Uma oração a ter presente constantemente no coração:

''Eu Estou entregue nas mãos de Deus.
Eu Sou Divinamente guiado/a e protegido/a
E em mim e por mim é feita a Divina Vontade.
Eu sirvo e manifesto a LUZ , Agora e Sempre!''

23.12.09

O QUE VOCÊS QUEREM PARA O NATAL? Jesus por Judith Coates

O QUE VOCÊS QUEREM PARA O NATAL?

Uma mensagem de Jesus/Yeshua, canalizada por Judith Coates

1º de Dezembro de 2009

Amados, muitos de vocês estão se aproximando de seus dias de festas, os dias sagrados que vocês decretaram a fim de se lembrarem não do nascimento de Yeshua, mas verdadeiramente, do nascimento de Cristo. Vocês fazem isto anualmente, de modo que tenham a oportunidade de que em um destes anos, talvez, se lembrem que é do seu próprio nascimento como a criança Crística que vocês estão celebrando. Uma destas vezes – e eu lhes digo, que este é o ano para isto, porque tem havido muitas mudanças na consciência coletiva e muitas mudanças na consciência individual – vocês chegarão ao espaço onde despertarão para a sua própria divindade, para o seu próprio Eu Crístico, para o poder e a magnificência de seu Eu divino, sagrado.

Neste ano em seus dias sagrados, celebrem como vocês são maravilhosos, como uma expressão da energia da Inteligência Divina que vem antes do início do tempo, a fim de conhecer a expressão do divino, a fim de conhecer o amor que vocês são, a alegria que vocês são.

Vocês vieram não para sofrerem as pedradas e flechadas do mundo, mas vieram para participar da alegria que é o seu direito nato, para conviverem entre os irmãos e irmãs e para encorajá-los a serem Alegres novamente. Vocês são como diamantes que resplandecem no oceano. Vocês são o oceano, e são a gota de água que brilha ao sol.

Permitam-se neste ano a se conscientizarem de que é o despertar do nascimento da criança Crística, finalmente, nesta realidade.

Agora, em outras realidades, vocês estão despertos, vocês como Um, vocês estão despertos. Mas , nesta realidade, vocês disseram: “Eu participarei por algum tempo do jogo de como é estar separado, adormecido; percorrer o meu próprio caminho e sentir que eu estou sozinho.”

Quando vocês usam a palavra “sozinho”(alone), e a separam, significa “todos um” (all one). E, entretanto, o ego separado virá até vocês e dirá: “Vocês estão sozinhos neste mundo. Não há ninguém que os compreenda. Até os seus pais não os compreendem. Os seus companheiros não os compreendem. Vocês nem mesmo se compreendem.”

O ego separado ama entrar em cena e lhes lembrar da crença que tem sido. Assumam isto no coração: foi. Entretanto, tem havido uma mudança em sua compreensão, em sua perspectiva, assim como uma mudança na consciência coletiva que está tornando isto possível – não somente possível, mas provável – que neste ano, em seus dias sagrados, haverá uma nova percepção do que significa o despertar, e vocês se sentirão aliviados de todos os cuidados do mundo e verdadeiramente capazes de seguirem com alegria e luz em seu coração.

Vocês se darão presentes com alegria, porque vocês querem se doar. É por isto que vocês são os presentes. Tem sido uma tradição por muito, muito tempo, dar presentes durante os dias sagrados, e isto se origina de uma profunda ânsia de compartilharem de si mesmos. E, como esta realidade acredita na materialidade e que as coisas têm que ser tangíveis, vocês adquirem ou trocam presentes tangíveis e lhes dão qualquer que seja o objeto.

Mas, na verdade, o que vocês estão lhes dando é o seu amor. O que vocês estão lhes dando é o seu reconhecimento de que eles são importantes, que eles têm valor, que vocês se preocupam com eles. Esta é a base, e é isto que é importante.

Na realidade, todos os presentes que são tangíveis se desintegrarão na poeira do tempo, algumas vezes em um espaço de tempo mais curto. Algumas vezes eles durarão um pouco mais, mas com o tempo os presentes palpáveis seguirão o caminho de todas as coisas materiais. Mas o amor que vocês se dão, lhes permite se sentirem valorizados, que são importantes para alguém.

Vocês têm visto muitos irmãos e irmãs imaginando: “Por que eu estou aqui? Qual é o benefício de estar aqui?” Mais e mais irmãos e irmãs estão se defrontando com esta questão agora , enquanto a saúde econômica de toda a comunidade global parece estar passando por um pouco de desafio.

Mais e mais irmãos e irmãs estão tendo que estabelecer prioridades, tendo que chegar a um espaço onde eles compreendem o que é verdadeiramente importante, e talvez, voltarem a se doar e não a adquirir os caros presentes materiais.

Tudo acontece para servir à satisfação. Eu lhes disse isto inúmeras vezes, tantas vezes, que quando o digo entra por um ouvido e sair pelo outro, ignorando às vezes o sentido. Tudo serve à satisfação do momento.

Até a sua economia global está servindo à satisfação. Em alguns casos, aqueles que estão tendo que procurar um novo emprego sentem que terão menos valor se não o encontrarem. Eles estão tendo que reconsiderar o seu valor: “Que talentos eu tenho? O que posso dar de mim mesmo?” E os sábios estão chegando a um espaço onde ainda que tudo o mais possa ser despojado deles, entretanto, o espírito está vivo e bem.

Todos vocês são mestres que escolheram novamente vir a esta realidade que ainda acredita na separação, na perda, na possibilidade do abandono, na possibilidade da doença. Vocês escolheram, com grande coragem, vir novamente a uma realidade que não é o seu lar.

Vocês não foram enviados aqui, tão distantes, como punição por grandes pecados. Vocês escolheram estar aqui, e escolheram, com grande coragem, estar aqui mais uma vez – porque esta não é a primeira vez nesta realidade. Pode ser, se o escolherem, a sua última vez nesta realidade, ou não, porque vocês podem escolher que querem retornar em total consciência em um momento em que a consciência coletiva alcançou plena consciência, e isto acontecerá, até em tempo.

Ainda agora, quando tudo parece lhes mostrar a possibilidade de conseqüências negativas, há esperança em seu coração; a esperança é um grande presente que vocês se dão. Pois, verdadeiramente, tudo já está melhor. Será melhor no dia seguinte, isto é verdade. Mas vocês já o podem reivindicar agora.

Requer somente a mais leve mudança na percepção dizer: “Ei, eu estou bem; não apenas bem. Eu sou um ser maravilhoso. Como eu soube unir todos os milhões de células deste corpo?” Vocês aglutinam a energia da luz em uma forma, onde o corpo funciona de acordo com o que parece ser um processo inconsciente, mas na verdade e em tempo, vocês conhecerão a consciência da divindade da Energia que lhes permite estarem encarnados em uma forma sólida, e no momento seguinte, vocês podem ser a energia que passa através das paredes.

Agora, neste momento, enquanto estamos nos aproximando dos seus dias sagrados, enquanto estamos nos aproximando da época em que vocês estarão trocando presentes, eu gostaria de lhes dar um presente. O que vocês gostariam para o Natal? Pensem nisto. O que vocês gostariam? O que vocês querem no Natal?

Fechem os olhos por um momento e interiorizem-se e percebam o que vier à mente em primeiro lugar. O que vocês querem no Natal deste ano? Pensem em coisas palpáveis. Usualmente elas vêm em primeiro lugar. Percebam o que vier após isto. O que vocês querem no Natal?

Pensem nisto. Permitam que a sua mente esteja aberta.

Se isto não lhes vier em alguns minutos, permitam-se no próximo tempo de meditação em que vocês se sentarem em silêncio para se interiorizarem nisto. O que querem no Natal? Qual é o seu maior desejo? E, saibam, que verdadeiramente vocês já o tem. Eu os presenteio neste momento. Seja o que for que desejarem, procurem-no, porque ele estará lá. Procurem-no, porque ele já é seu.

Eu tenho o poder de lhes presentear com o que pedirem, pois eu sou o verdadeiro Filho de Deus. Não está escrito que eu sou o Filho de Deus? Eu tenho o poder de lhes dar o desejo do seu coração, e vocês têm o poder de recebê-lo.

Pode estar escondido sob a árvore de Natal, em algum lugar. Pode estar escondido sob o arbusto de Hanukkah. Muito provavelmente, está escondido sob uma crença que diz que não pode ser. Mas eu tenho o poder de lhes dar, e vocês têm o poder de recebê-lo. Confiem nisto. Recebam-no alegremente. Acessem-no, e saibam que o segredo, que verdadeiramente não é segredo, é que nada pode ser negado aos amados – que vocês são – Divinos – que vocês são – Filhos – que vocês são – porque nós somos Um.

Agora – não me falhem nisto – eu espero uma nota de gratidão. Quando compreenderem o desejo do seu coração, quando o identificarem, quando o procurarem, quando o acharem, quando compreenderem “Eu o tive durante todo o tempo”, e quando disserem: “Obrigado” ao Eu, saibam que verdadeiramente o meu amor é o Amor em que vocês estão vivendo, porque é o amor divino do Um, e é ao que se refere o Natal, a Missa de Natal.

Que assim seja.

Jeshua bem Joseph (Jesus), expressando-se através de Judith.

Direitos Autorais 2007 Oakbridge University. O material de Oakbridge está protegido por direitos autorais, mas é gratuito a qualquer um que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço: www.oakbridge.org

Repassando:Lucia Beatriz

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

.

----

Sem comentários:

Enviar um comentário