vivendo num circo de maravilhas, num circo de absurdos para as leis conhecidas. Tudo isto está acontecendo e se preparem, vai acontecer mais, com mais frequência, com mais intensidade. E é porque isso que a Mãe necessita de almas que vivam este sacrifício mais uma vez, que aceitem permanecer aqui num corpo, velando sua Divindade nesta aparente personalidade para irradiar e sustentar o processo de seus irmãos e irmãs.

Estes são os ancoradores da Luz. Estes são, não mais os semeadores, mas os regadores, os regadores da Luz. Porque a Luz está florindo na humanidade. E estes que semearam hoje podem se dispor a regar as flores que se abrem. Então, é só Serviço, porque o Amor é Serviço.
Então, só não vão confundir esta ideia de Serviço, por favor. A Mãe, acho que deixou bem claro que isso não tem nenhuma noção de superioridade ou, qual foi a outra palavra que Ela usou? Orgulho? Isto é Serviço silencioso, isto é acolhimento amoroso, isto é irradiação do Coração. Quanto mais vocês se voltam para a contemplação deste Sagrado Coração de Fogo, mais vivaz é a vibração que vocês emitem e mais longe essa vibração vai - não falo de distância física, falo de espaço interior – mais profundamente aqueles ao seu redor são atingidos por essa vibração. Ao seu redor, eu digo: todo o planeta, porque vocês são o centro, o mundo está ao redor de vocês. Vossa vibração viaja por esse mundo. Quanto mais para dentro vocês vão, mais para fora a vibração de seu Coração se expande.

Bem, eu acho que nós tínhamos isso a tratar. Há alguma questão? Vocês querem fazer alguma pergunta? Vocês tem alguma dúvida a respeito do que foi tratado até agora?

Participante: Você podia esclarecer melhor essa interiorização?

Sim, bem, a interiorização é uma posição da própria consciência de atenção ao núcleo interior. Isso pode acontecer num momento em que você decide parar o movimento exterior: você senta, silencia e coloca a atenção para dentro. Mas também pode acontecer na vida cotidiana. No próprio movimento você tem a oportunidade de voltar a atenção para o que está por detrás do aparente. Você reafirma a Realidade Divina e não reafirma a realidade efêmera e ilusória. A realidade efêmera está ai diante dos olhos e funciona para os sentidos, mas você como alma, como percebedor, volta a atenção para o que está por detrás do que é aparente.

A melhor forma de tomar intimidade com essa realidade que está por detrás do aparente, é tomando intimidade com o que está no seu interior. É tirando momentos, é se permitindo saborear cada vez mais e mais profundamente a própria realidade viva e pulsante do seu Coração, do seu mundo interior, da supramente. Ai quanto mais você vai para dentro de você, mais você vê se revelando ao seu redor a Natureza Divina por detrás da aparência. As formas práticas são várias, você pode usar qualquer uma, desde que em nenhuma das práticas escolhidas você reafirme a posição dual, você reafirme uma luta entre um bem e um mal, entre um estado negativo e um estado positivo. Que você tenha sempre presente de que a porta do Coração se abre para a intenção pura de Unidade, não para quem quer rejeitar uma vida para acolher outra vida, mas para aquele que está aí para integrar, para sacralizar tudo, tudo na vida do Coração.

Então, para aqueles que sentiram o chamado ao “Bodhisattvado”, a essa convocação da Mãe. Ahn... deixem-me procurar aqui nos arquivos um instante. Isto, tem uma orientação aqui para vocês da Equipe, aliás, para qualquer um que sentiu esse impulso do Bodhisattva. Um dos Elohim da Nebulosa da Borboleta - aquela Família conhecida como Alantië, como nosso irmão aqui do Fogo chama – em uma de suas encarnações e nessa encarnação foi conhecida como Helena Petrovna Blavatsky, traduziu trechos de uma obra maravilhosa, O Livro dos Preceitos de Ouro. Bem se o cérebro aqui não está enganado, o nome desta obra é A Voz do Silêncio. Aqueles que sentirem o impulso ao Bodhisattva, ao estado de Bodhisattva, podem então se aproximar desta obra, porque podem encontrar ali importantes impulsos e elucidações a respeito disso.

Outra particularidade desta obra, porque ela é uma tradução mais ou menos perfeita do Livro dos Preceitos de Ouro que - este livro que não é bem um livro - faz parte de, vamos dizer, os tesouros da espiritualidade humana. Mas nesse livrinho (A Voz do Silêncio) vocês também vão encontrar, logo ali no início, todo o processo do despertar da Multidimensionalidade descrito alegoricamente. Vocês que já viveram muitas coisas podem ali começar a derrubar certas maçãs do pé, cuidado para a maçã não bater na cabeça e rachar o coco. Sim, porque a mente hoje está frágil né? Então, só não deem atenção, de novo, como eu falei, aos parâmetros duais, porque a obra foi escrita para uma época e numa época onde se utilizava certa linguagem, onde certa linguagem era necessária para a instrução da humanidade. Mas hoje a Luz está em ação livremente, então muita coisa hoje foi atualizada, muita coisa hoje vocês já veem sem a necessidade de intermediadores, muita coisa vocês já vivem no próprio Coração e já sentem pulsando em seu próprio Coração. Mas lá nesse livrinho ai da Voz do Silêncio vocês podem encontrar importantes impulsos não só para a compreensão, especialmente para a vibração, para a vivência vibral do que é um Bodhisattva.

Pergunta: Você falou que a mente está fraca. Isto significa também desequilíbrios mentais nos irmãos e como lidar com isso?

Ah claro! Uh! Nossa! Então, você perceba, a Luz desce primeiro de cima né? Ela vem pela cabeça, deve chegar até a base da coluna. Claro que ela deve chegar também até os pés, mas isto é uma próxima etapa. Aqui isso é chamado de a descida da Shakti, a descida da Luz, o Espírito Santo, o Batismo do Fogo. Em muitos irmãos essa Luz fica presa na cabeça, porque ali se adere a conceitos mentais, ali se fica girando nas verdades intelectuais e não se deixa a Luz descer para o Coração.

Então, quando se prende a Luz na cabeça, ou seja, quando essa Luz fica presa nos padrões de bem e mal e não transcende a dualidade, então vocês têm duas opções. Esta Luz conduz a personalidade a dois extremos. Um deles é a megalomania, é a exaltação do ‘eu’, é o ‘ego espiritual’ extremamente inflado. O outro extremo é a depressão, é a rejeição do ‘eu’, é achar que o ‘eu’ não serve para nada, que se é o pior dos piores.
Entre estes dois polos há muitas das patologias vividas pela humanidade e que não são patologias, compreendam, são experiências sagradas de sacralização da matéria. Porque ali a alma faz a escolha de resistir à Luz até certo ponto para viver como é o Encontro com a Luz a partir daquele ponto de resistência.

Agora como vocês podem lidar com isso? A partir desse silêncio. Não combatam, porque ao combater vocês reafirmam. Se há um irmão em aparente transtorno... E percebam, esses transtornos não são, como eu disse, patológicos. Às vezes vocês vivem isto constantemente, um momento de extrema irritação, um momento onde as ideias não fazem nenhum sentido, vocês se deslocalizam dos referenciais conhecidos...
Então há muitos aspectos dessa fragilidade da mente. Há esse aspecto delicado, violento, sofrido, por conta da resistência. Mas há também uma fragilidade que não é da resistência, mas é da ação da própria Luz pela substituição da mente pela Supramente, pela sacralização da matéria mental e reabsorção da matéria mental na matéria Supramental. Ai a mente também fica frágil, porque à medida que vocês vão se abrindo para uma vida ilimitada vocês não vão mais precisando das ferramentas limitadas que usavam para se relacionar com uma vida limitada.

O silêncio e o acolhimento amoroso são as melhores formas de acolher a si e a todos os outros nesses processos. Não há melhor posição.

Então irmãos, se vocês não têm mais nenhuma outra questão, então eu vos deixo abençoados por Ibez e pela Nazcan que desde Ibez vela por todos vocês. Lembrem-se então, as palavras chaves para o momento são silêncio e acolhimento amoroso, disto depende em grande parte que a Serenidade se instale completamente nas vidas de vocês. Tenham isto presente.


Então sejam abençoados, sejam abençoados e até outra oportunidade.

Transcrição e Revisão: Agnimitra


https://www.facebook.com/afagodemae



~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



Mais um blogue no ativo recebendo e transmitindo 

E porque Vortice11 pesquisará até morrer aqui fica esta partilha .


Namastê!



Sem comentários:

Enviar um comentário