Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

29.4.10

Gregg Braden





Entrevista realizada a Gregg Braden, durante su participación en la película de Louise Hay, "Usted Puede Sanar su Vida". Científico investigador, que ha unido el mundo de la ciencia con el espiritual, nos da varias pistas para nuestro despertar y expansión de consciencia.Autor de varios libros, entre ellos "El efecto Isaías" y "El tiempo fractal", entre otros.

Más información sobre él en:
http://antidoto-conciencia.blogspot.c...
http://www.greggbraden.com/



---

A MENSAGEM SIMPLES DE WESAK

A MENSAGEM SIMPLES DE WESAK


Uma mensagem do Conselho da Luz, canalizada por Rebecca Couch
28 de Abril de 2010

Amados, que dia extraordinário, cheio de sugestiva antecipação de grandes coisas! Todos os dias são assim, mas neste dia muitos se juntam em foco unificado por um objetivo comum, e isto traz grandes possibilidades. Há um campo de luz mais belo e energizado envolvendo o planeta neste momento. Nós desejamos que vocês pudessem vê-lo! Para toda a aparente melancolia em seu mundo construído, o mundo energético de apoio através do Amor Universal é a presença mais grandiosa e magnífica e está aqui para ajudá-los agora. Tudo o que vocês precisam fazer é se tornar a mesma energia e o poder desta grande luz transformadora que se manifesta profundamente no plano terreno da consciência. Compreendem o que eu quero dizer? O campo existe “lá fora” e “aqui”. Eles apenas precisam se alinhar e se expandir.

E assim o que isto significa para a sua vida cotidiana? Significa um compromisso mais profundo e refinado com o seu Eu Superior que está indissoluvelmente ligado à Causa Maior e se expressa na experiência humana expandida como: verdadeira liberdade, aumento do uso de todas as faculdades humanas, abundância infinita, profundo senso de propósito e a sua interligação com o propósito universal, viver o amor fraternal, interação harmoniosa com todas as formas de vida, expressão de soluções divinas para a vida terrestre, a presença do Amor Maior em todos os momentos, etc.... Quando isto se torna uma expressão firme nos corações daqueles de quem sabe qual é o seu propósito, isto crescerá nos corações de muitos, e em seguida, de todos. Assim quando vocês estão trabalhando na cura de suas próprias feridas, vocês curam as feridas de todos. Quando pretendem purificar, vocês purificam a todos. Quando expressam o Amor como o seu único brilho, assim isto se torna para todos. Quando reconhecem a sua Verdadeira Magnificência, isto se torna possível para todos.

Desta forma a mensagem de Wesak é apenas esta:

Saibam que vocês são uma expressão da perfeição divina na Terra. Tornar-se esta verdade é que é a grande transformação da Terra, também chamada de Nascimento da Nova Era, Ascensão, Era da Iluminação, Idade do Ouro, Os Mil Anos de Paz, a Era de Aquário... Quando vocês começarem a experienciar mais alegria e paz, amor e abundância, harmonia, milagres e perfeição em suas vidas, assim será também com os outros. E assim os seus irmãos e irmãs conhecidos e desconhecidos. Assim será com o reino animal, o reino das plantas e o reino mineral... a terra, o ar, o fogo, a água e o éter. Pois é através de vocês que isto é feito, através de vocês que a paz chega, através de vocês que o amor resplandece, através de vocês que é criado o Céu na Terra. Focalizem-se somente nisto. Saibam que vocês são atendidos de formas inimagináveis e saibam que os seus esforços são seguros para o sucesso. Não desistam, não concebam que vocês podem vacilar e continuem em frente. Está feito e assim é!

Permitam que a magnitude desta Lua Cheia de Wesak amplie os seus esforços e rejuvenesça o seu espírito! Nós nos unimos a vocês tanto no altar do compromisso, como no círculo de fogo da celebração, enquanto vocês dançam para a liberdade!

Nós estamos com vocês durante todo o tempo,

O Conselho da Luz que está Dentro de Cada Um
--------------------------------------------------------------
 
Direitos Autorais 2010 Rebeca Couch, Dean Noblett e HeartLight –

www.heartlight.ca - www.deannoblett.com/

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br


---- 

28.4.10

FESTIVAL DE WESAK



 ...

FESTIVAL DE WESAK 28/ 29-4-2010


Buda Sakyamuni em Daramsala

Mt Kailash inner Kora - Lake Manasarovar - Tibet

Mt Kailash - Tibet - Home of the Buddha - Supreme Bliss


Festival de WESAK


Existe uma ênfase crescente dada pelos esotéricos ocidentais para a Lua Cheia de Maio, que é o festival do Buda e ocorre na ocasião em que Ele faz o seu contacto anual com a Humanidade. Esta ênfase, que continuará nos próximos anos, não foi trazida para impor o reconhecimento de Buda no Ocidente. Há duas razões pelas quais, desde 1900, esse esforço foi feito. Uma foi o desejo, por parte da Hierarquia, de trazer à atenção do público o fato de que dois Avatares, Buda e Cristo, do Raio de Amor-Sabedoria, foram os primeiros de nossa humanidade a chegarem como Avatares humano-divinos e a incorporar em si mesmos certos Princípios Cósmicos e dar-lhes forma. Buda incorporou o Princípio de Luz e, por causa de sua Iluminação, a humanidade foi capacitada a reconhecer Cristo, que incorporou o Princípio ainda maior de Amor. O ponto que deve nascer na mente é o de que luz é substância, e o Buda demonstrou a consumação de substância-matéria como meio da Luz e por isso é que tem o título de “O Iluminado”. Cristo corporificou a energia da Consciência. Um demonstrou a elevação do alcance do terceiro aspecto divino; o outro, do segundo aspecto divino e os dois juntos representam um Todo perfeito. A segunda razão foi para iniciar o tema da nova religião mundial. Este tema ligará todas as observâncias religiosas, colorirá todas as aproximações ao centro divino da vida espiritual, fornecerá a chave para todos os processos de cura e –usando a luz cientificamente – governará todas as técnicas para trazer a unidade de consciência e as relações entre o homem e sua alma e entre o homem e a Hierarquia.

Muitas pessoas de todo o mundo tem sido treinadas durante anos para reconhecer duas coisas. Primeiro, a importância do Festival de Wesak por ocasião da Lua Cheia de Touro, não somente porque ele liga a maior religião do Oriente com a maior Fé do Ocidente, mas porque esotericamente ele fornece a chave para abrir a porta entre Shambala e a Hierarquia, entre o propósito de Deus (ainda não identificado pelo homem) e o método de Deus, que é Amor; ele também faz a conexão entre o Buda, temporariamente corporificando vontade-sabedoria e o Cristo, corporificando amor-sabedoria, e também entre a humanidade, concentrada na consciência através de Cristo e a Hierarquia, centralizada na consciência através do Buda.

O retorno anual do Buda para abençoar seu povo em todas as partes e para transmitir a mensagem de sabedoria, luz e amor para a humanidade – vindo como Ele o faz, do coração da Deidade de seu Eu Sou – é a evidência exterior e a garantia da orientação divina interna e revelação no atual ciclo mundial de 2500 anos. Ano após ano Ele retorna. Por um breve instante Ele nos relembra de que Deus existe e ama sempre; que Ele não se esquece de Seu povo; que o coração do universo é compaixão inalterável e que o homem não está sozinho. Para trazer este reconhecimento e para que a aparição seja possível, um Triângulo vivo de Energia é criado e focalizado através de três grandes Indivíduos espirituais, que evocam reconhecimento tanto do Leste quanto do Oeste. Eles são conhecidos pelos crentes de todas as fés e de todas as nacionalidades. Estes Três são:

1. O Senhor do Mundo, o Ancião dos Dias, Sanat Kumara, o Logos planetário, Melquisedec, Aquele a quem Cristo se referiu quando Eles disse: “Eu e Meu Pai somos Um”.

2. O Buda, o Iluminado, o Revelador da Luz e da sabedoria que vem a nós de fontes muito maiores que a nossa vida planetária, um Mensageiro dos Deuses.

3. O Cristo, o Filho de Deus, o Salvador do Mundo, o Redentor. Aquele que permaneceu conosco e que está juntando seu rebanho em seu manto, o Senhor do Amor.

Nestes três, cuja natureza é Amor e Luz radiantes, a humanidade pode, de alguma forma, alcançar a natureza da divindade. Eles são maiores do que é conhecido ou percebido; a inteligência e a aspiração humanas somente podem sentir Sua natureza essencial. Sua Potência espiritual tem que ser diminuída se a humanidade for sentir a pressão do impacto da energia em que Eles vibram e procuram transmitir. È o processo de baixar essa energia que ocorre na Lua Cheia de Maio, e ela é trazida para um “foco de transmissão” pela intenção em massa dos aspirantes e discípulos do mundo – ela mesma puxada pela necessidade em massa dos povos de todas as terras.

A cada ano por ocasião de Wesak, Buda se comunica com a humanidade, através de Cristo e da Hierarquia. Ele atua desta maneira como um agente trazendo as relações entre “o centro onde a vontade de Deus é conhecida” e o “centro a que chamamos a raça dos homens”. Estas duas frases são usadas com cautela porque todo o trabalho sendo feito atualmente por esses dois grandes Filhos de Deus está relacionado com a distribuição de energia – energia da Luz e energia do Amor. É através do Triângulo, já mencionado, que a energia da vontade eventualmente será distribuída e um desses distribuidores divinos é o Buda.

A GRANDE INVOCAÇÃO

Que as Forças da Luz tragam a iluminação ao gênero humano.
Que o Espírito da Paz se espalhe em todos os lugares.
Possam os homens de Boa Vontade, em todos os lugares,
Unir-se num espírito de cooperação.

Possa o perdão, por parte de todos os homens,
Ser a tônica destes tempos.
Que o poder ouça os esforços dos Grandes Seres.
Que assim seja, e ajudai-nos a fazer a nossa parte.

Que venham os Senhores da Libertação.
Que tragam socorro aos filhos dos homens.
Que venha o cavaleiro do local secreto.
E, ao chegar, que salve.
Vinde, ó Ser Supremo.

Que as almas dos homens despertem para a luz
E que possam permanecer concentradas no objetivo.
Que a ordem do Senhor se adiante; chegou o fim do infortúnio!
Vinde ó Ser Supremo.

Chegou a hora do serviço da Força da Salvação.
Que ela se alastre por todos os lugares, ó Ser Supremo.
Que a Luz, o Amor, o Poder e a Transformação
Preencham o propósito daquele que se aproxima.
A vontade de salvar está aqui.
O amor por levar o trabalho adiante está amplamente difundido.
A ajuda ativa de todos os que conhecem a Verdade, também está aqui.
Aproximai-vos ó Ser Supremo e harmonizai esses três.
Construí um grande muro de defesa.
O domínio do mal deve terminar agora.

Do ponto de luz na mente de Deus
Que flua a luz às mentes dos homens,
Que a luz desça à Terra.

Do ponto de amor no coração de Deus
Que flua amor aos corações dos homens
Que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,
O propósito que os Mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos raça dos homens
Que se cumpra o plano de amor e luz
E se feche a porta onde se encontra o mal.
Que a luz, o amor, e o poder restabeleçam o plano de Deus sobre a Terra.

Do centro da Vontade e do Poder
Que o propósito do Rei
Seja o propósito de todos os homens.

Do centro da Sabedoria e do Amor
Que a obra dos Grandes
Seja o serviço entre todos os homens.

Do centro da Inteligência e da luz
Que o Verbo do Cristo seja ouvido e atendido.
E que o Espírito de Cooperação una a todos os homens.

A Era da Redenção chegou!
Que o cavaleiro soerga a espada!
Que o plano de Deus se realize!


O Espírito da Paz, que é invocado na segunda frase – “Que o Espírito da Paz se espalhe em todos os lugares” – é aquela misteriosa e divina Entidade com Quem Cristo se relacionou e Cuja influência atuou através Dele na ocasião em que Ele teve direito ao título de “Príncipe da Paz”. O Cristo incorporou em Si o princípio cósmico do amor, a expressão do qual em manifestação trabalhará como “Glória de Deus, Paz na Terra e Boa Vontade para com os homens”. Isto foi testemunhado pelos anjos por ocasião de seu nascimento. Quando Ele expressou este princípio de amor em sua vida e em Seu serviço ao mundo, Ele definitivamente fez a conexão entre nosso planeta e a humanidade (em particular) com a Fonte de Luz, Amor e Vida à qual nos referimos na segunda frase. Esta foi a salvação do mundo que Ele trouxe, um fato que ainda é pouco percebido e que não será amplamente reconhecido até que esta poderosa Invocação tenha exercido o seu devido efeito.

Quando os aspirantes e discípulos do mundo usam esta Invocação, a primeira frase leva a consciência para a Hierarquia de Luz, que é o centro intermediário entre a Humanidade e Shambala. Ela serve então para enfatizar e estabelecer uma relação íntima, fundindo os centros humanos e os hierárquicos. Após isto ocorrer, a Hierarquia pode então usar esta Grande Invocação com maior potência e pode conduzir a relação a um estado mais elevado e produzir uma fusão com o centro Shambala, onde as Forças da Luz são encontradas como presenças incorporadas e onde Sua energia focalizada serve para prover grandes reservatórios de Luz e de Amor.

Estas ainda não estão disponíveis para distribuição planetária, devido à falta de relação estabelecida entre os três centros: Humanidade, Hierarquia e Shambala. Essa relação agora está começando a ser estabelecida; o fluxo de Luz e Amor para a humanidade agora é possível se os discípulos e aspirantes do mundo puderem ser guiados a fazer o esforço necessário para sustentar-se como seres espirituais e desta atenta atitude de equilíbrio, invocar estas grandes Entidades. É a essa possibilidade que o Novo Testamento se refere quando é feita uma citação à lagoa que era agitada pelo Anjo de tempos em tempos e onde foi produzida uma condição que levou à cura dos enfermos. O Anjo da Presença, a alma da humanidade, como corporificado na Hierarquia e aqueles que conscientemente estão se empenhando para funcionar como almas podem agora agitar esses reservatórios de Força e Luz nos planos etéricos de Shambala de forma que uma definitiva “cura das nações” possa ocorrer.

Quando idéia trazida pela Grande Invocação possa ser elevada o suficiente na consciência daqueles que a estiverem usando através de um esforço conjunto dos discípulos do mundo e da Hierarquia de Luz – e também com o reforço das Forças da Luz – então o Espírito de Paz poderá ser invocado.

Numa das voltas inferiores da espiral, vocês notarão que o Festival de Wesak efetua uma invocação e um processo similares. Nesse tempo, lá, os três Representantes de Shambala na Hierarquia, o Manu, o Cristo e o Maha Chohan, invocam o Buda que por sua vez é o transmissor de Forças ainda mais elevadas. Ele é invocado por um mantra especial e transmite o apelo Àquele de Quem Ele é agente. Se esta grande Invocação for feita corretamente, os três grandes centros planetários podem ser relacionados de uma maneira similar. O Senhor da civilização, o Mestre R., representando a humanidade, Cristo representando a Hierarquia e o Senhor do Mundo, conectados através do Manu e representando Shambala podem ser trazidos numa relação próxima, cujo resultado será o estabelecimento de uma vibração tão poderosa que o Espírito da Paz será invocado e contactado. Pelo apelo vocal Sua atenção será forçada a se voltar para o nosso planeta. As conseqüências serão potentes e significantes. Não se sabe ainda de que forma isso ocorrerá. Talvez isso conduza a alguma demonstração peculiar e poderosa do significado da paz como expressão do amor universal e planetário; talvez produza o envio de um Avatar ou Mensageiro de Paz para guiar as nações à ação correta; talvez ocorra algum acontecimento de grande significado, que sua importância será imediatamente será imediatamente reconhecida pela humanidade como um todo, levando-a a dar todos os passos necessários para restaurar corretamente as relações humanas. A natureza das atividades que o Espírito de Paz instituirá não é nossa responsabilidade. Nosso dever é aprender a contactar corretamente a Hierarquia, através de nossas próprias almas.; usar corretamente a grande Invocação como almas e nos render corretamente, responsivos e sensíveis aos efeitos resultantes.

Note-se que as Forças da Luz se expressam através da Hierarquia de Luz e Seu maior efeito é a Iluminação das mentes dos homens com amor e luz. Isto é precipitado no plano mental. A personalidade do aspecto da forma da humanidade é assim penetrada e iluminada. Assim o terceiro grande centro planetário, a Humanidade, se torna criativa e magnética e dois aspectos divinos, inteligência e amor, atingirão o gozo no plano físico, tornando possível para o primeiro aspecto e a vontade de Deus (conhecido pela humanidade como o Plano) serem trazidos conscientemente à Terra, em conformidade com a atividade instituída em Shambala. A vontade d deus é o propósito e isto, pela primeira vez, está para ser reconhecido conscientemente pelo homem.

O Espírito de Paz, quando chegar o tempo, vitalizará as capacidades de resposta da humanidade, através da influência da Hierarquia, para a vontade de Deus, que tem por intenção básica trazer a paz à terra. O que é Paz? É essencialmente o estabelecimento das relações humanas corretas, de relação sintética com sua cooperação resultante, de correta interação entre os três centros planetários e uma compreensão cheia de amor, iluminada, da vontade de deus, à medida que ela afeta a humanidade e alcança o intento divino. É por essa razão que Cristo, que estabeleceu pela primeira vez na história planetária, um contacto entre a Hierarquia, a humanidade, Shambala e o Espírito da Paz em Seu próprio elevado lugar, em Sua própria elocução registrada disse que Ele devia cumprir os assuntos de Seu Pai e depois, no final de Sua vida, reiterou a mesma idéia com as palavras: “Pai, que seja feita tua vontade, não a minha”, assim levando o pensamento para o plano mais alto, pois Ele se dirigiu ao Pai, o primeiro aspecto da Divindade. Ele então focalizou em si mesmo os dois maiores atributos e aspectos divinos – Vontade e Amor (atma-buddhi) – e devido a isto, Sua consciência tornou-se extra-planetária, assim com é a consciência do Senhor do Mundo e Ele pode então tocar certas alturas de percepção e contactar certas Agências solares que nunca haviam antes sido contactadas pelo homem. Este feito O capacitou a colocar a Humanidade em conexão com o Espírito de Paz. Então ele mesmo se tornou a Luz do Mundo e o Príncipe da Paz.

Desta maneira, Shambala e a Hierarquia foram trazidas para um relacionamento próximo e duas grandes correntes de força foram fundidas e uma interação definitiva ocorreu entre elas. O Buda, através de sua capacitação para a Iluminação estabeleceu a primeira ligação maior com as Forças da Luz. O Cristo, através de sua capacidade para expressar a vontade de Deus em Amor e como Salvador do mundo, estabeleceu a primeira ligação maior com o Espírito de Paz.

No festival de Wesak há três fatores de importância para a Humanidade:

1. O Buda, a corporificação ou o agente das Forças da Luz pode ser contactado e aquilo que Elas procuram trazer para a Humanidade, pode ser apropriado conscientemente.

2. O Cristo, a corporificação do Amor e da Vontade de Deus e o agente do Espírito de Paz, pode também ser contactado e a humanidade pode ser treinada para se adaptar a este tipo de energia extra-planetário.

3. Através do Cristo e do Buda, a humanidade agora pode estabelecer uma relação mais íntima com Shambala e então dar a sua própria contribuição, como centro planetário, para a vida planetária. Penetrada pela Luz e controlada pelo Espírito de Paz, a expressão da vontade para o Bem da humanidade pode emanar poderosamente deste terceiro centro planetário.A humanidade então, pela primeira vez, empreenderá sua missão destinada, como intermediário inteligente, com muito amor, entre os estados elevados de consciência planetária , os estados supra-humanos e os reinos sub-humanos. Assim a humanidade eventualmente irá tornar-se o salvador do planeta.

Quando um inteiro conjunto de pessoas é animado por um único desejo superior, quando suas auras se misturam e se fundem e formam um canal unido para o fluxo que desce, o efeito é tremendamente intensificado e seu raio pode abranger o mundo. Vocês tem um exemplo disto no maravilhoso Festival de Wesak, comemorado tão universalmente na Índia neste dia, quando a própria Hierarquia se transforma num canal para a transmissão de poder e bênçãos desde os níveis em que se encontra o Buda. Ele age como um ponto focal para esse poder, e passando-o através de sua Aura, derrama-o sobre a humanidade por meio do canal fornecido pela assembléia dos Senhores, dos Mestres iniciados graduados e discípulos. Este canal é formado pelo uso de som e de ritmo, empregados simultaneamente. Pelo canto de um certo mantra, através de movimentos leves, medidos, que acompanham o canto, o funil é formado e ele alcança desde cima até a localidade desejada. As figuras geométricas formadas na matéria do plano mais elevado que o físico se transformam, elas mesmas, em maravilhosas avenidas de aproximação do centro de bênçãos para os habitantes, devas ou outros, de qualquer plano particular. Para aqueles que tem vidência, a beleza das formas geométricas é inacreditável, e aquela beleza é aumentada pelas auras radiantes dos Grandes que são reunidos ali.

Enquanto vocês preparam seus próprios corações, lembrem-se de que a Lua Cheia de Touro é a ocasião em que o Novo Grupo de Servidores do Mundo e todos os povos esotéricos e espiritualmente orientados do mundo devem trabalhar em total cooperação com o Buda, e de que a Lua Cheia de Gêmeos é a oportunidade para as pessoas de boa vontade, auxiliadas pelo Novo grupo de Servidores do Mundo, para despertar povos em todos os locais e fazer um grande apelo, e por este apelo fazer com que o Cristo invoque para eles o auxílio necessário.

Textos selecionados dos trabalhos de Alice Bailey (1888-1949)
http://www.caminhosdeluz.org/A-161B.htm

---

Vangelis




Gracias Marcus
...
Namastê!
---

26.4.10

Somos todos um - Robert Happé







Robert Happé nasceu em Amsterdã, Holanda.

Estudou religiões e filosofias na Europa e dedicou-se desde então a descobrir o significado da vida.
Estudou também Vedanta, Budismo e Taoísmo no Oriente durante 14 anos, tendo vivido e trabalhado com nativos de diferentes culturas de cada região onde esteve - Índia, Tibet, Camboja e Taiwan.
Em seu retorno à Europa, sentiu necessidade de compartilhar o conhecimento adquirido e suas experiências de consciência. A partir daí, trabalhou em várias universidades, e tem trabalhado continuamente com grupos de pessoas interessadas em autoconhecimento e desenvolvimento de seus próprios potenciais como seres criadores.

Desde 1987 vem compartilhando informações em forma de seminários e workshops em países da Europa, na África do Sul, nos EUA, na Austrália, e no Brasil. Seu trabalho é independente, estando desvinculado, sob todo e qualquer aspecto, de organizações religiosas, seitas, cultos e outros grupos.

 Robert  Happe    - http://www.roberthappe.net/

Minha gratidão a Morpheus - http://www.youtube.com/user/morpheusinthematrix#g/u----

24.4.10

Oração de Santa Edwiges



Oração de Santa Edwiges

Ó poderosa Senhora do Amanhecer,
Que recebe minhas preces e me cobre com seu manto branco cheio de Luz ,
A mesma Luz Divina que cobriu a cabeça de Jesus nos seus momentos de desespero,
A mesma Luz que encobre agora minha vista, minha mente e meu coração,

Ó Santa Divina,
Ó Santa Edwiges,
Coloca sua mão em meu peito e acalma meu coração,
Que tua luz invada os meus sentimentos e me toque com o teu perdão,
Ó Santa Divina,
Ó Santa Edwiges,
Trazes até mim o benefício gentil que me acalenta e que me afasta das dificuldades materiais,
Trazes até mim o benefício maior para que eu possa continuar na minha estrada,
Sem o peso da queda, sem a injustiça terrena que tanto traz a poucos ,
E que nada traz a muitos,

Ó Querida Santa Milagrosa,
Rogai por mim agora, neste instante, que preciso tanto do pão para continuar a vida,
E lutai por mim neste instante de fraqueza e desilusão.

Agradeço a ti e a tua Legião de Benfeitores,
Que comandados por Maria, a mãe de Jesus,
Traz no peito a marca de Jesus,
A Luz Divina,
E o calor da Mãe de todos nós.

Rogo por ti, Poderosa Santa,
E de joelhos, te peço o perdão necessário para continuar,
Para seguir em frente com tua Luz em meu peito,
Teu abraço e o teu perdão pelos erros cometidos.

Absolva-me Santa!
E a tua Luz entrará em meus olhos
E me fará chorar as lágrimas do passado,
Onde não tinha olhos para ti,
Que agora me apresenta sua Luz e sua fé intensa,
Que veio me proteger e me iluminar
Para todo o sempre,
Amém.


----------------
© FÁBIO DEL SANTORO E PORTAL MUNDO INVISÍVEL 2010-2020. Todos os Direitos Reservados. Esta mensagem pode ser livremente compartilhada se for feita com conteúdo inalterado, completo com este nota de direito autoral e o links de nosso site anexado.
www.mundoinvisivel.com.br

21.4.10

SaLuSa 21-Abril-2010 ~ Mike Quinsey

SaLuSa 21-Abril-2010 ~ Mike Quinsey
Wednesday, Apr 21, 2010

Será muito gratificante encontrar-vos e saber que somos bem-vindos, e estar na vossa presença irá convencer-vos das nossas intenções honestas para convosco.


1.Por algum tempo acreditastes que as operações na Terra não serviam a vossa compreensão recentemente encontrada e, certamente, não servia os altos níveis de espiritualidade que se estão a manifestar agora. É, claramente, uma batalha pela supremacia, enquanto os que pertencem às trevas usam todas as artimanhas para atrasar o inevitável. Os Trabalhadores da Luz respondem prontamente com movimentos que transmudam as energias mais baixas, assegurando que não afecte os seus próprios níveis elevados. Quando mais severo é o desafio, maior é a resposta acompanhada de Amor e Luz. A Luz é o material de construção do Universo, e o seu poder reside na sua pureza e na vibração alta. Permaneçam na energia do Amor, e não podeis ser assediados pelas tentativas dos que pertencem às trevas para impedir a vossa elevação. Desde que consigam conter as vossas reacções emotivas, não há razão para que não possam impedir tais ataques efectuados contra vós. Pelo contrário, quanto mais alto vos ergueis, mais sois capazes de manter a vossa posição porque a Luz fornece-vos protecção.

2. Há razões válidas para estarem preocupados com o que está a acontecer na Terra, mas se estiverem cientes das razões por trás das mudanças, elas não apresentarão nenhum problema. Talvez ainda não sejam capazes de ver o resultado, pois a limpeza será desconfortável durante algum tempo mas em breve vai estabilizar, porque ireis ver a substituição muito rápida do velho padrão. Está tudo pronto para uma série de mudanças que irão ultrapassar os desastres que sofreram ultimamente. No futuro próximo haverá a introdução de uma série de ideias novas, que foram pensadas cuidadosamente com antecipação. São para fazer a ponte da ausência do vosso avanço que devia ser muito maior do que é agora. Os que têm uma agenda diferente não serão mais capazes de interferir com o que vos é devido e que vos foi negado devido à ganância e ao desejo do poder. Os das trevas sabem que o tempo está a chegar, e que têm de permitir que a Luz regresse à Terra e ponha os actos finais da Ascensão em movimento.


3. Houve sempre um tempo final para acabar com as actividades delas na Terra e esse tempo chegou. Os ciclos da vida estão pré-estabelecidos, e não é da conta da Humanidade decidir suspendê-los. Os dias finais do vosso ciclo actual estão perto, e são para vos afastar das energias baixas e para vos colocar no caminho da Ascensão. Apenas uma breve ordem do Criador pode alterar o resultado, e tereis a certeza de que a vossa elevação irá acontecer. Os desejos de cada alma irão afectar a maneira como se desenrolarão estes dias finais, porque ainda estais a criar e as vossas energias combinadas irão determinar a maneira como isso irá acontecer. Sejam cuidadosos a dirigir o foco da vossa atenção para tudo o que é da Luz, e não baixam a vossa guarda. Não quereis dar apoio aos que se opõem a vós, e dirigir erradamente as vossas energias para uso das trevas.


4. Cada dia leva-vos para o princípio do fim das actividades das trevas. Elas serão removidas e o seu poder aniquilado, e serão colocadas onde não possam interferir mais com os vossos e os nossos esforços para restaurar a Terra. Estamos simplesmente à espera de uma indicação de que tudo está no lugar certo para a movimentação final, para pôr a bola a rolar. Talvez uma bola de neve fosse mais capaz, pois uma vez que começa a rolar atinge rapidamente um momentum imparável. Em breve será afastada a oposição ao que está planeado, e não é porque iremos forçar a nossa missão, mas porque isso já foi concordado. O que propomos é no interesse mais alto de cada um, e irá libertar-vos da opressão causada pela dualidade. Uma nova Humanidade está a emergir na Terra, dotada espiritualmente de uma compreensão notável do que é necessário agora para vos levar para a frente. Alguns são as crianças Índigo ou Sementes das Estrelas, que cresceram em estatura e que estão prontos para servir todos. Têm grande sabedoria e compreensão, e sabem precisamente porque estão na Terra, nesta época memorável.


5. Este período particular foi planeado há muito tempo, e o Céu enviou as suas forças da Luz para vos ajudar. Muitos Seres Elevados estão perto de vós, e a dar as suas energias para aumentar a quantidade de Luz na Terra. O falhanço não está contemplado nem mesmo é possível, porque o Universo está a mover-se para uma vibração nova, e vós e a vossa Terra, fazem parte disso. É impossível transmitir o tamanho de tal mudança, e isso afecta toda a vida, cada Sol, cada planeta, cada lua e cada satélite. Embora sejam uma pequena parte do que está a acontecer, sois especialmente importantes para a totalidade. Como indivíduos sois muito amados, porque necessitais de ajuda a ascender, milhões de almas em todo o Universo estão a dar uma mão para a vossa Ascensão. Por vezes, podeis sentir-vos abandonados mas acreditem em nós quando dizemos que estais nos nossos corações, e reverenciamos pelo que fizeram e conseguiram para erguer-se de novo.


6. Há ocasiões em que ficamos maravilhados em com a vossa tenacidade, e a vossa determinação em ser bem sucedidos aconteceu para alcançarem o êxito presente. Parece que quanto mais as trevas se impõem a vós, mais lutais e elas não seguem o seu caminho com facilidade. Agora que estão a perder o poder estais mais ousados e oponde-vos a elas mesmo em público. Claro que estamos ao vosso lado e fazendo tudo o que podemos para que sejam bem sucedidos. Certamente que será mais fácil trazer a Luz à vossa vida diária, quando formos anunciados e que toda a oposição a nós seja afastada. Iremos encorajar as pessoas a unir-se e a partilhar o seu conhecimento, para que a verdade possa ser restabelecida o mais rápido possível. O medo tem de ser vencido, e a nossa mensagem é que vimos em paz e Amor à Humanidade. As nossas acções irão falar mais alto do que as nossas palavras, e procuramos ajudar-vos nos últimos anos do ciclo da dualidade.


7. Será claramente um grande alívio para vós quando pudermos aparecer abertamente, e não haverá dúvida de que somos Um. Certamente que podemos fornecer a verdade desta afirmação, e falar-vos de contactos anteriores convosco. Aconteceram há milhares de anos, embora só num período mais recente nos tivéssemos mostrado tão frequentemente. Será muito gratificante encontrar-vos e saber que somos bem-vindos, e estar na vossa presença irá convencer-vos das nossas intenções honestas para convosco. Amamos todos verdadeiramente e vemos como realmente sois, Grandes Seres de Luz apanhados pela teia negra tecida pelas trevas. Mesmo assim, estais a afastar o seu domínio e a ser capazes de se exprimirem como Seres de Luz maravilhosos, que há milhares de anos estabeleceram a sua jornada nas trevas das vibrações mais baixas.

Obrigado SaLuSa,

Mike Quinsey.

The Galactic Federation Messages by Mike Quinsey

Sítio na rede: Tree of the Golden Light
Traducão: Maria Luísa de Vasconcellos - Email: luisavasconcellos@hotmail.com http://www.spiritmessages.bloguepessoal.com - Original and translations of all channeled messages em: http://peacelovelove.blogspot.com/

Postado em : http://violetflame.biz.ly/blog/639968/

Visite: 
http://pt.violetflame.biz.ly/
http://www.achama.webs.com/

Espaços com mensagens e endereços de Trabalhadores da Luz

.....

18.4.10

A CIÊNCIA NECESSÁRIA PARA OS TEMPOS - Uma mensagem de Kryon, canalizada por Lee Carroll

A CIÊNCIA NECESSÁRIA PARA OS TEMPOS
Uma mensagem de Kryon, canalizada por Lee Carroll
14 de Fevereiro de 2010, em Albuquerque, Novo México


Saudações, Queridos. EU SOU KRYON do Serviço Magnético.

Novamente nós estamos aqui de uma forma que pode parecer estranho a muitos. Eu quero que vocês se acostumem a ouvir esta voz e compreendam a realidade que está aqui. Talvez vocês pudessem se perguntar: “Isto é real?” Vocês poderiam dizer: “Kryon, eu estou passando por um momento difícil para acreditar que você esteja realmente canalizando, que a voz venha do outro lado do véu. É tão difícil!” Se isto for o que você está dizendo hoje, Ser Humano, eu direi que você é abençoado por ser tão honesto com as palavras que vêm da luta para trabalhar fora da caixa tridimensional em que você está.”Querido, se você fizer as perguntas certas do seu próprio Eu Superior, de sua própria crença, de sua própria psique, você então começa a ter revelado coisas que não esperava. Pois na verdade é uma experiência quântica do outro lado do véu. Meu sócio (Lee) e eu estamos linearizando esta conversa para você. Esta é uma experiência quântica e isto significa que a linguagem é somente uma pequena parte dela. O áudio que você ouve e as palavras vistas na página são somente uma porção dela.

No passado, nós falamos de algo chamado de terceira linguagem. Esta terceira linguagem, identificada há algum tempo, não é uma linguagem na linearidade. Ao contrário, é uma linguagem do catalisador de três. Nós usamos o três na numerologia para representar um número de ação catalítica. Isto quer dizer que todos vocês têm a habilidade de receber o que está sendo dado a um nível que é quântico, e não uma linguagem como palavras em uma página. Até o leitor desta mensagem particular pode pedir uma experiência quântica e então estar na sessão com aqueles que estão na sala em tempo real.

Nós lhes daremos um pouco de ciência. Nós escolhemos, talvez, um lugar estranho para isto (Albuquerque, Novo México). Mas nós realmente não temos, pois pensamos de um modo quântico. Nós quisemos vir a este lugar e honrarmos aqueles que construíram este edifício (O Centro Indiano). Nós queremos honrar os antepassados que estão aqui, ouvindo. Nós viemos a um local muito tranqüilo, na quietude do sudoeste, a fim de darmos uma mensagem de clareza e de pureza para que outros a recebam também deste modo.

A CIÊNCIA HOJE

Quando damos uma mensagem científica, eu peço ao meu sócio que prossiga com muita calma. Algumas coisas das quais falamos agora lhe foram reveladas, e algumas não. Então eu lhe pedi que prosseguisse lentamente, para que seja ouvido e lido claramente e que muito seja percebido em relação a isto. Pois o que se segue nesta mensagem não é apenas esotérico. Haverá prática apresentada e haverá físicos observando... e isto deixa o meu sócio nervoso.

Isto não será complexo, para que até aquele sentado na cadeira que não compreende a ciência receba o que ele precisa receber através da terceira linguagem. Eles compreenderão por que estas coisas estão sendo dadas e as apreciarão. Durante todo este processo, a comitiva que veio a este local, que representa os antepassados de todos vocês, ressoa com tudo isto. Até os antigos que estão aqui, e que estão envolvidos neste processo e neste lugar onde o meu sócio dá uma mensagem da ciência, estão satisfeitos.

CERTEZA SOBRE O AQUECIMENTO GLOBAL: O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Esta mensagem não é necessariamente longa, mas vocês têm que ouvir. Trata-se do meio ambiente e da ciência. Assim vamos começar com alguma garantia e notícias positivas. Vamos rever mais uma vez que o que vocês estão vendo como mudanças climáticas neste planeta não foram criadas pelos Humanos. O que vocês chamaram de aquecimento global não é aquecimento global sob qualquer condição, e eu o digo novamente: Ele é parte do ciclo que sempre existiu. Esta informação não é nova, e nós lhes dissemos estas coisas há alguns anos quando a idéia de aquecimento foi pela primeira vez apresentada, e o resultado foi o medo. Nós também falamos sobre as mudanças climáticas que vocês estão vendo agora, em 1989, quando o meu sócio começou esta jornada comigo. Muito antes que a idéia do aquecimento fosse popular, eu estive lhes dizendo que esperassem este ciclo.

O Pólo Norte derreteu várias vezes e retornou várias vezes. Ele aumenta e se desvanece. O ciclo de evaporação da água (o que Kryon chamou de ciclo da água) é o modo como Gaia opera. Entretanto, desta vez, parece estar ocorrendo aqui mais cedo do que o esperado, e isto é alarmante para muitos. Se vocês fossem pedir a Gaia agora para vir a este lugar, Gaia daria esta mensagem: “Os Humanos não causaram isto”. Poderia ser mais claro? Eu lhes dou esta informação para que não houvesse nenhum alarme a respeito disto ou ações tomadas que poderiam ser em resposta a uma falsa idéia.

Entretanto, ao mesmo tempo eu vos digo que há um mandato para mudar como vocês criam a sua energia. O que vocês colocam no ar é significativo, pois é um perigo para a sua saúde. O que vocês colocam no ar fere a Humanidade, não necessariamente à Gaia. Gaia é muito mais resistente do que vocês pensam. Gaia se adapta de formas que vocês não esperam, e muito mais rápido do que vocês esperam. Sua contribuição à poluição é insignificante, comparada a apenas algumas erupções vulcânicas naturais do passado. Gaia cuida de Gaia, e o processo não é novo e nem uma surpresa. Entretanto, para a Humanidade nós dizemos: “Purifiquem o ar e vocês viverão mais tempo”. Não se trata de interromper um ciclo de tempo que vocês criaram. Trata-se de bom senso na vida.

Ficará mais frio. Este é um dos temas de hoje. Vocês precisarão de mais energia para combater o frio, e nós lhes demos conselhos no passado em relação a isto, e um deles nós desejamos rever hoje. Pois é o momento para vocês pensarem fora da caixa de três dimensões quando se trata de algumas coisas que nós discutimos com vocês.

Vocês pensam em uma linha reta. Vocês não pensam necessariamente além de certos conceitos, mas supõem coisas que então criam o pensamento em linha reta. Ao mesmo tempo em que eu lhes dou esta informação, eu também lhes direi que este conceito particular já é conhecido no planeta. É assim que é. Nós não lhes demos algo que não já tenha ocorrido a um Ser Humano. O livre arbítrio como lhes dissemos é a palavra operante. Assim, a fim de honrar este atributo do livre arbítrio, as coisas apresentadas hoje já devem ter ocorrido a um Ser Humano antes que liberemos uma mensagem como esta. Isto cria uma situação onde os Humanos o estão manifestando e não apenas usando sugestões do Espírito.

Quando estes insights são recebidos pela Humanidade, eles normalmente aterrissam como inspiração no planeta, em mais de um lugar ao mesmo tempo. Isto quer dizer, as epifanias (manifestações divinas) da descoberta acontecem de repente, usualmente em três a quatro lugares, a fim de assegurar que eles não sejam perdidos. É assim: A vibração do planeta é como uma grande porta que abre e fecha com a vibração de uma humanidade iluminada ou não. Se vocês optaram por fechar esta porta ao criarem uma vibração inferior do planeta, então a informação, a invenção e a descoberta são perdidas. Elas realmente desaparecem, desde que a humanidade nem mesmo se importam em olhar! Entretanto, quando a vibração se torna mais elevada, a dor se abre e a descoberta e a invenção apenas “ficam lá” prontas para serem vistas. Assim o Espírito não distribui em quinhões as invenções, mas na verdade o sistema que vocês criaram permite isto. Pois a ciência elevada está sempre lá, não importa o quê, mas os Seres Humanos no planeta ajustam quanto dele se torna disponível por quão elevado vibra o planeta com a consciência humana. Isto explica como vocês perderam tanta ciência nos últimos 50.000 anos. Havia sociedades que foram realmente muito mais quânticas no pensamento do que qualquer coisa que vocês têm atualmente.

Há uma verdadeira ironia aqui em que vocês têm invenções tecnológicas mais elevadas, mas uma compreensão consciente muito inferior. Vocês têm um maravilhoso poder de computação que somente está programado para a 3D! Mais tarde isto será engraçado para vocês.

Há uma tremenda energia disponível para vocês diretamente da terra e ela é gratuita. Não é o que vocês chamam de energia livre, pois vocês construíram um extrator para obtê-la. Mas ela está em todos os lugares. Ela é eterna (vocês não a esgotam) e ela é chamada de energia geotérmica.

NOVAS FORMAS DE OBTENÇÃO DO CALOR GEOTÉRMICO

Está tudo abaixo dos seus pés, não tão distante realmente. É quente o suficiente para vocês explorarem e criarem o vapor. Se vocês puderem criar o vapor através do processo natural de energia térmica, então vocês poderão acionar as turbinas à vapor e criarem a eletricidade. Isto criará o poder que vocês precisam para sobreviver alguns invernos mais severos e para aquecerem as suas casas. A eletricidade pode não ser o método mais eficiente de usar para aquecer uma casa, mas pode ser o mais limpo, em comparação aos métodos que poluem o ar. Se puderem criar a própria eletricidade de um modo muito eficiente, torna-se muito mais viável para o uso diário.

Usando o vapor, há outros meios de gerar a eletricidade também. A humanidade gosta muito de máquinas à vapor muito elaboradas, e vocês as estiveram usando por muito, muito tempo. Os reatores nucleais de hoje são simplesmente máquinas à vapor muito dispendiosas. Vocês aquecem a água usando reatores nucleares e criam o vapor com este calor, o que então aciona as suas turbinas. Assim, nós estamos lhes dando algo em que pensar. Pois o poder nuclear, tão limpo e adequado como ele é, tem produtos que são perigosos e vocês sabem disto. A Energia Geotérmica, embora muito limpa, pode também ser perigosa. Assim agora nós abrimos a discussão com algo novo.

Se vocês puderem perfurar aproximadamente cinco quilômetros na terra, encontrarão calor suficiente para fazer um trabalho de máquina à vapor. Agora, cinco quilômetros para vocês não é assim tão distante quando medido em uma linha reta ao longo da superfície da terra. Muitos de vocês andam esta distância até à escola e ao trabalho e compreendem que não é assim tão distante. Mas se vocês perfurarem esta distância, tecnicamente se torna difícil e perigoso. Não é apenas perigoso para o perfurador, mas pode ser perigoso para o planeta. No caminho através da crosta da Terra para a marca de cinco quilômetros, vocês atravessam por vários obstáculos... liberando gás talvez; liberando fogo, talvez; liberando água, talvez. Se nada mais, algumas vezes vocês interrompem o que chamaremos de integridade de lubrificante do próprio xisto. O que eu estou dizendo aqui é que vocês poderiam até avançar no potencial de um terremoto, tudo por perfurar somente cinco quilômetros.

Então eu lhes darei a resposta de como fazer o vapor sem perfurar tão longe, e isto requer pensar “fora da caixa” do que vocês sempre admitiram. Durante todo o tempo vocês estão pensando que irão perfurar e colocar um tubo na terra com água nele. Vocês colocam a água, e sai o vapor. Entretanto, e se eu lhes dissesse que vocês têm apenas que perfurar uma fração desta distância, e vocês encontrarão bastante calor para o fluido ferver! Vocês diriam: “Impossível”. Este recurso existe nos pontos quentes da terra, que têm calor muito próximo à superfície, mas aqueles atributos não existem na maior parte dos lugares que lhes estamos pedindo para perfurar. A resposta não é usar a água. É o momento de unir a mais alta tecnologia que vocês têm no planeta, com as coisas que vocês não esperavam unir e isto é pensar fora da caixa.

Este é o tipo de pensamento que está se tornando um pouco mais quântico, vendo toda a cena, ao invés de ver apenas o que vocês acham que deveria ser, ou ao que estão acostumados. Há soluções aqui, e alguns já sabem quais são elas. Há a química que a água ferverá a uma alteração da temperatura, e esta é a resposta: Aprendam a usar aquelas substâncias e aqueles fluidos com esta química em uma máquina de sistema geotérmico, que não tem que perfurar cinco quilômetros. E quanto a dois quilômetros? Usando esta química conhecida será possível perfurar somente uma fração da distância, e obter o calor que vocês precisam para o vapor.

Assim nós lhes dizemos isto, porque vocês precisarão fazer isto. Se prestarem atenção a este conselho, vocês verão que o tempo e a sincronia da descoberta estão próximos. Isto quer dizer: vocês compreenderão tudo isto e perceberão que os elementos se encaixarão e vocês terão a sua máquina a vapor. E não vai levar cinco anos para construir e não será perigosa. Muito mais fácil. Ela não expelirá fumaça. Ela não poluirá, e não terão que se preocupar ao estarem próximos a ela. Pensem nisto... o calor natural de Gaia que é eterno! Ela criará a eletricidade que vocês precisarão para aquecer casas e empresas... porque eventualmente ficará mais frio. Este é o número um.

O QUE A HUMANIDADE PRECISA MAIS AGORA

Nós lhes daremos outro insight. Isto não é novo, em que a seguinte informação foi conhecida, então vendida e dominada inapropriadamente pela indústria. Desde que a idéia já é conhecida, eu a darei a vocês aqui, de modo que o público possa vê-la e qualquer pessoa com sincronicidade que ouça, ou que leia esta mensagem, a compreenderá. Até vocês sentados nas cadeiras compreenderão o conceito, mas os cientistas e os físicos terão que executá-la. Nós não a mencionaríamos aqui a menos que fosse muito oportuno.

O recurso que a humanidade mais precisará enquanto a população cresce, enquanto o tempo muda, é o que provavelmente vocês já adivinharam: Água fresca! Ela já está se tornando escassa. Vocês irão notar que a neve está caindo mais e mais nos lugares errados, e freqüentemente em áreas que não têm infra-estrutura para capturar o escoamento. Os reservatórios e os aquedutos são construídos pela velha energia com os velhos padrões do tempo. Como a população cresce, a água será o problema.

A NOVA RESPOSTA DA DESSALINIZAÇÃO

Aqui está uma resposta imediata. É uma coisa profunda quando na terra há principalmente água, entretanto, vocês não podem bebê-la! A resposta é usar o mar e o oceano, e convertê-lo. O oceano, naturalmente, não é água fresca, então vocês têm que perguntar como se extrai o sal.

A dessalinização existe hoje de uma forma muito eficiente. Grandes quantidades de água têm que ir para tanques de contenção e ficarem lá, enquanto o calor é usado de vários modos. Há vários sistemas, alguns deles o vapor, alguns deles, não. Todos requerem o calor para tirar o sal. É preciso um longo tempo. É caro e não é eficiente. Portanto, não é defensável dessalinizar uma cidade inteira. Em vez disto, somente lugares que simplesmente não têm água fresca sob qualquer condição, têm um sistema assim. Torna-se uma necessidade de inconveniência e custos, ao invés de uma solução adequada.

Agora, eu estou lhes pedindo que pensem fora da caixa e eu lhes darei a resposta de como dessalinizar a água de uma nova maneira. Meu sócio, eu quero que você prossiga lentamente aqui.

A maior parte das maiores cidades na Terra está no litoral... muito próximas da água. Isto é porque ao longo do tempo aquelas áreas costeiras eram os locais onde o comércio poderia acontecer com os navios e portos. Assim as maiores cidades estão no oceano. É um bom lugar para começar, não é, conseguir água para elas, a partir da fonte que elas podem simplesmente olhar e usar? A resposta não é tão difícil assim, mas requer algo que não foi considerado.

A tecnologia mais elevada que vocês têm hoje tem a ver com a criação de coisas a partir do menor elemento. Vocês podem chamá-la de Nanotecnologia (A nanotecnologia é a capacidade potencial de criar coisas a partir do menor elemento, usando as técnicas e ferramentas que estão a ser desenvolvidas nos dias de hoje para colocar cada átomo e cada molécula no lugar desejado. Se conseguirmos este sistema de engenharia molecular, o resultado será uma nova revolução industrial. Além disso, teria também importantes consequências econômicas, sociais, ambientais e militares.) Há a química e até máquinas químicas, extremamente pequenas, tomando a forma do que vocês chamariam de robôs. Estes robôs ultra-pequenos, de tamanho molecular existem hoje, e estão no auge dos seus novos esforços criativos. Até agora, a sua ciência está considerando como inseri-los na corrente sangüínea humana para buscar e acabar com a doença... como um reforço para os glóbulos brancos que vocês têm atualmente. São assim pequenas as nanopartículas.

Naturalmente há objeções a isto, desde que parece alterar o corpo humano. Não ocorre isto, mais do que qualquer suplemento que não seja naturalmente criado, que vocês aprenderam que pode ajudá-los com a dor, com a doença, com o equilíbrio químico, ou até para dormir à noite. Assim, isto une forças com os tipos de ciências que foram dados à Humanidade para ajudar a mantê-la viva. Lembrem-se de que embora nós ensinemos que um Ser Humano pode usar a sua própria consciência para fazer isto, há milhões que não acreditarão nisto, ou que não estarão interessados nisto. Assim a ciência toma medidas e há muito hoje que é conhecido para auxiliar a qualidade da vida humana que não é metafísico. Isto é um equilíbrio, e é apropriado e adequado. Ainda há aqueles que deixarão o seu próprio filho morrer, ao invés de usar a ciência para ajudar a equilibrar uma doença. Eles acreditam que qualquer coisa que não seja dada por Deus, não é apropriado. É o momento de compreender plenamente que a ciência adequada é simplesmente a descoberta e a aplicação do modo como Deus criou o Universo. Usada com integridade, ela é apropriada, dada por Deus, abençoada, e foi permitida ser descoberta devido a uma vibração mais elevada da Terra. Em outras palavras, vocês a mereceram! Portanto descartá-la ou chamá-la de mal não é compreendê-la.

Um homem está com muita sede. Ele é muito religioso e ora para que a água lhe seja dada. Logo vem outro homem com água, e a oferece a ele. O homem com sede a rejeita, dizendo que ele a espera somente de Deus e que a esperará. Ele morre sedento, sem nunca compreender que a sicncronicidade de Deus está através de outros Humanos! Aprendam a apreciar a ciência que lhes é dada para prolongar a sua vida, pois esta é apropriada e é dada à Humanidade por esta razão.

A Nanotecnologia está se tornando mais inteligente. A Ciência está aprendendo a fazer robôs inteligentes através da química, através da lógica, através da eletrônica. É como a lógica de um computador, que pode ajudá-los inteligentemente a fazer muitas coisas. Ele não pensa por vocês, mas sim os auxilia nas tarefas que vocês não podem fazer sozinhos. Estes robôs inteligentes e minúsculos podem ajudar a dessalinizar a água. Eu lhes darei uma tarefa. Vocês construirão uma máquina de dessalinização, onde a água nunca deixe de fluir, e onde o sal possa ser removido em tempo real, criando um subproduto do qual vocês não tinham idéia. A água nunca tem que descansar e nunca tem que ser preparada. Não há calor envolvido sob qualque condição. Usando a nanotecnologia, a água entra por um lado da máquina e sai do outro em um fluxo constante. Entra salgada e sai fresca e preparada para a purificação padrão.

Os primeiros estágios do sistema requerem que vocês liberem um número suficiente de robôs da nanotecnologia atribuídos para encontrar os sais dissolvidos e se ligarem a eles. Aqui está o segredo, entretanto: cada robô é magnetizado! Afinal, eu sou o mestre magnético!

Kryon sorri.

Todo o sal então se torna magnético, com minúsculos nano robôs pendurados em todo ele. O próximo estágio: Fluindo na próxima área, a água está exposta a imensos e tremendos eletroímãs, tirando total e completamente o sal da água, porque agora o sal é magnético! E assim vai. Super simplificado, talvez, mas é assim. Nenhum calor está envolvido.

Agora o subproduto... vocês não irão acreditar! Oh, e isto será controverso quando o descobrirem. Os campos magnéticos aplicados à água freqüentemente criam a água que é verdadeiramente a cura.Vocês percebem onde isto irá dar? Que dispositivo poderia ser este! Seria quântico, sabem, porque ele usa o magnetismo. Haveria aqueles que diriam que a água tratada magneticamente é inadequada para vocês, desde que vocês a estão alterando de um modo que não é compreendido. Eles não percebem a quantidade de energia que outros Humanos dispenderam para encontrar as águas de cura da Terra. Agora vocês obtêm um pouco disto enquanto dessalinizam a água! Não haverá prova de qualquer forma do que está acontecendo, de modo que isto ficará controverso. Tudo o que as pessoas saberão é que menos pessoas estão ficando doentes!

Assim isto é o que nós queríamos lhes dar hoje. Isto é o que queríamos ter gravado hoje desta forma, de modo que vocês pudessem ouvi-lo e que fosse publicado. Eu desejo lhes dizer o que vemos no futuro, baseado nos potenciais que vocês desenvolveram. Nós não lhes daremos uma estrutura de tempo, pois não há nenhuma.

O FUTURO DA CIÊNCIA

A informação que eu estou prestes a lhes dar pode ser de duas gerações futuras, talvez até três. Mas tudo tem a ver com a invenção quântica. Físicos, ouçam. Eu lhes darei algo que vocês já sabem e que é possível. Envolve outro campo da ciência, mas se opõe a tudo tridimensional que vocês já aprenderam. Os Humanos são engraçados. Mesmo a mais elevada matemática e geometria, tudo é definido em uma linha reta. Portanto, os Humanos adoram definir um círculo como um polígono com um número infinito de linhas retas. Isto é divertido! É quase como se um círculo não existisse na natureza, e o Humano tenha que criar uma fórmula usando um objeto em linha reta para existir. Interessante, não é? Eu apenas estou lhes dando o preconceito Humano da linha reta, e é divertido observar. As bolhas estiveram sempre ao redor. Elas são maravilhosas, sabem? O círculo é um evento natural que ocorre no espaço, também... lembram os planetas. Mas os Humanos querem esta forma para ser um número infinito de linhas retas.

Como personagens de desenho em uma página, as figuras feitas de linhas e de pontos encontram propriedades tridimensionais em suas duas vidas dimensionais, e elas as “provam” criando um número infinito de figuras para explicar a forma.

O que vocês já suspeitam é que a gravidade e o magnetismo se desviam naturalmente. Eles não seguem em linha reta. E quanto a luz? Ela também não. Quando afetada pelos outros dois, ela se desvia também. Isto lhes deveria dizer algo. Nada é realmente uma linha reta sob qualquer condição! As únicas linhas retas são os cérebros dos Humanos. (piada de Kryon). Vocês não estão usando os tipos certos de matemática também, e nós lhes dissemos isto há muito tempo. Há uma elegância da matemática que é quântica e se eu começar a lhes falar sobre isto, mesmo nos termos mais simples, isto parecerá demasiadamente complexo.

A NOVA MATEMÁTICA ESTÁ CHEGANDO

A Matemática Quântica usa algo que será descoberto e lhe daremos um nome: números influentes. Estes são números que não têm valores empíricos, mas ao contrário, têm valores que são influenciados pelos números ao redor deles. O quatro não é um quatro. Quatro é modificado por causa dos números que estão próximos a ele, como em uma fórmula, ou na linearidade como na contagem. Cada vez que uma fórmula é fabricada em um estado quântico, os números dentro dela são influenciados pelos outros ao redor deles. Isto é porque todos os números nesta fórmula são modificados pelos números que estão próximos a ele. Eles são números influentes. Se o quatro for usado de um modo linear, ele é afetado pelo cinco, ou pelo três. Todos eles influenciam os números próximos do outro, como vistos no sentido conceitual. A razão é que uma realidade quântica é aquela que nunca é linear ou que tem os atributos que vocês consideram “normais”.

Apesar de complexo, não é aleatório, e há certamente um sistema elegante... uma coisa maravilhosa quando vocês descobrem os atributos e vêem a consistência da mudança. O caos não parece caos quando vocês compreendem as “regras do caos”. Eventualmente, quando vocês perceberem isto, terão então a fórmula para um círculo como um número inteiro, não um número irracional como existe hoje. Não será o pi. Em vez disto, será o “pi resolvido”. Nós pedimos aos físicos que o trabalhem para trás, se tiverem que, a fim de obterem um número inteiro de pi. Isto lhes dará uma dica e o que tiver que ser feito com o resto dos cálculos.

Imaginem a matemática com números influentes! Pois cada número não é empírico, mas influenciado por aquele em torno dele. Eu estou lhes dando a matemática elevada agora, e aqui está como ela lhes servirá: Porque quando vocês começarem a compreendê-la, finalmente compreenderão o que eu chamarei de Santo Graal da Física. Este é um termo Humano (piscadela de Kryon).

Em seu pensamento em linha reta, em seu preconceito, vocês têm muitas fórmulas em 3D, não é? E quando vocês observam a base da física, vocês falam sobre a matéria tendo massa. Naquelas coisas que têm massa, vocês até imaginaram a estrutura e densidade atômica. Vocês estão orgulhosos da consistência das fórmulas, baseados no que vocês vêem ao seu redor, e acham que elas são estáticas, não é? Vocês acham que há uma fórmula para tudo, e isto explica como as coisas se movimentam e reagem. “Se ele tem uma determinada densidade e massa atômica, então isto pesa isto ou aquilo em uma determinada gravidade. Vocês conseguiram imaginar tudo isto.

Realmente! Mas somente em 3D. Então assim que vocês se tornam quânticos com estas fórmulas, todos eles se tornam diferentes. Tudo isto para lhes dizer novamente, que lhes é possível alterar a massa de qualquer objeto na existência. Não importa quão grande, pequeno ou quão denso ele seja. Vocês podem alterar a massa dele, e portanto... (pausa)... o efeito que a gravidade tem sobre ele. Não há tal coisa como anti-gravidade, somente o controle da massa. Assim qualquer fórmula que vocês tenham em 3D que lhes diga quanto algo deveria pesar, pode então ser mudado, controlando a massa do objeto em questão. Portanto, vocês não estão mudando a gravidade (que é realmente um produto quântico de duas outras forças), mas a massa de um objeto. E isto tem a ver com controlar a densidade atômica, ou a aparente densidade como vista pela gravidade.

Na Iugoslávia, há um famoso workshop. Histórico ele é, pois pertence ao homem que pensou fora da caixa: Tesla. Neste workshop, há marcas no teto, feitas pelos objetos que “decolaram” de sua bancada e foram direto para cima! Eles se despedaçaram, atingindo o teto rígido! Nikola ficou frustrado, pois ele tinha descoberto a criação dos objetos sem massa e não sabia como! Ele pensou fora da caixa... o único modo na existência a lhe dar um projeto de como a corrente alternada poderia funcionar. Oh, é mais do que na 3D. Estudem isto, pois é elegante.

Tudo isto que Tesla fez foi criado pelo magnetismo, e isto também foi a base por trás do experimento em seu workshop. Entretanto, no tempo de Tesla não havia computadores ou qualquer dos instrumentos finitos que vocês têm hoje para medir ou criar pequenas flutuações nos campos magnéticos. Ele conseguiu a criação de alterar a massa de um objeto, mas ele não pôde controlá-lo, e não sabia exatamente como fez isto. Frustrado, ele ficou. A propósito, ele está de volta. Eu não lhes direi aonde. Talvez ele leia isto e sabem o que fará a seguir?

Kryon sorri.

Inteligente, é, como os campos magnéticos podem ser organizados para criar campos de forma mais inteligente dentro dos campos... algumas vezes em ângulos retos entre si, algumas vezes não, para lhes dar uma condição que crie uma mudança na massa. Nenhuma destas coisas estão fora do alcance do desenvolvimento Humano. Quanto tempo isto levará? Nós não sabemos. Isto lhes cabe. Mas vocês compreendem o que isto mudará? Tudo! Significa que as coisas da ficção científica são finalmente suas. O que vocês chamavam de anti-gravidade é simplesmente um objeto com massa controlável. Ele flutuará, não importa quão grande ele seja. É factível. Talvez seja o momento de executá-lo?

“Kryon, por que você nos fala sobre estas coisas?” Com isto, nós terminamos. A resposta é que nós queremos que vocês permaneçam aqui. Tudo isto é dado com amor. Nós queremos que vocês permaneçam aqui! E vocês não terão muita sorte com isto, a menos que comecem com o pensamento quântico, a menos que comecem a acelerar as invenções e coloquem alguns políticos fora do caminho. Mas os países que devem fazer isto são aqueles que têm as maiores habilidades técnicas e eles têm também a maior influência nas estruturas que estão no meio de tudo isto. É o momento para que a população entenda isto e liberte os físicos e não os segurem com aquelas coisas que sejam políticas, ou “apropriadas” industrialmente ou de forma eficiente. Talvez vocês não saibam do que eu falo, mas eles sabem.

No processo disto, haverá a extensão da vida. No processo, haverá epifanias (manifestações divinas). No processo, vocês poderiam até achar que esta mensagem foi precisa e verdadeira. Em algum lugar, abaixo da linha, se o fizerem, vocês terão um enigma, não é, físicos? Se estiverem ouvindo isto, vocês têm um enigma, porque quem é que está falando do outro lado do véu, dando-lhes informação que é verdadeira, real e científica? Em algum nível, vocês terão que dizer que é real. Ao mesmo tempo, no futuro, vocês terão que admitir que o espírito e a ciência estão aliados, e que a energia que criou a Terra, o magnetismo e a gravidade e todas as coisas que vocês estudaram, é uma parte de vocês... desde que o criador está dentro de cada um de vocês. Então talvez vocês esclareçam?

Tudo isto tem a ver com este enigma: É real ou não? Kryon é real ou não? O amor é real ou não? Bem, alguns de vocês sabem, porque vocês estiveram na presença do Criador hoje que os ama. Esta família, do meu lado do véu, os ama. É uma maravilhosa mensagem dos Namorados, não é? Assim, nós lhes dizemos, queridos, que todas as coisas das quais falamos, sejam elas científicas, ou tenham a ver com o seu Akasha, ou com a sua alma, ou com o Eu Superior, são dadas por uma razão: tornar a vida que vocês estão vivendo neste planeta, mais fácil. É assim que vocês podem descobrir a compaixão que é a cola que os une com a criação, que muda a própria Terra, pois a mudança está próxima de vocês.

O que vocês chamam de energia de 2012 já está aqui, tendo chegado aproximadamente em 1998. Deixem que isto seja como é suposto ser, um tempo de consciência elevada, de evolução científica com integridade, com uma economia que está ressurgindo com integridade, com o governo que muda lentamente a velha energia. Há um novo paradigma ocorrendo, com coisas que vocês nunca uniriam no passado. Este é um oxímoro (instante eterno) – não pode existir juntos – integridade e governo – integridade e segurança – integridade com negócios bancários. Um novo paradigma está próximo de vocês, e esta mudança é difícil. Nós temos o guerreiro e o trabalhador nas cadeiras a minha frente. Eles sabem por que eles vieram: o Akasha está vivo e bem em vocês, queridos, e vocês sabem quem vocês são. Eu sei quem são vocês. E eu celebro cada um, cada um.

E assim é.

KRYON

http://www.kryon.com/

--------------------------------------------------------------------------------


A informação acima é gratuita e está disponível para impressão, cópia e distribuição. Seus Direitos Autorais, entretanto, proibem a venda sob qualquer forma, exceto pelo editor.

LEE CARROLL 

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br




----

10.4.10

SHOUD 8: “Ondas da Consciência” - Apresentando ADAMUS, canalizado por Geoffrey Hoppe

OS MATERIAIS DO CÍRCULO CARMESIM
A Série dos Mestres:

SHOUD 8: “Ondas da Consciência” - Apresentando ADAMUS, canalizado por Geoffrey Hoppe

Apresentado ao Círculo Carmesim
3 de abril, 2010
www.crimsoncircle.com
www.novasenergias.net/circulocarmesim


Eu sou o que sou, Adamus of Sovereign Domain. Bem-vindos à tomada de consciência.

Vamos respirar fundo juntos enquanto começamos nossa sessão. Vou pedir à Linda que controle o tempo hoje. Não será longo. [Risadas] Avise quando derem oito horas. [Mais risadas porque o Shoud costuma terminar por volta das 5.]

Então, queridos Shaumbra, aqui estamos nós. Outra sessão reunidos, outro mês maravilhoso de experiência que se passou desde nosso último encontro.

Como Cauldre e Linda disseram antes, vocês estão seguindo para um tempo de experiência, ultrapassando todo o velho percurso de um processo terrível – espero – e chegando na experiência. E hoje será uma experiência. Na realidade, eu garanto... dou a garantia de terem seu dinheiro de volta! Com certeza, se, no final de nossa maravilhosa sessão de hoje, vocês não estiverem contentes com as informações que receberem, se não obtiverem algo substancial, uma mudança na vida, um despertar na Terra, algo alegre e totalmente impressionante...

LINDA: É melhor que seja bom.

ADAMUS: ... peçam à Linda seu dinheiro de volta. [Risadas]

LINDA: É melhor que seja bom.

ADAMUS: A esta Linda [Linda Hanson na mesa de inscrição], não a esta [Linda Benyo]. Nada aqui, tudo lá. [Mais risadas] Sim, é verdade, garantimos seu dinheiro de volta. Pete, quanto você pagou para estar aqui?

PETE: Vinte e cinco.

ADAMUS: Vinte e cinco dólares para estar aqui e ter uma experiência de iluminação, de alegria, de comédia e de provocação. Vinte e cinco dólares! [Risadas] E quanto precisam pagar a mais pela comida, Kerri?

KERRI: Nada.

ADAMUS: Nada! Por vinte e cinco dólares, vocês me têm e têm comida. E têm a garantia de devolução de dinheiro, uma garantia de que vão receber algo pessoal e transformador hoje.

E isso também se aplica a todos que estão escutando online. Quanto vocês pagaram hoje para estarem aqui? Nada? [Risadas enquanto Adamus está olhando para a câmera de vídeo.] Nada? Vocês estão se juntando a este grupo incrível de Shaumbra... sim, vocês têm que providenciar a própria comida, mas... não pagaram nada. Nem enviaram uma bênção? Não enviaram a esta equipe formidável nem uma nota de agradecimento? Não mandaram euros nem yen (moeda japonesa) nem won (moeda coreana) nem dólares para estarem aqui? Vamos mudar isso agora mesmo.

Se vocês vão estar aqui, vocês têm que dar alguma coisa. Como dissemos meses atrás – uma simples bênção. Uma simples bênção. Melhor ainda, que tal um e-mail para a equipe? Não para Cauldre e Linda, eles já recebem muitos, mas para a equipe do Círculo Carmesim, para os professores que estão ensinando por aí, para todos os fantásticos tradutores e intérpretes e para aqueles que estão montando os websites. Enviem uma carta. Mandem um e-mail. Mandem para... endereço de e-mail?

LINDA: crimsoncircle.com.

ADAMUS: Para “fulano” do crimsoncircle.com. Vocês podem escrever lá [no cartaz] para o câmera Roy mostrar. Enviem para...

LINDA: Michelle, qual o endereço?

MICHELLE: info@crimsoncircle.com.

ADAMUS: info@crimsoncircle.com. Todos vocês escutando hoje, esse é o preço para vocês e ainda com a garantia de devolução do dinheiro. Se não gostarem do que temos a dizer hoje, enviaremos seu e-mail de volta pra vocês. [Muitas risadas] Isto é a Nova Energia. Oferecemos garantia da sua iluminação espiritual.

LINDA: Você é maravilhoso!

ADAMUS: Então, enviem...

LINDA: Geoff está concordando enquanto você diz essas coisas?

ADAMUS: ... ah, ele está fora noutro lugar. Ele está dormindo. Ele está cansado por causa do fuso horário. [Risadas] Eu estou no comando. [Adamus ri.] Ah, as coisas que vamos fazer hoje!...

Então, queridos Shaumbra, falando sério, vamos fazer isso juntos. Vamos fazer juntos. É divertido, é árduo às vezes, pode ser desafiador, e eu sei que deixo alguns de vocês um pouco aborrecidos e... tento deixar. Eu tento, porque movimenta energia quando vocês ficam aborrecidos comigo. Mas vamos agradecer a este grupo que está aqui hoje. Muitos viajaram de bem longe para vir aqui acrescentar sua energia, para realmente criar este incrível espaço seguro para que vocês [olhando para a câmera] possam participar. E se não estiverem assistindo ao vivo agora, se estiverem lendo ou vendo depois, também estou falando pra vocês. Mandem uma nota de agradecimento, uma bênção, porque, assim, poderemos continuar evoluindo e expandindo tudo que estamos fazendo juntos. Este não é um grupo para quem quer ficar à toa, para quem só quer fazer um programa barato. Este grupo está, verdadeiramente, entrando na Nova Energia, como vocês irão ver e vivenciar por si mesmos hoje.

Então, vamos respirar fundo...

[Pausa]

... enquanto começamos nossa jornada – uma jornada que começa neste momento do Agora e se expande, uma jornada para níveis mais elevados de percepção e consciência, uma jornada para... a propósito, tenho que parar um instante. Alguns estão absolutamente chocados no momento. Não necessariamente os que estão aqui, pois vocês já passaram por isso antes [risadas], a maior parte de vocês. Mas alguns estão absolutamente chocados. “Isso é uma reunião espiritual?!” Ah, não. [Adamus ri.] Não, eu sinto muito. Procurem outro lugar na web. Esta é uma reunião de consciência e percepção. Alguns estão chocados achando que faríamos uma reunião sagrada e que seríamos um pouco espalhafatosos.

Sabem o que eram as Escolas de Mistério centenas de anos atrás? Tinha briga, as pessoas puxavam os cabelos e gritavam e, no meio-tempo, ouviam belas músicas e...

LINDA: Uma pessoa acabou de sair. Espero que esteja orgulhoso. [Risadas]

ADAMUS: Entre cabelos sendo puxados e... nós tínhamos música. Tínhamos respiração, muita respiração, mas éramos muito reais, como vocês já devem saber agora. Espiritualidade ou consciência sem realidade é algo muito falso, muito falso. Então, aqui nós somos reais – certo? – de todas as maneiras. Permitimos a completa expressão e não ligamos a mínima para o que possam pensar. É, sim! Isso mesmo! [Aplausos de Adamus e da plateia] E, seja bem-vinda de volta. Sim. [Risadas quando a mulher retorna para a sala.]


Que Voz Vocês Estão Escutando?

Assim, hoje, eu decidi que vamos ter perguntas e respostas.

LINDA: O quê?!

ADAMUS: Não as tivemos por um tempo, então... [uma pessoa aplaude na plateia] Você será a única a aplaudir, porque eu vou fazer as perguntas [risadas], vocês vão tentar responder e, depois, eu vou dar a resposta real.

LINDA: Ah, a gente sabia!

ADAMUS: São as perguntas e respostas de Adamus.

Assim, vamos começar com a primeira pergunta de hoje. Como é que está lá fora? Vou dar uma espiada. Lindo... que dia lindo! [Risadas quando Adamus sai pela porta e some.]

LINDA: Que bonito...

ADAMUS: Um dia lindo. Então, a primeira pergunta para vocês contemplarem é: de quem é a voz que vocês estão escutando? De quem é a voz que vocês estão escutando?

SHAUMBRA: A minha.

ADAMUS: A minha. Parece bom. Certo. Tibor, de quem é a voz que você está escutando?

TIBOR: A sua.

ADAMUS: Ah! Prêmio... Prêmio de Adamus. Agora nós temos os prêmios oficiais de Adamus. Nenhuma resposta está errada, mas alguns merecem o Prêmio de Adamus. [Linda entrega a Tibor um Prêmio de Adamus.] Aí está. E você pode abrir pra que todos vejam?

LINDA: Você vai abençoar isso ou algo assim, ou beijar o premiado?

TYVER: Ah, vai, sim.

ADAMUS: Ah, um momento de suspense. E aí está – o Prêmio de Adamus.

LINDA: O ás.

ADAMUS: O ás. Linda vai segurar um para a Câmera de Roy. [Linda segura um broche de lapela no formato do símbolo do ás.]

ADAMUS: Joyce, de quem é a voz que você está escutando?

JOYCE: A sua.

ADAMUS: A minha? Essa resposta já foi dada, mas é boa. Sim. Kerri, no dia a dia, Kerri, no dia a dia, que voz que você escuta?

KERRI: Infelizmente, muitas.

ADAMUS: Muitas! Outro Prêmio de Adamus.

LINDA: Eu só tenho... lembre-se, o estoque é limitado.

ADAMUS: Ah, temos muita comida pra distribuir hoje, se precisarmos. Obrigado. Ah, sim. Quem é o próximo? Siglinde, de quem é a voz que você escuta?

SIGLINDE: Do Espírito.

ADAMUS: Do Espírito. Quem é o Espírito, Siglinde? Vou puxar o fio da meada aqui, e será que podemos ter o microfone? Aqui.

Certo, Siglinde. Siglinde disse que escuta a voz do Espírito. Tudo bem, mas o que é o Espírito?

SIGLINDE: Todos nós.

ADAMUS: Todos nós. Então, você está escutando todos nós.

SIGLINDE: Mais ou menos.

ADAMUS: Mais ou menos. Essa é, de fato, uma resposta muito boa. Já que a Linda está mesquinha com os Prêmios de Adamus, vamos ver o que tem no bolso de Cauldre... [Muitas risadas quando Adamus puxa um bolo de dinheiro.] Essa é uma resposta de cinco dólares. [Risadas e aplausos quando ele entrega uma nota de cinco dólares a Siglinde.] Oh, Cauldre, depois você declara como despesa. Só não deixe os auditores saberem.

Então, que voz você escuta? Microfone, por favor.

LINDA: Está na filmagem. Você não precisa se preocupar com os auditores.

ADAMUS: Que voz você... [Adamus limpa a garganta.] Microfone?

LINDA: Ah! Estou perdida.

ADAMUS: Que voz você escuta?

MARY SUE: Eu escuto a minha, e você vai destruir minha ilusão, não vai?

ADAMUS: Não, não, não, não, não, não.

MARY SUE: Tudo bem.

ADAMUS: Eu não destruo ilusões. Eu simplesmente as ponho em xeque. [Risadas] Edith... Edith, que voz você escuta?

EDITH: Minha própria voz divina.

ADAMUS: E onde você acha essa voz divina?

EDITH: Dentro de mim.

ADAMUS: Dentro de você. Então, se eu fosse um cirurgião, eu poderia cortá-la e encontrar...

EDITH: Não...

ADAMUS: Ah.

EDITH: ... não, não, seu espertalhão. [Risadas]

ADAMUS: Você escuta sua própria voz divina dentro de você. Como você entra em sintonia com ela?

EDITH: Eu tenho que ficar quieta.

ADAMUS: Você tem que ficar quieta. E, então, você ouve sua voz divina?

EDITH: Se eu tiver sorte.

ADAMUS: E com que frequencia você tem sorte – de ouvir as vozes? [Risadas]

EDITH: Ah, bem...

ADAMUS: Vou responder pra você: raramente. Muito raramente e, provavelmente, já é muito – espero que não se importe que eu responda; você estava certa, mas eu estou mais certo – muito, muito raramente.

Sue, que voz você escuta?

SUE: Bem, é o aspecto que fica gritando estrondosamente no momento. [Risadas]

ADAMUS: O aspecto que está gritando estrondosamente! Bem, parece bem irritante, mas dê a ela um Prêmio, [risadas] porque é verdade! É absolutamente verdade.

Certo, e o senhor, que voz escuta?

HOMEM SHAUMBRA: Muitas.

ADAMUS: Muitas! Está correto. São como aspectos.

HOMEM SHAUMBRA: E, de vez em quando, escuto o que vem do coração. E qualquer coisa que faça barulho agora é que está falando.

ADAMUS: Posso escutar o que vem do seu coração? [Risadas quando Adamus coloca rapidamente o ouvido no peito do homem.] Tudo que eu escuto é tum-tum, tum-tum. Mas essa é uma voz boa de se ouvir. [Para Linda, que está com o microfone] Do outro lado da sala.

LINDA: Ah, vou correr.

ADAMUS: Isso.

LINDA: Ah, por favor, vou correr por você!

ADAMUS: E, depois, vai escrever pra mim no quadro.

LINDA: Ah, que ótimo!

ADAMUS: Mas não temos muito tempo, então, você tem que se apressar quando andar.

LINDA: Vou ser sua escrava! Vou ficar à disposição, mas escrava, não.

ADAMUS: Então, Joep. Joep, que voz você escuta?

JOEP: Muitas.

ADAMUS: Muitas. Isso mesmo.

JOEP: É.

ADAMUS: Boa resposta. Acho que merece um Prêmio de Adamus. É, obrigado. Certo. E uma última pessoa... Vince, que voz você escuta?

VINCE: Aquela conversinha fiada da minha mente.

ADAMUS: Exatamente. Mas já disseram isso, então não ganha um Prêmio. Você só foi redundante, mas corretamente redundante.

Assim, queridos Shaumbra, este é um ponto importante enquanto avançamos: que voz vocês estão escutando? E, geralmente, o que acontece... prepare-se para o quadro, por favor.

LINDA: Ah, claro, vou correr.

ADAMUS: O título... ah, numa outra folha de papel.

LINDA: Ah, é claro.

ADAMUS: Vozes.

LINDA: Que cor prefere que eu use?

ADAMUS: Você escolhe. Conseguir que um humano faça uma escolha... [Risadas]

LINDA: Gosto de esclarecer as coisas e posso escolher.

ADAMUS: Então, vozes. Em geral, aspectos. Aspectos, como sabem... Aspectos [falando para Linda].

LINDA: No plural?

ADAMUS: Isso. Então, geralmente, vocês escutam a voz dos aspectos. Essas partes de sua psique ou seu eu. Eles podem ser de uma vida passada, desta existência, partes de vocês que vocês realmente não têm consciência de que existem... mas são partes de vocês. Cada uma dessas partes tem sua própria agenda a seguir.

Afinal de contas, essas agendas têm que voltar pra vocês, mas existem muitas condições a serem atendidas para que isso aconteça, de modo que eles ficam atuando em seus próprios roteiros limitados e jogando constantemente essa conversinha.

Agora, de certa forma, vocês não distinguem, necessariamente, uma diferença no tom dessas vozes, porque todas chegam através da sua mente e, portanto, todos os sons são iguais. Em determinado momento, vocês podem ter centenas de aspectos falando. E eles falam mesmo. O tempo inteiro. Eles não têm mais nada pra fazer. Não têm trabalho. Não dormem. Não têm filhos, além de vocês. Isso foi engraçado. Eles passam, em termos humanos, 24 horas por dia, sete dias por semana, com vocês, manipulando vocês. Em algum momento, eles voltarão, mas agora eles estão presos nesse jogo. Então, as vozes continuam.

Eles ficam puxando e empurrando uns aos outros, tirando os que estão no caminho e tentando se fazerem ouvir acima do enorme barulho da psique de vocês. Assim, as vozes ficam cada vez mais altas e mais altas. E o que vocês fazem? Esta não é uma pergunta capciosa, mas o que você faz, Larry?

LARRY: Enlouqueço.

ADAMUS: Larry, você enlouquece. É. Então, o que você faz? Você tem todas essas vozes, enlouquece e agora o que acontece quando você enlouquece?

LARRY: Tudo silencia.

ADAMUS: Não, não, de jeito nenhum. Você não recebe um Prêmio de Adamus.

LARRY: Ah, que droga!

ADAMUS: Você quase... você está em vias de ganhar um, mas, não, o que acontece é que, quando você enlouquece, o que você faz – não estou falando dos outros –, o que você faz é se distrair. Você encontra muitas distrações e muitas desculpas – sem querer criticá-lo, mas já criticando –, muitas distrações e nada para calar essas vozes.

Alguns bebem. Outros agem muito dramaticamente, porque quando vocês atuam no drama, de repente, a voz de vocês se torna bem mais forte do que as vozes de seus aspectos. Mas vocês têm um hospício se manifestando, um confinamento de loucos. São vozes, vozes e mais vozes de todo lugar. E o que vocês realmente tentam é bloquear essas vozes. Mas vocês não conseguem, conseguem?

Ah, queridos Shaumbra, alguns poucos atingiram um ponto com a meditação em que conseguem realmente calar as vozes. Sem ofensa, mas vocês não são bons praticantes de meditação. Afinal, vocês são Shaumbra, então... mas muitos se esforçaram e tentaram bloqueá-las. E, de fato, vocês se tornaram, ah, quase bons em serem capazes de realmente bloquear as coisas, porque vocês se isolaram. O barulho ainda está presente, mas vocês fingem que não está. O barulho está em toda a volta.

Agora, além dos seus aspectos, existem outros barulhos. De onde eles estão vindo?

SHAUMBRA: Da programação dos pais.

ADAMUS: Programação dos pais. Excelente. É resposta digna de um Prêmio e de um dólar. [Risadas] E vou pedir a Cauldre que ande com mais dinheiro. [Mais risadas]

LINDA: Pra quem é?

ADAMUS: Vocês vão encher a sala todos os meses.

LINDA: E qual foi a resposta exatamente?

ADAMUS: Programação dos pais. Programação dos pais.

LINDA: Ah, programação dos pais.

ADAMUS: O que seus pais disseram pra vocês.

LINDA: Ahh.

ADAMUS: Essa programação roda continuamente. Vocês têm o programa gravado no seu hard disk interno que se chama mente, cérebro. O cérebro, como se lembram, é um dispositivo de memória. Armazena memórias e as acessa. Então, vocês pensam em fazer uma coisa e os registros dos pais vêm à tona. Na hora de educar o filho de vocês – os filhos –, a programação dos seus pais volta a rodar. Ela roda constantemente.

E o que mais, que outros barulhos podemos identificar?

SHAUMBRA: As igrejas. Os professores.

ADAMUS: A programação das igrejas e dos professores. Igrejas e professores.

LINDA: Igrejas e professores.

ADAMUS: Vamos chamar de “Programação dos Pregadores/Professores”. Programação dos Pregadores/Professores rodando indefinidamente: “Vocês estão condenados ao inferno pela eternidade.” Esse é um tempo muito longo para se fazer qualquer coisa. Ou os professores lhes dizendo, constantemente, que vocês têm que trabalhar duro, estudar muito. Estudar não leva vocês a... sabem qual é a melhor forma de se estudar? Coloquem o livro no chão e sentem em cima dele. Respirem. Respirem e vocês vão absorver as informações. [Risadas] E não através do cérebro, mas através do seu ser energético. Vocês vão absorver as informações e vão assimilar o que é essencial. Se fizerem um teste uma hora depois, será que vocês serão capazes de dar as respostas intelectuais? Não, mas vocês terão a essência.

Então, que outras programações estão em vigor?

KATHLEEN: Os sistemas de crenças.

ADAMUS: Mas os sistemas de crenças de quem?

SHAUMBRA: Os nossos? Os de nossos aspectos?

ADAMUS: Bem, voltamos para os aspectos. Isso.

SHAUMBRA: A consciência de massa.

ADAMUS: Consciência de massa era o que eu estava querendo. O que que você quer?

MULHER SHAUMBRA: Nada.

ADAMUS: O broche, um dólar ou um beijo? [Muita risada]

MULHER SHAUMBRA: Fico com o beijo. [Muitas risadas e aclamações quando Adamus a beija.]

ADAMUS: Adoro este trabalho! [Mais risada] Então... e voltando para Kathleen. Sim, você está... o que você disse?

KATHLEEN: Sistemas de crenças.

ADAMUS: Sistemas de crenças. Mas essa é uma trama muito complexa, muito emaranhada – os sistemas de crenças – porque de onde eles vêm?

KATHLEEN: De tudo.

ADAMUS: De tudo. De tudo – dos seus aspectos, da consciência de massa, dos pregadores religiosos, dos professores e de outras esferas. As outras esferas são responsáveis por muitos sistemas de crenças e muitas maneiras de agir. Entidades que ficam ao redor – não de vocês, mas vocês sabem do que estou falando – das pessoas com quem vocês trabalham, das pessoas de quem falaremos no workshop que vamos fazer.

Ah, Cauldre está dizendo que estou falando muito rápido, mas sabem como é, isso é pra compensar, porque, em nossa recente viagem à Ásia, eu tive que falar tão devagar que fiquei com prisão de ventre. [Risadas] E não, Cauldre. Mas ele... é...

LINDA: O que isso tem a ver com você falando como se estivesse lendo um livro?

ADAMUS: M. I. M. [Risadas porque M. I. M. = Muita Informação Mesmo]

LINDA: O que tem a ver?

ADAMUS: Então, essas entidades que ficam ao redor influenciam as pessoas que estão, particularmente, desequilibradas.

Agora, por favor, não corram pra casa pra pularem na cama e se meterem debaixo das cobertas, imaginando que entidades estão com vocês a esta altura, porque vocês sabem, facilmente, que, se houver alguma, vocês fazem o quê?

SHAUMBRA: A gente bate nelas.

SHAUMBRA: A gente sai de lá.

ADAMUS: Bate nelas, foge pra outro lado. Não, não, não. Não, vocês fazem uma escolha consciente. “Saiam, diabos, da minha vida.” Sejam claros. Não fiquem botando panos quentes. Não tentem processá-las. Sejam claros. “Saiam da minha vida agora.” Vocês não precisam delas e, se precisarem... é porque precisam de outra coisa, da qual vou falar em junho. Terapia.

Então, vocês têm todas essas escolhas à disposição e, quando param por um instante, porque a vida ficou muito maluca, muito estressante, no meio de um ataque de nervos, vocês dizem: “Por favor, preciso de ajuda de qualquer lugar, qualquer coisa!” E vocês continuam escutando muitas vozes e vivenciando muita confusão. Então, o que vocês fazem?

SHAUMBRA: Respiramos.

LINDA: Fazemos compras.

ADAMUS: Vocês devem respirar, mas vocês... vocês vão fazer compras, é, ou batem em retirada. Vocês desistem e ficam limitados, porque vocês não sabem mais que voz escutar. A propósito, não estou criticando ninguém, mas estou tentando ajudá-los a entender, porque vocês vão ajudar muitas outras pessoas a entender que voz é essa que estão escutando.


A Voz Verdadeira

A voz verdadeira vem do Corpo de Consciência. É uma voz abrangente e não é apenas do divino. Como falamos, em nosso último encontro, vocês meio que separavam o divino, vocês o largavam num armário espiritual em algum lugar, trancavam a porta e, depois, esqueciam onde o armário estava. Então, não quero dizer que o Corpo de Consciência é somente divino. Ele é também humano. É também mental. Inclui também seus potenciais futuros e os potenciais do passado que nunca foram realizados ou concretizados.

Entendam, como dissemos antes, as coisas que aconteciam a vocês no passado eram muito falsas, porque, embora vocês tenham tido a experiência de estar, digamos, em um... eu ia dizer acidente de carro, mas vocês colocariam coisas na mente e poderiam ter um esta noite... Então, não vamos dizer isso. Vamos dizer que, no passado, vocês tenham tido um incidente em que ficaram muito, muito doentes. Ah, agora vocês vão achar que vão ficar doentes de noite. [Risadas]

Bem, digamos que vocês tenham ficado muito doentes e que acreditam que, em determinado período da vida, ficaram muito doentes e quase morreram. Vocês registram isso como um evento que aconteceu. Como se tivesse sido publicado no jornal e é assim que é. É notícia. É história, mas, na verdade, não é assim. Esse evento foi um de muitos potenciais, de potenciais bem vivos e reais. Foi aquele que vocês calharam de manifestar nesta realidade, mas vocês tinham muitos potenciais em outras realidades que se manifestaram em uma forma não física. Vocês tinham muitos, muitos outros potenciais que foram contemplados – vocês pensavam neles em algum nível – mas que nunca se concretizaram. Essa é a história real de vocês – dos seus potenciais – não o que vocês pensam que aconteceu.

Mas estou... vocês já viram que o dinheiro valeu a pena. Já. Já viram. Então, não se preocupe, Linda, não acho que receberão nenhum pedido de devolução. E vocês que estão online [olhando para a câmera], comecem a escrever aquelas cartas de agradecimento para a equipe.

Então, a voz real e a voz que está agora emergindo, que vocês podem realmente sentir, é a do Corpo de Consciência. Consciência é percepção. Falamos no mês passado sobre o seu Corpo de Consciência – o Eu Sou deste exato momento. O ontem não importa. A existência passada é irrelevante.

Os potenciais do futuro só podem, na verdade, ser ponderados ou contemplados a partir deste momento. Vocês não entram nos potenciais futuros para contemplá-los. Muitas coisas, ou potenciais, vão acontecer com você, Elizabeth, nos próximos meses – coisas maravilhosas, por sinal. Agora, você não vai até o futuro para contemplá-los. Você contempla daqui. Mas vocês precisam ser capazes de confiar na voz – A Voz. E a razão pela qual vocês vão tão frequentemente ao passado, ou se projetam para o futuro, é não confiarem nessa voz no momento do Agora. Ela é impressionante. Impressionante.

Então, o que vamos fazer hoje é começar esse processo de confiar na voz. Mas vocês precisam entender de onde vêm todas as outras vozes – da consciência de massa, de alienígenas, de outras entidades não físicas.

LINDA: Alienígenas?

ADAMUS: Claro, alienígenas – todo mundo precisa de um pequeno alienígena de vez em quando – e fantasmas, almas penadas. Almas penadas – gosto desse termo. Almas penadas. Estão por aí. E, na verdade, o engraçado é que poderiam ter almas penadas na sala agora, mas elas não estão aqui hoje. Não estão, mas almas penadas são fantasmas, os mortos, aqueles que ficam vagando pela Terra, que não se liberaram.

LINDA: Em que categoria você se enquadra? [Risadas]

ADAMUS: Ah... dos Grandes Mestres Ascensos.

LINDA: Ahhh! Que tolice a minha! Ah! Uma nova categoria. Oh!

ADAMUS: É, e, ah, se puder, em vozes, coloque Adamus aí.

LINDA: Ah, Grandes Mestres Ascensos.

EDITH: Eu sou o que sou.

ADAMUS: Sim, você é.

EDITH: Obrigada.

ADAMUS: Sim. Então, o que vocês fazem agora é se conscientizarem da voz do seu Corpo de Consciência, da sua percepção. Ele não fala uma língua. Todos sabemos disso. Temos falado sobre não definir, não usar palavras. Chamar de voz, na verdade, não é o mais correto, mas é o mais próximo que conseguimos chegar. É um sentimento, um saber no momento. Essa é a voz.

Vocês não vão ouvir sons, palavras, em sua cabeça. Vocês vão talvez sentir algo no coração, na barriga, mas vão sentir um... Vou usar a definição de Cauldre quando ele entra em conexão... Detesto essa palavra “canalização”. Quando ele entra no modo de conexão, há uma energia dourada, querida, aconchegante, doce que flui através dele, que dá arrepios que vão do topo da cabeça até a sola dos pés. E isso é a voz. Esse é o saber de que vocês estão aí e é isso que sentem, ou percebem, ou escutam, na falta de palavras melhores.

Pode ou não ter atributos da sua humanidade. Esta voz inclui, em parte, a condição humana de vocês, de modo que pode ser que ouçam um pouco dela também, mas ela é o Todo. É necessária uma confiança implícita – a confiança em si mesmos – porque o que acontece no momento em que começam a escutar a voz do Corpo de Consciência, o Eu Sou, é que cada uma dessas vozes também começa a se mostrar. Por quê? Porque é hora de calar a mãe e o pai. É hora de calar vocês, e essa é a oportunidade que elas têm de começar a empurrar suas agendas, de começar a competir por posição, de começar a fazer com que vocês ajam de acordo com qualquer que seja o desequilíbrio que elas tenham.

Então, de repente, vem essa inundação de outras vozes e, nesse momento, vocês se lembram do Eu Sou, de quem vocês são. Não dessa... posso dizer?

LINDA: Ah, faça-me o favor.

ADAMUS: Tudo bem. Não, ah, tem...

LINDA: Nada de palavrão. Não diga palavrão.

ADAMUS: Ah, nunca, nunca, nunca, nunca, nunca.

LINDA: Vai ofender muitas pessoas.

ADAMUS: Não... ah, vou usar aquela palavrinha legal... Lembram não dessa falsidade do Eu Sou.

LINDA: Ah, puxa, você pode usar essa.

ADAMUS: Qual?

SHAUMBRA: Shit. (N. da T.: em português, “merda”; o diálogo abaixo se tornaria inverossímil se a tradução fosse usada.)

ADAMUS: Não, é com duas sílabas.

LINDA: Shit tem duas sílabas?

ADAMUS: Tem, se você colocar uma vaca na frente dela.

LINDA: Ah!! Ah, bullshit. (N. da T.: ao pé da letra, seria “bosta de vaca”, mas a tradução em português é “besteira”, “bobagem” ou, para manter a linha do palavrão em inglês, “babaquice”.)

ADAMUS: Isso, sim, sim. Vejam, agora quem disse foi ela, não eu. [Risadas] Eu nunca usaria linguajar chulo diante de um grupo.

LINDA: Estou aqui pra isso! [Risadas]

ADAMUS: Mas, entendam, às vezes, quando vocês dizem “eu sou o que sou”... fazemos isso com grupos de Shaumbra pelo mundo afora... que eles digam... bem, vamos fazer agora. Certo. Vou pedir, já já, que vocês digam “eu sou o que sou”.

Quando eu contar até três. Um, dois, três!

PLATEIA: “Eu sou o que sou.”

SHAUMBRA: Aleluia!

ADAMUS: [rindo] Este não é um grupo evangélico! [Risadas] Bem, ou talvez seja. Talvez seja.

Não, foi, de fato, melhor do que eu esperava. Vamos tentar mais uma vez, mas um pouco mais real, com um pouco mais de coragem, colocando um pouco mais de vocês nisso. Quando eu contar até três, e vamos fazer isso para os que estão nos acompanhando sem pagar pela internet. No três. Um, dois, três!

ADAMUS E PLATEIA: “Eu sou o que sou.”

ADAMUS: Muito bem. Muito bem. Vocês ainda se perguntam se podem acreditar nisso, mas, na verdade, estão começando a acreditar. Excelente.

Então, vocês se lembram, durante esse processo de escutar a voz real, “eu sou o que sou”. “Eu sou o que sou”. Depois, essas outras vozes, realmente, começam a se acalmar um pouco. Elas não vão, necessariamente, embora. Vocês não as bloqueiam, mas, de repente, elas prestam atenção. Elas escutam e dizem: “O que foi isso? O que foi que Marc disse? Será que eu ouvi mesmo o Marc dizer ‘eu sou o que sou’?”

Agora, elas, necessariamente, não se convenceram ainda disso, mas a parte delas, que tem aquela luz interior, quer acreditar. Então, elas vão parar um instante e escutar novamente enquanto você diz... [Adamus se inclina para Marc.]

PLATEIA: “Eu sou o que sou..”

ADAMUS: Eu queria que Marc dissesse, mas tudo bem. [Risadas] E, então...

MARC: Eu tenho muitas vozes. [Muitas risadas de Adamus e da plateia] Precisamos de um prêmio pro Marc por sua inteligência e perspicácia.

LINDA: Você quer entregar pra ele?

ADAMUS: Não, não. Você. Você é a entregadora oficial.

LINDA: Fico feliz.

ADAMUS: Pela perspicácia.

LINDA: Estou à disposição.

ADAMUS: Então, todas essas vozes param um instante e, novamente, você diz, Marc...

MARC: Eu sou o que sou.

ADAMUS: Isso. E elas, de fato, se aquietam por um tempo. Elas estão prontas pra atacar de novo a qualquer momento, mas se calam por um tempo. É neste espaço sagrado e seguro que vocês realmente começam a ouvir sua própria voz real, a voz do seu Corpo de Consciência, sua voz consciente.

Vamos tentar isso agora. Este é um lugar seguro – assim espero. Já passamos dez anos aqui, sem maiores incidentes. Então, este é um espaço seguro. Vocês sabem que todas essas vozes os assustam de vez em quanto, mas agora vocês estão realmente começando a perceber o Eu Sou. Vocês não estão deixando mais que elas assumam o comando, vocês estão tomando a liderança. Vocês estão voltando para si mesmos. Voltando para o Eu Sou o que Sou.

Então, vamos colocar uma música de fundo, só pra que sua mente pense que está fazendo alguma coisa, e eu vou pedir que sejam muito corajosos e abram sua consciência. Não escutem com os ouvidos, mas escutem com o Corpo de Consciência, com o seu ser inteiro. Escutem a si mesmos, sintam a si mesmos e conheçam a si mesmos.

Vamos pedir a nosso amigo John que coloque uma música muito bonita, uma música inebriante, que tem camadas multidimensionais. Respirem fundo...

[“Lemurian Homecoming” de Anders Holte toca por cerca de 5 minutos.]

[Adamus fica de pé em silêncio por mais um minuto.]

ADAMUS: Respirem fundo... relaxem.

Relaxem.

Uau! Estou muito, muito impressionado com o grupo todo. A composição musical, ou o arranjo, era de Anders Holte, da Alemanha. Muitos de vocês já conhecem seu trabalho. E o arranjo não era a voz que vocês estavam escutando. Foi, na verdade, mais uma distração do que qualquer outra coisa.

LINDA: Você não está usando o banheiro!? [Risadas quando Adamus se retira e entra no banheiro masculino, mas prossegue falando.]

ADAMUS: O que vocês realmente fizeram foi focar a mente na música, de modo que pudessem começar a relaxar...

LINDA: Não faça isso!

ADAMUS: ... e então entrar nesse estado de quietude. [Ele puxa a descarga.] E... ah... [Muitas risadas]

LINDA: Toma vergonha!

ADAMUS: Daí, enquanto a música tocava, vocês foram capazes de deixar ir, relaxar um pouco e, então, quando a música parou...

LINDA: Subiu o zíper?

ADAMUS: ... todas essas vozes meio que se calaram, tudo ficou quieto, então, quando a música parou e ficou silêncio, vocês tiveram um minuto mais ou menos de quietude real. E repararam que não ouviram, necessariamente, uma grande voz. Apenas uma sensação muito boa. Essa é a grande voz. Esse é o Corpo de Consciência.

Nenhuma comoção, nenhuma dúvida se estavam fazendo direito. Vejam, vocês pensaram que tinha acabado e, de fato, relaxaram, porque não estavam mais fazendo um dever de casa, estavam apenas esperando que eu recomeçasse. Nesse momento, nesse breve momento, foi que surgiu a voz real interior.

Ela não diz o que fazer. Por favor, por favor, não esperem que ela diga que carro comprar, onde passar as férias ou coisas desse tipo. Já se foram os velhos tempos em que vocês precisavam de algo ou alguém que lhes dissesse o que fazer. Ela não precisa nem quer fazer isso. Só quer estar com vocês. Esta é a maior voz de todas: vocês querendo estar com vocês mesmos. Sentindo-se tão seguros agora, nesta realidade tão cruel, que simplesmente conseguem ficar com vocês mesmos. É a única voz de que precisam. Vocês não precisam de mensagens. Vocês não precisam de respostas definidas. É isso que vocês escutam.

Esse arranjo musical multidimensional de Anders é um meio maravilhoso de fazer isso. Acredito que possa ser encontrado no website. [Lemurian Homecoming está disponível no Shaumbra Shoppe.] Quer escolham essa música ou outra coisa qualquer, essa é uma ótima forma de fazer isso e, depois, permitam-se ficar nesse espaço quieto e seguro. Vocês vão começar a ouvir, a sentir a voz real.


Percepção e Novos Potenciais

Então, vamos passar para a próxima pergunta de hoje. E para aqueles que estão imaginando se vou responder à pergunta “Jesus morreu mesmo na cruz?” É Páscoa. É Páscoa, Aandrah. Centenas de Shaumbra do mundo inteiro querem saber. Talvez, se tivermos tempo. Talvez. É uma resposta fascinante.

Mas eu tenho... bem, na verdade, todos nós temos um compromisso. Esqueci de dizer a vocês. E a razão pela qual tenho que ir, bem, digamos, lá pelas cinco horas, talvez, seis [risadas], é porque estamos trabalhando numa coisa. Vocês, provavelmente, não sabiam. Você sabia [falando com Linda], porque se sentiu esquisita antes e achou que era algo com você, mas não era. Não era. Aah, estou cantando! [Risadas, quando Adamus começa a cantar.] Humm, não era com você! [Mais risadas]

Então, estamos trabalhando numa coisa agora, porque é isso que fazemos. É isso que vocês fazem. Respirem fundo e explicarei o que é. Na verdade, tem um ataque terrorista sendo planejado para amanhã, Páscoa. Sim, faz sentido. Uma pequena conturbação nos sagrados serviços religiosos para chamar atenção e sair nas notícias. Isso dá uma grande notícia. Assim como desdenhar aqueles que cometem atos de terror num feriado sacro, não importa de que religião, mas é um feriado sacro. Não importa se você honra os vivos ou os mortos, mas é sacro. Bom, há um plano em andamento, e é por isso que preciso sair cedo pra trabalhar com os terroristas – não incentivando, é claro [risadas] – e vocês também estão trabalhando com eles.

Então, o que fazemos quando trabalhamos com um grupo de terroristas planejando destruir preciosas vidas humanas em larga escala? Nós vamos lá e gritamos com eles, Steve?

STEVE: Não.

ADAMUS: Rezamos por eles, Marilyn?

MARILYN: Se a gente quiser.

ADAMUS: Se... não, você me dá um dólar. [Muitas risadas] Passe pra cá um dólar. Então, você me dá um dólar por ela! [falando com o irmão de Marilyn; mais risadas] Vou fazer desta uma empresa lucrativa de um jeito ou de outro. [Risadas] Não, vocês não rezam por eles, porque isso é uma agenda de vocês. Isso é falta de compaixão da parte de vocês... Sinto muito, mas eu fico com o dólar.

Então, a gente vai e envia energia psíquica pra eles?

SHAUMBRA: Não.

ADAMUS: Não. Não, não, não, não. Então, o que fazemos?

SHAUMBRA [gritando lá de trás]: Honramos.

ADAMUS: Certo. Nós...

SHAUMBRA: Temos compaixão.

ADAMUS: Compaixão.

LINDA: Você quer uma lista?

ADAMUS: Claro.

EDITH: Seria melhor contratar um assassino profissional. [Muitas risadas]

ADAMUS: Me dê a sua... eu quero a sua bolsa! Quero a bolsa inteira! Quero tudo! [Muitas risadas] Aandrah, você está ocupada amanhã?

AANDRAH: Estou.

ADAMUS: Preciso de uma sessão.

Compaixão. É claro. Vocês vão até lá – na verdade, nós vamos – com compaixão. E estamos lá neste momento. Parte de vocês está lá agora mesmo nesse planejamento, nessa reunião que os terroristas estão fazendo. Nós vamos até lá com uma noção expandida de consciência. Em outras palavras, essas coisas não precisam acontecer. Não existe destino. Nós vamos lá tomando consciência de potenciais maiores. Não para impor, mandar nada. Seria como andar com uma enorme cesta de presentes dizendo: “Que tal isto em vez – bum – disso? Que tal coisas como amar a si mesmo em vez de ficar zangado com sua mãe e achar que precisa explodir o mundo?” Que tal essa cesta de presentes, esse potencial, que diz: “Vocês são Deus, mas, agora, ajam como ele.” Em vez de dizer: “Este é Deus, estas são as regras, ou vocês as seguem ou vamos matar vocês.”

Então, nós entramos lá com um senso muito expandido de consciência e, talvez, apenas talvez, eles o absorvam. Eles o sintam. Talvez um do grupo, ou cinco, pare por um instante e diga: “Estou sentindo uma coisa. Estou ouvindo uma voz. Sinto uma coisa e, sabe, será que é isso mesmo que queremos fazer pra que nossa voz seja ouvida?” Isso é tudo que estão tentando fazer, conseguir que sua voz seja ouvida. “Talvez a gente não precise explodir as coisas, talvez, só talvez, se começarmos a olhar pra nós mesmos, possamos, individualmente, um a um, apesar do costume de ser terrorista, começar, talvez, a mudar o mundo mudando a nós mesmos e, então, conseguir vencer o controle e a raiva e fazer com que os aspectos de nossas vidas passadas desistam de suas caras feias e deixem de querer explodir as coisas.”

Assim, Shaumbra, quando entramos lá, como agora, nessa reunião de terroristas trabalhando em seus planos de última hora, nós vamos com essa compaixão. Aliás, é igual a lidar com vocês mesmos, porque... [falando com Linda] vire de novo, por favor, para a folha com as vozes – todos estes são terroristas. São terroristas. Aandrah? Eles gostam de mandar as coisas pelos ares?

AANDRAH: Gostam.

ADAMUS: Às vezes, sim. É. Às vezes, eles gostam é do efeito hipnótico. Às vezes, eles gostam é de gritar bastante, mas, sim, alguns gostam de explodir as coisas dentro de si. Explodir as coisas aqui em cima [aponta para a cabeça]. Esse é um alvo fácil.

Então, voltando para o assunto. Existe mesmo um grupo de terroristas planejando alguma coisa para amanhã. Aqui estamos nós dizendo que essa energia, que essa energia presa de raiva, de controle, pode ser transmutada, não com força, mas com compaixão e respeito, sem queda de braço e sem negociação, acreditem ou não. Nós não... eu não negocio de jeito nenhum.

Se vocês entendem realmente o Eu Sou, não há negociação. “Eu Sou. Não vou negociar isso. Eu Sou o que Sou, nem mais, nem menos.” Nós vamos até lá com a nossa presença, e talvez essa presença seja sentida por eles.

Daí, o que acontece? Bem, uma das diversas possibilidades. Amanhã, vocês podem acordar e receber uma notícia bem ruim. Claro, ninguém realmente quer esse potencial. A maior parte das pessoas não. Ou, amanhã, as notícias podem ser surpreendentes. Um grupo de terroristas, na etapa final de seus planos, fez alguma coisa estúpida. Os planos deram errado. Não conseguiram explodir a bomba que estava na cueca. [Algumas risadas] Nunca vou entender essa parte. [Mais risadas]

Tenho que dizer, os terroristas... [para Linda] você poderia voltar para a folha das vozes?

LINDA: Com todo prazer.

ADAMUS: Os terroristas não são muito espertos. Realmente não são. Eles gostam de fazer estardalhaço, mas nunca foram inteligentes. Nunca. Então, esse é outro potencial. “Oficiais do governo desvendam plano para ...”, completem vocês, destruir sei lá o quê. “No último minuto, o plano foi frustrado.” É quando vocês abrem um sorriso e dizem: “Meu Deus, nós somos bons!” [Risadas] E não usamos força alguma. Apenas pegamos nossa consciência no Agora e a colocamos lá. Surpreendente! Mágico! De falo, não é nada mágico, é tão simples que não tem mistério.

Ou a terceira possibilidade: nada. Nada acontece; vocês não leem sobre coisa alguma. Nada acontece amanhã. O dia começa e termina como outro qualquer, porque, em algum nível, o plano simplesmente colapsa. Falha qualquer detalhezinho, ou detalhes. Ou talvez o líder do grupo tem um infarto repentino e bate as botas. Não que a gente vá causar isso, mas, entendam, queridos Shaumbra, quando tanta energia do coração, como a de vocês, é lançada, isso pode afetar o coração de alguém. Se eles realmente internalizarem a energia, ela pode se manifestar, de repente, muito rápido.

Então, vocês não leem sobre nada; nada acontece. E vocês se perguntam: “Bem, será que o Adamus inventou tudo isso? Porque, qualquer que seja a situação, Adamus estava certo. Qualquer que seja a possibilidade.” A situação boa para mim é se o plano for frustrado e sair nas notícias. A ruim para todos é se ele funcionar e os terroristas não sentirem a nossa presença. E a que seria a melhor é, bem, não vou classificar de melhor, mas a que, na verdade, faria com que eu me sentisse bem era se nada acontecesse, seus planos falhassem, porque isso me diria que a consciência realmente está expandindo. Ela não vai tolerar a intolerância. [Risadas]

LINDA: Essa foi boa.

ADAMUS: Não vai permitir que todo esse controle da Velha Energia continue.

LINDA: Posso escrever isso?

ADAMUS: Pode. Não tenho a menor ideia do que eu disse, mas...

Assim, queridos Shaumbra, reservem um tempo, se puderem. Estamos trabalhando nisso – todos nós [dirigindo-se para a câmera]. Podem parar de escrever essas cartas de agradecimento e reservem um tempo agora para respirar fundo. O mundo é um lugar lindo. É, sim. Não há experiência como esta. Vocês realmente não conseguem ascender nas esferas angélicas. Vocês podem ir para lá se recuperar de estar na Terra [risadas, até de Adamus], mas vocês não conseguem ascender. Vocês também podem se esconder lá entre as existências, mas o negócio é aqui. É bem aqui que fazemos este trabalho.

Essa batalha entre os terroristas e a sinceridade, a compaixão e a percepção, essa batalha entre as forças do velho e a consciência do novo, não tem a ver apenas com a Terra, vocês sabem. Está afetando também e tendo grandes implicações nas outras esferas. Existem esferas angélicas que... ah, eu vou falar de anjos qualquer dia desses. Vou contar a vocês a pura verdade sobre anjos e ela não é tão singela como vocês pensam. [Algumas risadas] É uma coisa surpreendente, mas existem seres angélicos que realmente estão hesitando. Eles não querem que a criação ande pra frente, por quaisquer razões. Tratarei disso. Você pode anotar na lista de coisas que vamos fazer antes que eu vá embora...

LINDA: Oh, oh.

ADAMUS: ... vamos fazer um workshop sobre anjos e chamá-lo de algo tipo [fazendo uma voz dramática] “Anjos – Forças do Bem ou Forças do Mal.” [Risadas]

LINDA: O que você quer aqui em cima, Workshop sobre Anjos?

ADAMUS: Workshop sobre Anjos está bom por enquanto. Estou tentando ajudar com o marketing e manter as coisas andando. É por isso que estou oferecendo a garantia de terem o dinheiro de volta no workshop de hoje.

Então, alguém quer o dinheiro de volta por enquanto?

SHAUMBRA: Não.

ADAMUS: Ótimo. Ainda não terminamos.

Então, vamos expandir nossa percepção, nossa compaixão até essa energia, essa consciência do grupo terrorista. Apenas estejam lá. Respirem fundo e apenas estejam lá. Sem discursos. Vocês não têm que ter sua voz se pronunciando para eles, assim como vocês não precisam de outras vozes se pronunciando para vocês. Apenas estejam lá, cada parte de vocês...

[Pausa]

Sua sabedoria...

O que vocês aprenderam ao longo desses anos sobre consciência e energia...

[Pausa]

Levem isso com vocês.

O que vocês sabem sobre o conflito interno, dentro de vocês, o que vocês sabem sobre ataques a moinhos de vento, e como essa é mesmo uma grande ilusão.

O modo como vocês sabem que, quando, enfim, vocês se amam e confiam em si mesmos, não há necessidade de nenhum tipo de terrorismo. Vocês não precisam explodir tudo pra fazer com que as coisas andem.

Vamos simplesmente estar lá, neste momento.

[Pausa]

Como vocês, provavelmente, já concluíram... imaginaram... não é só numa localização geográfica no planeta que esse grupo está operando. Ele está operando nas esferas não físicas. Na realidade, vocês podem dizer que os humanos que estão operando nas esferas físicas estão sendo manipulados por seres de outra esfera, que estão projetando suas vozes nesses humanos, suas agendas.

Vamos simplesmente estar lá, em todas as esferas... na verdadeira presença Eu Sou.

[Pausa]

E, agora, vamos, suavemente, suavemente, trazer o foco para cá, mas, na verdade, parte de vocês ainda fica lá. E, lembrem-se, sem uma agenda para o resultado. Sem roteiro. No momento em que vocês assumem uma agenda, vocês começam a desequilibrar a coisa. Então, sem agenda para o resultado; é o que é.

Vamos respirar fundo e prosseguir com nosso trabalho aqui, mas a atividade continua lá. Mal posso esperar pra falarmos sobre isso em nosso próximo encontro.


Quem Está Mexendo as Cordinhas?

Vamos mudar de assunto aqui um instante. Então, vou perguntar a vocês quem está mexendo as cordinhas da sua vida? Vou pedir à Linda que ande com o microfone.

LINDA: Com todo o prazer.

ADAMUS: Bem, vou começar por aqui. Vamos começar com On, Garret. Quem está mexendo as cordinhas da sua vida?

GARRET: Na maior parte do tempo, são os meus aspectos que estão gritando.

ADAMUS: Na maior parte do tempo, os aspectos que estão... obrigado pela resposta bem honesta. Com certeza. Ótimo. Linda, você escolhe desta vez.

LINDA: Certo. Alguém quer levantar a mão? Você tem coragem?

ADAMUS: Quem está criando a realidade na sua vida? E, sim, esta é uma pergunta capciosa.

LINDA: Todas elas são.

ADAMUS: Quem está criando a realidade?

MARY: Na maior parte do tempo, a minha mente.

ADAMUS: A sua mente, sim, essa é uma boa resposta. [para Linda] Talvez você queira carregar alguns prêmios de Adamus, porque tenho um pressentimento de que isso vai ser melhor do que eu tinha planejado. Então, às vezes, é a sua mente.

LINDA: Alguém ganhou prêmio?

ADAMUS: Sim, a Mary. Mary leva um prêmio. Então, quem está mexendo as cordinhas? Eu sei que você quer a resposta. [falando com Jane] Você está radiante hoje.

JANE: Obrigada. É a lista que está lá. É tudo a mesma coisa.

ADAMUS: A lista que está lá. Sim, essa é boa. Como já disseram essa resposta, não posso lhe dar um prêmio, mas você está certa. Não vou deixá-la sem jeito diante de milhões de pessoas. Bilhões, talvez. Sim.

MULHER SHAUMBRA: Eu estou. Eu estou mexendo as cordinhas. Eu estou criando a minha própria realidade.

ADAMUS: Você está. Mesmo?

MULHER SHAUMBRA: Estou.

ADAMUS: Mesmo? Você escolheu os seus pais?

MULHER SHAUMBRA: Escolhi.

ADAMUS: Mesmo? Quando?

MULHER SHAUMBRA: Antes de vir para este planeta.

ADAMUS: Mesmo?! Você se lembra?

MULHER SHAUMBRA: Não.

ADAMUS: Quem estava lá com você?

MULHER SHAUMBRA: Boa pergunta.

ADAMUS: Mas você diz que está criando esta realidade, e não...

MULHER SHAUMBRA: Aqui embaixo. Aqui embaixo.

ADAMUS: Aqui embaixo.

MULHER SHAUMBRA: Isso.

ADAMUS: Tudo bem, mas não começou com os seus pais?

MULHER SHAUMBRA: Ah, sim.

ADAMUS: OK. Mas você não se lembra.

MULHER SHAUMBRA: Eu não me lembro de escolhê-los, mas sei que escolhi.

ADAMUS: Você pensa que escolheu.

MULHER SHAUMBRA: Correto.

ADAMUS: Mas você não sabe que fez isso, do contrário, você me diria como foi esse encontro com os outros anjos e como você escolheu seus pais. Você não escolheu os seus...

MULHER SHAUMBRA: Bem, eu inventei uma boa história.

ADAMUS: É. Faça o DreamWalker de Nascimento. Você vai descobrir que foi sugada por um tudo de volta pra Terra com base num monte de desejos não realizados e esperneando e gritando. Não foi uma escolha consciente, sinto lhe dizer.

MULHER SHAUMBRA: Tá, tudo bem.

ADAMUS: Como todo amor e compaixão, mas você não escolheu.

MULHER SHAUMBRA: Certo. [Risadas quando Linda entrega um Prêmio a Adamus.]

ADAMUS: Eu queria dinheiro! Então, quem está mexendo as cordinhas? Greg?

GREG: Infelizmente, algumas vezes é a burocracia.

ADAMUS: Sim, a burocracia mexe as cordinhas. Ela mexe as cordinhas, mas você aceita como se fosse mesmo uma marionete. [Adamus dança como uma marionete puxada por cordinhas.] Sim.

LINDA: Que gracinha! Faz de novo.

ADAMUS: Como uma marionete de cordas, porque você aceita o sistema de crença de que a burocracia tem a última palavra.

GREG: Nem sempre.

ADAMUS: Acontece muito. Nem sempre? Não, não. Muitas vezes. Nem sempre uma ova, mas é uma boa observação. Certo.

LINDA: Ele ganha um prêmio?

ADAMUS: Não exatamente, não. Não. Os prêmios são para aqueles que realmente fazem as pessoas dizerem “ooh” e “aah”. Temos uma mão levantada aqui.

LINDA: Ah, muito bom. O senhor é corajoso.

ADAMUS: Quem está mexendo as cordinhas?

TIBOR: Meu primeiro pensamento seria que não sei. Eu absolutamente não sei, mas...

ADAMUS: Boa resposta. Deixe como está. Dê a ele um prêmio. Mas agora você pode continuar. É, prossiga.

TIBOR: Mas quando deixei de tentar imaginar isso, porque não se consegue imaginar um “não sei”, parece que a gente está cocriando. Quanto mais eu libero o “não sei”, mais estou permitindo a todos nós juntos propormos o que queremos viver e vivenciar. [Alguém diz: “Uau”.]

LINDA: De onde você veio?

TIBOR: Da Fonte.

ADAMUS: Da Fonte! [Adamus gargalha; a plateia ri e aplaude.] Eu gostaria de me dirigir às pessoas da mesa aqui.

LINDA: Ah, meu Deus.

ADAMUS: Dificilmente, elas são incluídas. Então, podem responder. Quem está mexendo as cordinhas?

MICHELLE: Meu Corpo de Consciência.

ADAMUS: O seu Corpo de Consciência. Certo, ótimo. Agora, fique com o microfone porque vamos prosseguir com isso. Então, é o seu Corpo de Consciência. Tudo bem, mas você acabou de aprender sobre o Corpo de Consciência no mês passado.

MICHELLE: Hum hum.

ADAMUS: O que dizer de todas as outras experiências da sua vida até fevereiro de 2010? De onde elas vieram? Quem estava mexendo as cordinhas?

MICHELLE: Os meus aspectos.

ADAMUS: Os aspectos. Isso mesmo. Boa resposta.

MICHELLE: Meus aspectos estavam mexendo minhas cordinhas, mas o Corpo de Consciência, realmente, me fez sentir que é o certo pra mim.

ADAMUS: Correto.

MICHELLE: Então, pra mim, é o meu Corpo de Consciência.

ADAMUS: É uma boa resposta, mas nenhum de vocês acredita nisso realmente, ainda. Nenhum de vocês está vivenciando isso, ainda.

LINDA: Essa não merece um prêmio assim mesmo?

ADAMUS: Ah, não exatamente. Sinto muito, mas fica pra próxima. Ah, sim?

RICKI: As pessoas ao meu redor que eu permito que me controlem e...

ADAMUS: Sim. As pessoas ao redor.

RICKI: ... mexam minhas cordinhas.

ADAMUS: Com certeza. Mexem suas cordinhas. Então... Nancy?

NANCY: O quê?

ADAMUS: [rindo] Nancy, Kathy. Quero dar atenção ao pessoal da mesa, que está sempre trabalhando tanto para atender vocês. Então, quem está mexendo as cordinhas na sua vida?

NANCY: Eu ia dizer que tudo depende do que eu estiver fazendo. No trabalho, são os chefes.

ADAMUS: Correto, exatamente.

NANCY: Em casa, pode ser... bem, depende do que eu estiver fazendo. Meus netos.

ADAMUS: Correto, tudo bem.

NANCY: Tudo depende do que eu estiver fazendo.

ADAMUS: Ótimo. Ótimo. Resposta honesta. Kathy?

KATHY: O ego.

ADAMUS: O ego. Ego, e onde está o ego?

KATHY: É tudo aquilo [apontando para a lista].

ADAMUS: É tudo aquilo. Certo, ótimo. Boa resposta.

A propósito, sem querer corrigi-la, mas, como sempre, corrigindo... O ego não é uma coisa ruim. O ego, na verdade, vem do termo “I go”, em inglês. [N. da T.: Em inglês, ego se escreve como em português e se pronuncia “igo”; o termo “I go”, pronunciado “ai go”, significa, em português, “eu vou”.] “Eu vou, eu expando, eu vivencio.” Mas, ao longo do caminho, ego virou uma palavra ruim, mas, na verdade, é ótimo ter um monte de ego. [Risadas com a pose que Adamus faz.]

LINDA: Que ótimo!

ADAMUS: Vocês pensam no ego em termos negativos, como alguém sendo egoísta, cheio de si, autocentrado. Existe uma linha – uma linha tênue, mas uma linha... existe uma diferença entre ser absolutamente autocentrado, em que a pessoa se alimenta da energia, rouba a energia dos outros, e ser autoconsciente e autossuficiente, que significa que a pessoa não precisa roubar a energia de ninguém. Ela está tão consciente de si e tão apaixonada por si mesma que não precisa roubar. Não precisa dar desculpas pra si própria. Não tem dúvidas sobre si mesma, de modo que pode se expressar abertamente e com alegria. Não precisa se conter. Esse ego é uma coisa linda. É a expressão do Eu Sou. Isso, mais algumas pessoas. Siglinde?

SIGLINDE: O corpo físico mexe uma cordinha ou duas.

ADAMUS: Com certeza. O corpo físico mexe muitas cordinhas. Muitas. Você pode estar tendo um dia realmente bom quando uma dor ou indisposição – a voz da sua biologia – pula na sua frente e começa a gritar, acabando com seu dia. Certo. Aleya?

ALEYA: Para mim, é um grau de confiança em mim mesma. O quanto eu confio em mim naquele momento depende se eu concordo com os aspectos...

ADAMUS: Certo.

ALEYA: ... ou concordo com o Eu Sou.

ADAMUS: OK. Exatamente. Resposta muito honesta. Sim. Às vezes, por causa da falta de confiança, você permite que os outros mexam as cordinhas. Na verdade, é mais fácil, em alguns dias, ter alguém mexendo as cordinhas [Adamus dança como uma marionete.] e você...

LINDA: Eu perdi. Eu estava andando. Posso ver isso de novo?

ADAMUS: ... fica com alguém mexendo as cordinhas [Ele dança novamente.] e... Cauldre não está gostando.

LINDA: É mesmo?!

ADAMUS: Não, não.

HOMEM SHAUMBRA: Do jeito que você está dizendo, é quase como se estivesse falando de ser influenciado pelos outros. Como estão mexendo com você? Como o operador da marionete está mexendo suas cordinhas? Quem está apertando os botões? Não seria melhor dar atenção àquela voz interior tranquila e, aos poucos, fazer mais escolhas a partir do que você compreende?

ADAMUS: Ah, acho que vou pra casa agora! Não preciso concluir a palestra, mas tenho alguns diagramas interessantes. Então, sim, dois premiozinhos. Isso.

LINDA: Ah, pelo amor de Deus.

ADAMUS: Mas vou dizer isso de maneira um pouco diferente. Não melhor, só diferente.

EDITH: Ele quer uma peça de ouro.

ADAMUS: Vamos providenciar isso em breve.

Então, agora, vou ao quadro fazer alguns diagramas. A pergunta é: quem está mexendo as cordinhas? E se vocês tivessem dito “ninguém”, eu teria que chamá-los de mentirosos.

EDITH: Qual é a novidade? [Muitas risadas]

ADAMUS: [rindo] Oh, dê algo pra ela! Alguma coisa! É, obrigado. Ah, isso muito me lembra nossas velhas Escolas de Mistério em que passávamos vários dias. Às vezes, alguns de vocês ficavam muito bêbados e, depois, se sentiam horríveis no dia seguinte, outras vezes, era só pura beleza e alegria. Sinto falta disso, mas aqui estamos nós fazendo de novo.

É que, de vez em quando... muitos adeptos da Nova Era, por negação, dizem que ninguém está mexendo suas cordinhas. E, aí, eu pergunto pra eles... eu não faria isso com vocês. Eu tento provocar vocês e fazer vocês me darem essas respostas bobas. Mas, queridos Shaumbra, às vezes, tem aqueles que dizem: “Ninguém. Estou criando minha própria realidade.” Daí, eu digo: “Ah, é? Então, os dons e talentos que você tem, de onde os tirou?” E outros, nem um pouco sinceros, dizem: “Bem, eu os criei.” Sério? E você lembra de ter criado. “Bem, não, mas eu os criei.” Outros dizem, vejam: “Eu sou o criador da minha realidade.” E eu pergunto: “É mesmo? E é isso que você cria?!” Isso foi engraçado. Com frequência, ouço essas respostas muito esotéricas, mas que não têm aplicação na vida real. Não são verdadeiras.


Ondulações da Consciência

Então, quero falar aqui, nos momentos que restam, que podem ser horas, sobre quem está mexendo as cordinhas e quero responder à minha pergunta, à pergunta que tem deixado muitos perplexos: os humanos têm livre arbítrio? Vamos responder ainda hoje. O dinheiro que gastaram vai valer a pena. Os humanos têm livre arbítrio?

EDITH: Eles têm livre escolha.

ADAMUS: Eles têm?

GARRET: Uma escolha muito cara. [Risadas] (N. da T.: Garret faz um trocadilho com a palavra “free” – livre. Edith disse “free choice” – livre escolha – mas “free” também significa “de graça”. Então, Garret brincou dizendo que não era “de graça” a escolha, mas, sim, uma escolha muito “cara”.)

ADAMUS: Vou desenhar agora. Eu vou desenhar, mas é tudo simbólico. Não levem ao pé da letra; é só uma boa maneira de mostrar as coisas. A Fonte de vocês está numa jornada. O eu de vocês está numa jornada. E falamos, na última conversa, sobre o Corpo de Consciência, mas o Corpo de Consciência faz diferentes – vou chamar assim – formas de onda ou diferentes danças. O espírito de vocês tem uma determinada ondulação. Uma bela forma de onda. Não é literal, é simbólico. [Adamus desenha as formas de onda na horizontal.]

Seu espírito está nesta jornada e tem seus próprios desejos. A quantidade de desejos pode aumentar muito facilmente. Seu espírito, seu eu quer se conhecer, em resposta à velha pergunta que vocês fizeram muito tempo atrás: “Quem sou eu?” Ele está procurando. Ele quer se conhecer e faz isso através do que eu chamo de triplo “EX” – Experiência, Expansão e Expressão.

É isso que seu espírito, seu divino, como queiram chamar, quer fazer. Ele está por aí dançando, flutuando. Só quer se conhecer e ter experiência. Ele não consegue se conhecer sem vivenciar alguma coisa, então, ele busca a experiência. E ele quer continuar expandindo. Essa é a alegria do espírito, expandir. Andar pra trás não resolve. Permanecer neutro ou parado vai acabar causando uma explosão. Faz bum! Pois algo tem que mover a energia. Então, ele quer a expansão e quer expressar essa alegria. Apenas conhecer essa alegria dentro de si e não expressá-la, bem, é algo frustrante. Então, ele quer se expressar – através do canto, através da música, através de livros, através de um trabalho, através de um relacionamento ruim, através de problemas com a saúde. Tudo isso são formas de expressão e é isso que a ondulação do seu espírito faz.

Vocês têm outra ondulação chamada... bem, vamos chamá-la ondulação do humano. A ondulação do humano é mais ou menos assim. [Adamus desenha outra ondulação, abaixo da primeira, com as formas de onda invertidas.] Essa parte humana, que realmente ocupa a vasta maioria de sua percepção no momento, tem um conjunto de danças e desejos inteiramente diferente. Tem muitos roteiros e agendas, porque geralmente não vê o espírito e acredita que está agindo por conta própria. Desse modo, ele se coloca muito na defensiva, fica muito isolado e quer coisas como sobreviver. Essa é a velha programação lemuriana, a sobrevivência. Vão para a Terra e fiquem lá – vocês entram na biologia, porque, assim, podem ter algumas experiências – mas fiquem lá. Daí, vocês sobrevivem. Velha programação.

Espero que a gente consiga tirar essa programação de sobreviver, porque ela realmente é dureza, seja como for. Vocês não precisam sobreviver; vocês precisam viver. Então, o humano quer sobreviver. Ele quer, de certa maneira, conforto e prazer.

A porção prazer vem da velha programação atlante. Todos têm um centro de prazer na programação interna. Por quê? Porque vocês podem fazer as pessoas trabalharem bem duro e fazerem incríveis proezas quando recebem uma pequena recompensa no fim do dia – quando conseguem um pouco de sexo, um pouco de álcool, um pouco de reconhecimento, o que seja, um pouco de poder. Bom, essa é a porção prazer. Sinto muito se não está dando pra ler. [Adamus está falando da letra miúda com que escreve.]

LINDA: Não está ótimo, mas está bom.

ADAMUS: Vamos virar para a câmera de Roy. Conforto e prazer também são programações das quais eu gostaria de ver a gente se livrando, liberando. Vocês não precisam ganhar um biscoitinho no fim do dia. Vocês não são mais ratos de laboratório, que precisam pegar o doce. O açúcar foi uma descoberta maravilhosa muito tempo atrás. Ele, na verdade... preciso ter cuidado com o que eu digo aqui. Bem, não, não preciso, não. O açúcar, de certo modo, contém uma energia de camada hipnótica. Agora, não estou dizendo que açúcar seja ruim, mas o açúcar desencadeia algo dentro de vocês energeticamente, não biologicamente, que faz com que pensem que estão se sentindo bem. As pessoas dão doce às crianças, por quê? Para elas calarem a boca. Não é bom pra elas. O açúcar as coloca, energeticamente, num estado frenético. Ele é uma droga hipnótica. Podem escrever o que eu digo: “Adamus disse que açúcar é uma droga hipnótica.”

Então, o humano precisa sobreviver, ter prazer e conforto e, depois, envolver-se com outras energias como controle e poder. Ele adora essas energias. Ele assume a construção de sua identidade. Esta é a interpretação negativa do ego. Então, vamos chamar de identidade. Velha programação.

Então, esta onda humana tenta, constantemente, reforçar a si mesma. O espírito – a porção espírito – está tentando entender a si mesma; o humano está tentando se fortalecer.

LINDA: Você deve escrever isso aí.

ADAMUS: Bem, está tudo gravado.

LINDA: Tudo bem.

ADAMUS: Então, o humano, constantemente, precisa reforçar sua identidade e, de fato, não permite a verdadeira expansão ou exploração da identidade. Ele quer restringir e limitar demais a identidade.

Assim, vocês têm essas formas de onda e algo belo e natural costuma acontecer. O espírito está dançando, a ondulação do humano está dançando, e, há momentos em que eles se afastam naturalmente. Quando fazem isso, é uma coisa linda, porque esse humano pode alcançar a profundidade de sua própria descoberta. E o espírito pode se expandir ainda mais. Geralmente, é uma coisa linda. E, então, essa separação age quase como um atrativo ou um ímã, e os junta novamente.

Daí, ocorre o afastamento de novo, quando o humano vai mais fundo em sua experiência, o espírito vai mais longe em sua celebração e, então, vocês têm esse constante vai e vem.

LINDA: Pode fazer isso com música?

ADAMUS: É, na verdade... na verdade, é uma dança.

[Pausa enquanto Adamus dança com Linda.]

HOMEM SHAUMBRA: Aproveite pra cantar. [Muitas risadas]

ADAMUS: Na verdade, é uma dança – juntos, separados; juntos, separados. A respiração também é assim. Vocês podem sentir essa ondulação, essa dança.

Está quente aqui.

LINDA: Cauldre precisa de água.

ADAMUS: Abram a porta, por favor. Humm. É a energia que estamos criando aqui. Então, eles fazem essa bela dança juntos.

Agora, afinal, o que acontece... vocês já devem saber a resposta. Então, existe o espírito [Adamus desenha noutra folha as duas ondulações.] e existe o humano, e, em algum momento, eles se tocam. [Continua desenhando, até cruzar uma ondulação com a outra.] Em algum momento, eles se cruzam. Teremos que dar um zoom nisto aqui. [Ele desenha noutra folha o ponto do cruzamento.] Eles se cruzam. E, depois, a dança muda e estes movimentos de onda constantes se encontram, não ficam mais separados. [Adamus desenha a continuação das ondulações se entrecruzando.] E, neste ponto, aqui [onde se cruzam] é o fator crítico. Este é o ponto zero da consciência. Em outras palavras, vocês deixam ir a velha dança, o velho passado. Tudo se torna história, memória, uma parte da experiência. Agora a dança é estar junto.

O começo do processo de despertar é aqui. [Adamus sinaliza o início da ondulação.] É onde seu despertar começou a acontecer. Vocês sentiram um momentum, uma sensação de que não iriam mais ficar se juntando um pouco nem se separando de novo, e acharam: “Ah, querido Deus, eles vão ficar juntos.” Foi o resultado de muitas coisas, como trauma, depressão, falta de paixão, tudo isso, que criou o momentum do lado humano, que criou uma espiral descendente para a sua consciência, que lhes deu o empurrão para chegar a este ponto [onde se cruzam]. E seu espírito, que era uma ondulação à parte, noutro lugar, disse: “Eu vou descer.” [Risadas] “Vou dar um mergulho. Não vou mais ficar aqui em cima, nos níveis etéreos irreais; eu vou para a Terra. Vou ficar com você.” E, nesse lindo ponto zero do Eu Sou, vocês se unificam.

Voltarei a falar sobre isso, mas quero que vocês reparem numa coisa muito, muito interessante, porque é Páscoa. [Ele sussurra para Linda] Respire fundo.

Então... [Adamus desenha, noutra folha, uma forma oval entrecruzando numa ponta.]

LINDA: Oh, meu Deus.

ADAMUS: O que é isso, Shaumbra?

SHAUMBRA: Um peixe.

ADAMUS: O símbolo de um peixe. E quem usa isto?

SHAUMBRA: Os cristãos.

ADAMUS: E qual é a lógica?

SHAUMBRA: O pescador.

ADAMUS: Que Yeshua tinha um bando de pescadores. Claro que não! [Risadas] Quem escolheria um peixe como símbolo??! O que Yeshua quis dizer com isso? É a camada hipnótica. É a dança que continua indefinidamente. Não tem a ver com pescar! Tem a ver com integrar-se. Tem a ver com se unificar novamente neste ponto. [Adamus aponta para o ponto de interseção das ondulações na folha anterior.]

Ahhh! E Yeshua sabia disso. Yeshua explicou a mesma coisa. Ele não tinha um pedaço de papel, mas escreveu no chão. Ele explicou a mesma coisa para seus discípulos e para alguns outros que podiam ouvir, e Maria Madalena ficava em pé a seu lado e explicava ainda mais os detalhes do que estava acontecendo neste incrível processo. E ele usou o símbolo, que alguém transformou num peixe... ele usou este símbolo de integração que eu mostrei aqui [mostra a interseção do último desenho]. A unificação, a dança que, por fim, se junta novamente. É onde vocês estão. É o que está acontecendo e, daqui [da interseção] pra frente não há mais ondulações diferentes. Há um Corpo de Consciência.

O dinheiro não valeu a pena?

PLATEIA: Valeu.

ADAMUS: Ah, sim! Ah, sim! Para aqueles que vão participar do meu – do nosso – debate sobre desequilíbrio mental, isto se tornará parte integral de nossa conversa, porque um desequilíbrio mental, Greg, em vez de ter ondulações que dançam juntas como estas [noutra folha, ele desenha de novo a ondulação do espírito], tem ondulações erráticas e disfuncionais. [Adamus desenha formas de onda pontudas e erráticas, abaixo da ondulação do espírito.] Quando a ondulação do humano, que é influenciada pelas vozes de aspectos da consciência de massa e culpa, começa a ficar errática assim – é interessante –, a ondulação do espírito começa a ficar assim [noutra folha, ele desenha as ondulações do espírito, erráticas também, e as do humano, se afastando uma da outra], e logo elas se perdem totalmente. O humano fica com psicose, doença mental, transtornos, personalidades múltiplas e todas essas outras razões pelas quais vocês têm desequilíbrios mentais. É tudo focado pela mente, mas é um transtorno no ritmo natural da dança entre espírito e humano.

Então, falaremos disso com mais detalhe. Falarei mais sobre como... simplifiquei muito nestes diagramas... mas o que acontece é que estas são as ondulações, as ondas principais da consciência. [Ele volta para o primeiro desenho que fez.] Ótimo título para esta conversa – Ondas da Consciência.

Agora, na verdade, quando realmente entrarmos nisso, vocês vão descobrir que têm muitos aspectos. Esses aspectos também têm seus próprios padrões e vocês têm milhões, bilhões deles. Eu os represento com uma linha pontilhada, porque não se destacam ou não ficam muito evidentes – ou será que ficam? [Adamus acrescenta, nesse mesmo primeiro desenho, as linhas pontilhadas.]

Então, o que acontece quando esta ondulação do humano deixa de ser uma linha sólida e passa a ser uma linha pontilhada e a ondulação do aspecto sai de uma linha pontilhada e assume o controle, tenta dominar, e vira uma linha sólida? Agora, vocês têm um humano realmente complicado. Vamos falar sobre como se aproximar e colocá-lo de volta na dança, nas ondulações. E é simples. É realmente simples.

Mas desenhei estas ondulações como relativamente lineares. Eu gostaria mesmo que toda esta parede e aquelas fossem quadros pra escrever. Não seria incrível, Suzy? [Risadas]

Estas ondulações não são apenas retas como mostrei aqui. Elas, de fato... novamente, numa descrição simples... isto é a Fonte [Adamus desenha um ponto, noutra folha.] e elas, na verdade, se parecem com uma espiral que se expande. [Ele acrescenta uma espiral a partir do ponto, girando ao redor deste.] E, se olharem dentro dessa espiral, as danças continuam, mas o tempo todo o Corpo de Consciência está se abrindo; às vezes, de um jeito confuso, caótico e traumático, às vezes, com a ilusão de que tudo vai desmoronar. E, às vezes, essa ilusão é muito real. Ela desmorona mesmo. Não realmente, mas a consciência fecha a porta e cria a ilusão de que a expansão está arruinada. Acho que vocês sabem do que estou falando.

Na verdade, mesmo esta espiral não é muito precisa, porque a dança, se olharem mesmo pra ela, é o que cria uma... [Adamus desenha, noutra folha, o ponto e uma espiral maior e mais circular.] é como um grande círculo, uma grande bola, e a bola está expandindo. A bola é a consciência, e ela continua a se expandir, a se abrir até vocês alcançarem o ponto do Eu Sou.


Livre Arbítrio?

Agora, algo mais acontece aí. Uma outra coisa acontece nesse ponto de interseção do qual falei. [Ele desenha, nessa mesma folha da espiral maior, o ponto de interseção.] A bola, ou espiral, não continua seu trajeto em espiral. Não continua a se expandir regularmente. E vamos falar sobre isso no nosso próximo encontro. Mas quero responder àquela pergunta antes... vejo que meu tempo está acabando... quero responder àquela pergunta pra vocês. Vocês podem refletir sobre isso e não precisam concordar com nada disso. Eu, simplesmente, proponho questões. Eu só proponho questões. Em todas as nossas discussões, em todas as nossas conversas particulares, eu, simplesmente, proponho questões.

Mas a pergunta é: Os humanos têm livre arbítrio? Vou voltar para os diagramas do começo. A pergunta é se os humanos têm livre arbítrio, ou a pergunta antes desta: “Quem está mexendo as cordinhas?” [Ele mostra o primeiro desenho.] Quem está mexendo as cordinhas? Quem escolheu sua família biológica? Não foram vocês. Vocês não eram nascidos. Como vocês fariam essa escolha? Suas habilidade e talentos... foi a astrologia que escolheu? Foi Deus? Foi um grupo de anjos? Foram seus guias espirituais? Foi seu eu superior? Sua superalma? Foi plena sorte e destino? Ou foi um acaso ruim e miserável? Quem está mexendo as cordinhas? E essa é uma pergunta antiquíssima. E a resposta é... bem, depende. Depende do estágio em que se encontra sua consciência, quem vai mexer as cordinhas.

O espírito tem sua própria canção. Ele flutua rio abaixo, surfando as ondas. Ele meio que não se importa, porque o espírito, o seu divino, está tendo experiências. Está expandindo e se expressando, mesmo que a expressão signifique gritar e espernear. Ele está se expressando. Um problema de saúde é uma forma de expressão. E o espírito acompanha. [Adamus mostra as ondulações do espírito e do humano, que seguem juntas.] Não é que ele negligencie vocês, mas as necessidades dele são diferentes. São desejos e paixões diferentes.

Vocês têm o humano aqui embaixo que luta por sobrevivência e identidade. E, sim, vocês querem dizer: “Bem, estou criando minha realidade.” Bom, isso não é bem verdade, porque muito da sua realidade está sendo criado ou influenciado por esta ondulação [do espírito], por outras ondulações das quais vamos falar em nosso workshop de saúde mental e por ondulações que estão aqui em cima, no nível divino, das quais vocês não estão conscientes. [Adamus mostra o espaço entre as ondulações.] Na verdade, vocês não criam muito da experiência que têm. Não, mesmo.

E em resposta à pergunta: os humanos têm livre arbítrio? Não, não têm. Absolutamente, não têm. Se tivessem, seriam totalmente diferentes. Eles estão sob a influência de alguma coisa. As cordinhas são puxadas por alguma coisa. Carma? Bem, certamente, se acreditarem nele. Religião? Com certeza. Todas essas outras coisas mexem as cordinhas. Eles querem muito acreditar que têm livre arbítrio e assumem que têm: “Eu tenho o arbítrio de largar meu emprego quando eu quiser.” Bem, não tem. “Eu arbitro onde quero viver.” Mas, não, vive onde cresceu. Alô! Do lado da mãe e do pai!

Então, na verdade, não, os humanos não têm livre arbítrio. Realmente não têm. Espero deixá-los um pouco zangados, porque vocês sempre pensaram que tinham livre arbítrio.

Vocês têm vontade divina. Tobias disse isso há anos, e essa é a canalização que vocês esqueceram. Vocês não queriam ouvir isso, de verdade. Ele disse: “Existe a vontade divina.” A vontade de sua onda espiritual, dança espiritual, de fato, se sobrepõe à vontade humana [estala os dedos] assim. Instantaneamente. E é responsável por muitas coisas que acontecem na sua vida. Seu espírito não está provocando essas experiências negativas, mas existem coisas que são bem mais importantes para seu espírito, seu divino, do que tolas articulações humanas e tentativas desesperadas de controlar, ter prazer, estabelecer uma identidade e sobreviver.

Não importa! O espírito vai sobreviver; não existe morte. Yeshua provou isso na cruz. Não há morte. Ele não morreu para... expiar seus pecados. Ele não morreu por vocês e por seus pecados. Belo sofrimento. Que egoísmo pensar que Yeshua morreria por vocês. Yeshua chegou ao ponto... e era a consciência coletiva, então, é um pouco diferente... mas Yeshua chegou ao ponto de dizer: “Vou pescar. Vou entrecruzar-me. Não me importo se vou viver ou morrer. Estou cansado de ficar na minha própria prisão enquanto humano. Estou cansado de não estar comigo mesmo. Estou cansado da separação desses dois [falando das ondulações do espírito e do humano]. Quero voltar pra mim mesmo.” Bum! Eles se cruzaram. [Adamus forma uma cruz com os dedos.] Ooh, será que eu disse cruz? [Risadas] Eu disse cruz?!

Eles se fundiram. Céu e Terra se reúnem. A ondulação do divino e a ondulação do humano, enfim, se entrecruzam.

Então, Yeshua morreu na cruz? Não. Ele reviveu na cruz. O corpo físico não significa nada. Ele soube disso no momento da “cruz”. [Adamus desenha uma cruz noutra folha.] Por sinal, este símbolo foi escolhido centenas e centenas de anos depois como uma forma de hipnose, de sofrimento – “Ele morreu pelos pecados de vocês.” Eu acho que não. Eu acho que não. Ninguém pode morrer pelos pecados de ninguém. Mas, originalmente, quis representar esse ponto de interseção – a cruz, a união – e foi usada, mais tarde, para significar sofrimento, dor, culpa e controle.

Assim, queridos amigos, Yeshua despertou na cruz e, nesse momento, liberou o corpo físico, que... a propósito, 2.000 anos atrás, vocês tinham que fazer desse modo. Vocês não precisam fazer assim agora. Ele liberou o corpo físico e, realmente, alcançou a vida. Ele continuou, alegremente, com Maria Madalena. Eles tiveram filhos juntos, mesmo que ele não possuísse um corpo físico. Lindas crianças. Sim, vocês podem fazer sexo mesmo sem corpo. É verdade. O sexo é até melhor, às vezes. [olha para Linda] Nem sempre. Nem sempre. [Muitas risadas] Nem sempre.

LINDA: Você é um gênio.

ADAMUS: Então, queridos Shaumbra, abordamos muita coisa hoje. Já é hora. Vamos continuar trabalhando com... não trabalhando com...; vamos estar na presença... desses terroristas. E cobrimos muito material hoje. Muito material. Em nosso próximo encontro, vamos falar mais sobre o que realmente acontece nesta esfera, sobre esse eu que cresce, que expande quando vocês alcançam esse ponto de interseção. [Adamus faz a cruz com os dedos novamente.] Mas, nesse ínterim, escutem ou leiam este Shoud novamente, porque boa parte de vocês estava “ausente”, numa noção expandida, mas agora tragam essa parte de volta para este nível lendo ou escutando novamente.

Como já dissemos, vamos entrar na experiência. Vamos entrar em coisas novas e diferentes. Nem todos vão gostar, acreditem ou não. Não consigo imaginar por quê. Mas nem todos vão gostar. Não será agradável para todos que estão no caminho espiritual, e tudo bem. Não é pra ser. Vamos falar de coisas aqui que são muito diferentes das velhas crenças, de crenças diversas, o que não torna isso certo nem errado, mas, como sabem, quando nos reunimos um bom tempo atrás, dissemos: “Vamos explorar alguns territórios realmente novos.” Quanto mais exploramos novos territórios, mais descobrimos que era uma simples verdade básica, um mero senso comum.

Então, quando voltarem para suas vidas, lembrem-se de que não precisam se preocupar, não precisam ter dúvida. Tudo está bem em toda a criação.

Portanto, eu sou o que sou, Adamus, ao serviço de vocês.

[Aplausos da plateia]



Tradução de Inês Fernandes – mariainesfernandes@globo.com


Tobias do Conselho Carmesim é apresentado por Geoffrey Hoppe, com o pseudônimo de "Cauldre", Golden, Colorado. A história de Tobias, do bíblico Livro de Tobit, pode ser encontrada no web site do Círculo Carmesim: www.crimsoncircle.com. O Material do Tobias é oferecido gratuitamente aos Trabalhadores da Luz e Shaumbra de todo o mundo desde agosto de 1999, época em que Tobias disse que a humanidade tinha ultrapassado o potencial de destruição e entrado na Nova Energia.



O Círculo Carmesim representa uma rede mundial de anjos humanos que estão entre os primeiros a fazer a transição para a Nova Energia. Enquanto eles vivenciam as alegrias e os desafios do status da ascensão, ajudam outros humanos em suas jornadas, compartilhando informações, atendendo e orientando. Mais de 50.000 visitantes vão ao web site do Círculo Carmesim todos os meses ler os últimos materiais e discutir suas próprias experiências.



Os encontros do Círculo Carmesim acontecem mensalmente em Denver, Colorado, onde Tobias apresenta as informações mais recentes através de Geoffrey Hoppe. Tobias declara que ele e os outros do Círculo Carmesim celestial estão, na verdade, canalizando os humanos. De acordo com Tobias, eles estão lendo nossas energias e traduzindo nossas próprias informações de volta para nós, de modo que possamos vê-las vindo de fora, enquanto as vivenciamos no nosso interior. O "Shoud" é uma parte da canalização em que Tobias fica de lado e a energia dos humanos é canalizada diretamente por Geoffrey Hoppe.



As reuniões do Círculo Carmesim estão abertas ao público. O Círculo Carmesim sobrevive com o amor sincero e a doação dos Shaumbra de todo o mundo.



O objetivo dos que fazem parte do Círculo Carmesim é servir de guias humanos e professores àqueles que seguem o caminho do despertar espiritual interior. Não é uma missão evangélica. Pelo contrário, a luz interior é que guiará as pessoas até você para receberem compaixão e atenção. Você saberá o que fazer e o que ensinar nesse momento, quando vier até você o humano precioso e único, pronto para embarcar na jornada da Ponte de Espadas.



Se você estiver lendo isto e sentir a verdade e a conexão, você é realmente um Shaumbra. Você é um professor e um guia humano. Permita que a semente da divindade cresça dentro de você agora e em todos os momentos que estão por vir. Você nunca está sozinho, porque a família está espalhada por todo o mundo e os anjos estão ao seu redor.



Por favor, distribua este texto livremente numa base não comercial e sem cobrar por ele. Por favor, inclua as informações na íntegra, inclusive com todo este pé de página. Todos os outros usos têm que ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a pagina de contatos no website http://www.crimsoncircle.com/



© Copyright 2009 Geoffrey Hoppe, P.O. Box 7328, Golden, CO 80403. Todos os direitos reservados.

www.novasenergias.net/circulocarmesim Site Oficial do Circulo Carmesim. Todos os direitos reservados.

http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/textos/SeriedosMestres8.html

---